Show simple item record

dc.contributor.advisorMarcelli, Marcelo Pinto [UNESP]
dc.contributor.authorKitaura, Marcos Junji [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:32:56Z
dc.date.available2014-06-11T19:32:56Z
dc.date.issued2012-02-29
dc.identifier.citationKITAURA, Marcos Junji. Estudo taxonômico de Leptogium (ACH.) S.F. Gray (Collemataceae, fungos liquenizados). 2012. 249 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências de Botucatu, 2012.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/104010
dc.description.abstractO objetivo inicial deste trabalho foi reconhecer as espécies de Leptogium (Ach.) S.F. Gray coletadas na Serra da Mantiqueira, grupo de Collemataceae que foi criado em 1810 como subgrupo de Collema Weber ex F.H. Wigg., antes de ser elevado a gênero em 1825. Espécies de Leptogium foram descritas desde os primeiros trabalhos sobre liquens, mas ainda não existe uma revisão das espécies. Mais de 470 nomes são citados no Index Fungorum e muitos apresentam apenas a descrição original, que na maioria das vezes é demasiadamente curta e insuficiente para distinguir as espécies atualmente existentes. Os poucos autores que estudaram o gênero se basearam em conjuntos diferentes de características e empregaram palavras diferentes para uma mesma estrutura e vice-versa e produziram; conseqüentemente, descrições que não podem ser comparadas para a distinção das espécies, o que causou grande confusão na identificação de táxons em todo mundo; entre as conseqüências desse estado de coisas está o fato de muitas espécies serem consideradas pantropicais ou cosmopolitas quando, na realidade, são de distribuição bastante restrita. Para a produção de descrições detalhadas e padronizadas que pudessem ser efetivamente comparadas e que pode diferenciar com eficiência todos os táxons de Leptogium foi, então, desenvolvido um protocolo básico de estudos que implicou na medição, análise e descrição de todas as características morfológicas e anatômicas citadas na literatura, adicionadas de várias nunca utilizadas. Isso também implicou na necessidade de padronização e criação de terminologia mais exata para a descrição das várias estruturas presentes no gênero. Foi introduzido o termo colar lamelar para descrever os lóbulos de L. mantiqueirense Kitaura & Marcelli na margem...pt
dc.description.abstractThe initial objective of this work was to recognize the Leptogium species (Ach.) S.F. Gray collected at Serra da Mantiqueira, a Collemataceae group created in 1810 as a subgroup of Collema Webber ex F.H. Wigg., before being elevated to genera in 1825. Leptogium species were described since the first works about lichens, but there is not a revision of species yet. More than 470 names were cited on Index Fungorum and many of them have just the original description, which are usually short and insufficient to distinguish the species known nowadays. The few authors who studied the genera based their study on a different set of characteristics and used different words to name the same structure and vice-versa. Consequently, it produced descriptions that can not be compared to distinguish the species, which caused a big confusion on the identification of the taxon around the world. A consequence of it is the fact that a lot of species are considerated pantropical or cosmopolite when, in reality, their distribution are restricted. To produce standard and detailed descriptions that might be compared and that could efficiently differentiate all the taxa of Leptogium, a basic protocol of study was developed to measure, analyze and describe all the morphological and anatomical characteristics cited on literature, added to a lot never used. It was also necessary to standardize and create new terms to describe with precision the many different structures present on the genus. The Lamelar collar term was introduced to describe the lobules of L. mantiqueirense Kitaura & Marcelli on the margin of apothecia, which have fused bases and differ from the lobules on the apothecia of L. digitatum (A. Massal.) Zahlbr., which have the constrict base and the terms colloplectenchymatous and scleroplectenchymatous to describe different types... (Complete abstract click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent249 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectLiquenspt
dc.subjectTaxonomia vegetalpt
dc.subjectBotânica - Morfologiapt
dc.subjectBotânica - Classificaçãopt
dc.subjectPlant taxonomistspt
dc.titleEstudo taxonômico de Leptogium (ACH.) S.F. Gray (Collemataceae, fungos liquenizados)pt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Biológicas (Botânica) - IBBpt
unesp.knowledgeAreaMorfologia e diversidade vegetalpt
unesp.researchAreaTaxonomia, florística e ecologiapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Botucatupt
dc.identifier.aleph000711836
dc.identifier.file000711836.pdf
dc.identifier.capes33004064025P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record