Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Reinaldo José da [UNESP]
dc.contributor.authorÁvila, Robson Waldemar [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:30:57Z
dc.date.available2014-06-11T19:30:57Z
dc.date.issued2009-08-10
dc.identifier.citationÁVILA, Robson Waldemar. Padrões de infecção por helmintos em comunidades de lagartos do Brasil central. 2009. 215 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Botucatu, 2009.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/100589
dc.description.abstractO Brasil detém uma das maiores diversidades de lagartos do mundo, com 13 famílias e 236 espécies. Embora várias espécies do território brasileiro tenham sido investigadas nos últimos anos quanto a aspectos de história natural, o conhecimento acerca do parasitismo ainda é escasso concentrado em alguns ecossistemas, como Restingas e Floresta Atlântica. No presente trabalho, a presença de helmintos foi avaliada em diversas espécies de lagartos de três ecossistemas do Brasil Central: Cerrado, Pantanal e Amazônia. Os espécimes utilizados foram provenientes de cinco coleções científicas: Coleção de Vertebrados da Universidade Federal de Mato Grosso, Coleção de Herpetologia da Universidade Federal de Góias, Coleção Zoológica de Referência do Campus de Corumbá, Coleção Zoológica de Referência da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Coleção Herpetológica Arlindo de Figueiredo Bedá. Após a necropsia, os helmintos foram identificados e depositados na Coleção Helmintológica do Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu. Foram calculados os seguintes parâmetros de infecção: Prevalência (porcentagem de indivíduos infectados em cada espécie hospedeira) e a Intensidade média da infecção (número médio de parasitos nos lagartos infectados). 0 índice de diversidade de Brillouin foi calculado para cada espécie hospedeira. Relação entre o comprimento rostro-cloacal e número total de parasitas e diversidade de helmintos foi testada através de correlação de Pearson. Análises de agrupamento (UPGMA) foram realizadas para avaliar a similaridade (índice de Sorensen) entre as áreas dentro dos biomas utilizando apenas os dados qualitativos. Um total de 955 indivíduos pertencentes a 66 espécies de lagartos foram necropsiados, dos quais 45,8% estavam parasitados. A prevalência por ecossistema foi de 58% de animais parasitados na amostra do Cerrado...pt
dc.description.abstractBrazilian diversity of lizards includes 236 species, although many aspects of lizard biology, including parasitism are poorly studied. These few studies are concentrated mostly on animals from Atlantic forest and Restinga. Herein we investigate the helminth parasites of lizards in three biomes of central Brazil Cerrado (savanna-like vegetation), Pantanal (floodplain) and Amazonia (rain forest). We look for helminths within the body cavity, esophagus, stomach, lungs, small and large intestines of each specimen under a stereomicroscope. Nematodes were cleared in phenol; Cestoda, Trematoda and Acanthocephala were stained in Carmim, dehydrated graded alcohols, cleared in Creosote and after identification, these helminths were deposited in the Coleção Helmintológica do Instituto de Biociências da Unesp de Botucatu, Brazil. A total of 955 individuals from 66 species of lizards representing 9 families were assessed, wherein 45.8% displayed helminthes. In the Cerrado the prevalence was 58% (a total of 436 specimens from 39 species), whereas in the Pantanal the overall prevalence was 53.9% (221 individuals from 27 species) and 54.2% (295 specimens from 31 species) was the prevalence in the Amazon. A total of 156,435 helminths from 62 species, including 8 trematodes, 2 acanthocephalans, 5 cestodes and 47 nematodes were found. Tropiduridae, Teiidae an Scincidae were the most parasitized lizard families in all biomes, while Gymnophthalmidae were lesser infected. Lizards with larger body sizes tend to have richer diversity and abundance of helminths. Cluster analysis revealed higher similarities between different populations of the same lizard species than phylogenetically closest sympatric speciesen
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent215 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectParasitopt
dc.subjectParasitismopt
dc.subjectHelmintopt
dc.subjectDoenças parasitariaspt
dc.subjectParasitic diseasesen
dc.titlePadrões de infecção por helmintos em comunidades de lagartos do Brasil centralpt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramBiologia Geral e Aplicada - IBBpt
unesp.knowledgeAreaBiologia de parasitas e microorganismospt
unesp.researchAreaParasitas teciduais e cavitáriospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Botucatupt
dc.identifier.aleph000608284
dc.identifier.fileavila_rw_dr_botib.pdf
dc.identifier.capes33004064080P3
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record