Show simple item record

dc.contributor.advisorJúnior, Idelmo Rangel Garcia [UNESP]
dc.contributor.advisorBotticelli, Daniele [UNESP]
dc.contributor.authorPantani, Fabio [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:32:40Z
dc.date.available2014-06-11T19:32:40Z
dc.date.issued2011-09-08
dc.identifier.citationPANTANI, Fabio. Avaliação do padrão de reparação óssea ao redor de implantes submersos: estudo experimental em cães. 2011. 82 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2011.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/103319
dc.description.abstractObjetivo: estudar as fases iniciais da regeneração óssea de implantes instalados sobre a crista óssea alveolar desdentada. Material e Métodos: Em 12 cães labradores, foram extraídos bilateralmente todos os pré-molares inferiores e primeiros molares. Após 3 meses de regeneração, foi realizada a incisão sobre o rebordo alveolar desdentado do lado direito da mandíbula e descolamento do retalhos de espessura total. Foram instalados dois implantes e finalizado com a suturas dos retalhos para permitir a regeneração totalmente submersa. Posteriormente, foram realizados os mesmos procedimentos experimentais no lado esquerdo da mandíbula. Os sacrifícios dos animais foram planejados de forma a obter biópsias com pós-operatórios de 5, 10, 20 e 30 dias. Um implante de cada lado da mandíbula foi processado laboratorialmente para cortes histológicos em tecido mineralizado (inclusão em resina) e outro para cortes histológicos em tecido desmineralizado (inclusão em parafina). Resultados: Foi observada apenas uma reação celular importante ao redor do implante no compartimento da medula óssea. Observou-se a formação de matriz óssea provisória e, posteriormente, osso esponjoso ao redor e em contato com o implante. O contato osso-implante melhorou durante os períodos de regeneração avaliados. Conclusão: Com este estudo pode-se mostrar que a preparação do sítio cirúrgico e a instalação do implante produziram reação celular evidente no osso circunjacente. No compartimento da medula óssea, a aposição de matriz óssea provisória e formação de osso esponjoso ocorreram seqüencialmente durante o primeiro mês de pós- operatório. Na região em que o osso apresentou contato com a superfície do implante, os processos de remodelação óssea (reabsorção e aposição óssea) ocorreram através da intervenção das BMUs (Bone Multicellular Units)pt
dc.description.abstractObjective: the purpose of the present study was to evaluate the early phases of bone response to implants installed in edentulous alveolar bony crest. Material & Method: In 12 Labrador dogs, all mandibular premolars and first molars were extracted bilaterally. After 3 months of healing, full-thickness flaps were elevated in the edentulous region of the right side of the mandible. Two implants were installed and the flaps were sutured to allow a fully-submerged healing. The experimental procedures were subsequently performed in the left side of the mandible. The timing of the experiments and sacrifices were planned in such a way to obtain biopsies representing the healing after 5, 10, 20, 30 days. One implant from each side of the mandible was processed for ground sections and the other for paraffin sections. Results: only an important cellular reaction was observed around the implant in the bone marrow compartment. Provisional matrix and, subsequently, woven bone were formed around and in contact with the implant. Bone-to-implant contact improve duign the healing period. Conclusions: In conclusion, the present experiment showed that site preparation and implant placement produced an evident cellular reaction within the surrounding bone. In the bone marrow compartment, provisional matrix apposition and woven bone formation occurred sequentially during the first month of healing. Where mineralized bone was in contact with the implant surface, bone remodeling processes (bone resorption and apposition) occurred through the intervention of BMUs (Bone Multicellular Units)en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent82 f. : il. + 1 CD-ROM
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectOssos - Regeneraçãopt
dc.subjectImplantes dentáriospt
dc.subjectBone regenerationpt
dc.subjectDental implantspt
dc.titleAvaliação do padrão de reparação óssea ao redor de implantes submersos: estudo experimental em cãespt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramOdontologia - FOApt
unesp.knowledgeAreaImplantodontiapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araçatubapt
dc.identifier.aleph000696418
dc.identifier.filepantani_f_dr_araca.pdf
dc.identifier.capes33004021011P0
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record