Show simple item record

dc.contributor.advisorJúnior, Antonio Thomaz [UNESP]
dc.contributor.authorCarvalhal, Marcelo Dornelis [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:31:27Z
dc.date.available2014-06-11T19:31:27Z
dc.date.issued2004-09-23
dc.identifier.citationCARVALHAL, Marcelo Dornelis. A dimensão territorializante da qualificação profissional em São Paulo: a ação dos sindicatos. 2004. 347 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2004.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/101425
dc.description.abstractA dimensão territorializante da qualificação profissional está subordinada às necessidades do capital, tendo como objetivo garantir em todos os recônditos do planeta as condições para a produção e reprodução do capital, tanto através da adequação da mão de obra às exigências técnicas do processo produtivo, quanto do estímulo ao comportamento produtivo. A participação dos sindicatos na qualificação profissional está inicialmente vinculada a esses propósitos do capital, porém potencializam ações de resistência à redução da educação para o trabalho, que o capital procura evidenciar, assim é a formação do trabalhador que está em jogo, o que amplia o escopo da análise para o campo da luta de classes, revendo a qualificação e a formação profissional como portadores de lógica classista no âmbito do capital. Essas questões nos estimularam ao estudo do PLANFOR (Plano Nacional de Qualificação do Trabalhador), no período de 1995 a 2002, a partir da “leitura” geográfica, tendo-a como elemento mediatizada pelas diferentes práxis sindicais, já que o caráter desta ação sindical revela a dimensão territorializante da participação em seu aspecto contraditório, seja aceitando as prerrogativas de formação profissional do capital, condicionando a mão de obra ao novo caráter da formação profissional (formação contínua, flexibilidade de habilidades, polivalência do trabalhador, iniciativa, trabalho em equipe, identificação e solução de problemas, etc.), com isso ampliando as possibilidades da mobilidade do capital, seja através das resistências e alternativas ao modelo adotado no PLANFOR, incorporando práticas que tenham como objetivo a emancipação do trabalhador, expressadas através das opções que não reduzem a educação à preparação para o trabalho.pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent347 f. : il.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectGeografiapt
dc.subjectFormação do trabalhador e geografiapt
dc.titleA dimensão territorializante da qualificação profissional em São Paulo: a ação dos sindicatospt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramGeografia - FCTpt
unesp.knowledgeAreaDesenvolvimento regional e planejamento ambientalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudentept
dc.identifier.aleph000287195
dc.identifier.filecarvalhal_md_dr_prud.pdf
dc.identifier.capes33004129042P3
dc.identifier.lattes6850217297754540
dc.identifier.orcid0000-0003-2189-169
unesp.author.lattes6850217297754540
unesp.advisor.lattes1283115540482082[1]
unesp.author.orcid0000-0003-2189-169
unesp.advisor.orcid0000-0002-1015-2257[1]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record