Show simple item record

dc.contributor.advisorCicogna, Antonio Carlos [UNESP]
dc.contributor.advisorBrum, Patrícia Chakur [UNESP]
dc.contributor.authorLeopoldo, Ana Paula Lima [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:31:04Z
dc.date.available2014-06-11T19:31:04Z
dc.date.issued2010-02-18
dc.identifier.citationLEOPOLDO, Ana Paula Lima. Influência do tempo de exposição à obesidade sobre a expressão gênica e protéica do sistema regulador do trânsito de cálcio miocárdico. 2010. 161 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2010.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/100937
dc.description.abstractAtualmente mais de um bilhão de pessoas apresentam sobrepeso, sendo que, mais de 30% desta população é obesa. Diversas alterações estruturais e funcionais do coração em humanos tem sido frequentemente associadas com a obesidade. Modelos experimentais, por dieta hiperlipídica, têm sido utilizados para estudar a relação obesidade e coração. O trânsito de cálcio miocárdico tem sido extensivamente estudado em diversos modelos experimentais e frequentemente relacionado com disfunção cardíaca. Entretanto, a literatura mostra escassez de estudos que avaliaram a relação entre o tempo de exposição à obesidade por dieta hiperlipídica, o RNAm e as proteínas envolvidas na homeostase de Ca+2 miocárdico. Além disso, pesquisas relatam a influência dos hormônios tireoidianos nestas proteínas, podendo acarretar alterações na contração e relaxamento cardíaco.O objetivo principal desse estudo foi testar a hipótese que o aumento no tempo de exposição à obesidade acarreta diminuição na expressão e/ou fosforilação das proteínas e dos respectivos níveis de RNAm relacionados com o trânsito de Ca+2 miocárdico. Este estudo teve como objetivo secundário constatar se a diminuição na expressão gênica foi acompanhada de redução dos níveis hormonais tireoidianos. Os períodos de dieta hiperlipídica, utilizados nesse estudo, foram eficientes em promover obesidade, desde que o índice de adiposidade utilizado para caracterizar os animais como obesos foi 79,5%, 82% e 69,5% maior do que os respectivos controles, após 15, 30 e 45 semanas. O tempo de exposição à dieta hiperlipídica não promoveu alterações na gordura corporal total entre os grupos obesos; este resultado indica que, neste trabalho, não houve aumento na intensidade da obesidade ao longo do tempo. Neste estudo foram visualizadas algumas comorbidades frequentemente associadas com a obesidade...pt
dc.description.abstractCurrently, greater than one billion people are overweight and 30% of the population is obese. Several structural and functional changes of the heart have often been associated with human obesity. Experimental models for high-fat diets have been used to study the relationship between obesity and the heart. Myocardial calcium (Ca2+) handling has been extensively studied in several experimental models and has often been shown to be related to cardiac dysfunction. However, few studies have evaluated the relationship between the duration of exposure to obesity and a high-fat diet, and mRNA and proteins involved in homeostasis of myocardial Ca2+. Some studies have reported the influence of thyroid hormones on these proteins, which may cause changes in cardiac contraction and relaxation. The main objective of the current study was to test the hypothesis that the increased duration of exposure to obesity leads to a reduction in the expression and/or phosphorylation of proteins and mRNA levels related to myocardial Ca2+ handling. This study had, as additional objective, to verify if the decrease in mRNA expression was accompanied by a reduction in thyroid hormone levels. The periods of exposure to a high-fat diet used in this study were effective in promoting obesity since the adiposity index used to characterize animals as obese was 79.5%, 82%, and 69.5% higher than controls after 15, 30, and 45 weeks, respectively. The duration of exposure to a high-fat diet did not change the total body fat between the obese groups. This result indicates that there was not an increase in the intensity of obesity over time. In this study, some co-morbidities often associated with experimental obesity existed, such as glucose intolerance, insulin resistance, hyperinsulinemia, hyperleptinemia, and dyslipidemia; however, the co-morbidities were not associated with changes in systolic blood pressure ...(Complete abstract click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent161 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectCoração - Fisiopatologiapt
dc.subjectObesidade - Fisiopatologiapt
dc.subjectHormonios tireoidianospt
dc.subjectHigh-fat dieten
dc.titleInfluência do tempo de exposição à obesidade sobre a expressão gênica e protéica do sistema regulador do trânsito de cálcio miocárdicopt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramFisiopatologia em Clínica Médica - FMBpt
unesp.knowledgeAreaCiências da saúdept
unesp.researchAreaObesidade e coraçãopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Medicina, Botucatupt
dc.identifier.aleph000614088
dc.identifier.fileleopoldo_apl_dr_botfm.pdf
dc.identifier.capes33004064020P0
dc.identifier.lattes9418970103564137
unesp.advisor.lattes9418970103564137[1]
unesp.advisor.orcid0000-0002-4402-6523[1]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record