Show simple item record

dc.contributor.advisorTozoni-Reis, Marília Freitas de Campos [UNESP]
dc.contributor.authorCruz, Lilian Giacomini [UNESP]
dc.date.accessioned2014-12-02T11:16:44Z
dc.date.available2014-12-02T11:16:44Z
dc.date.issued2014-06-09
dc.identifier.citationCRUZ, Lilian Giacomini. Políticas públicas de educação ambiental: um estudo sobre a agenda 21 escolar. 2014. 200 f. Tese (doutorado)- Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências, 2014.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/110911
dc.description.abstractThe Environmental Education's insertion in the school, if we consider the history of the Environmental Education in Brazil itself, does not costitute a recent topic in the governments public agendas. However, we haven't identified in the schools the concrete implementation of actions with the purpose of encouraging it an promoting it, a recommended by the Environmental Education National Policy (PNEA, 1999). In this case, the main concern is with the relationship between school and EE, more specifically with the form, the way or with which kind of purpose the EE has been done is this environment, even more, how the proposed programs by the different spheres of the government have been applied. In 2004, the Ministry of Environment and the Ministry of education proposed, in partnership, the creation of the Commitee for Environment and Quality of Life at School (COM-VIDA) and the implementation of Schoolar Agenda 21 through the Program Let's Take Care of Brazil with schools. In the same year, the State Department of Education (SEE/SP) also submitted a proposal to the development of a School Environmental Agenda and to support the school staff to insert the environmental issue into the school Pedagogical Project. This study, therefore, aimed to identify the school Agenda 21; to investigate what they do it and how they accomplish it when they claim to work with this proposal; to reveal the difficulties and facilities faced by educators; and furthermore, to discuss the curricular inclusion of public environmental education policies and to analyze the role of these public policies in the insertion of environmental education in public schools. For that, we've elected the qualitative approach as our research method, outlining as the research universe the public shools of the city of Ourinhos/SP and region. The Direction of Education of the Region of Ourinhos (DERO) has 31 schools in 12 cities. The instrument for data collection was...en
dc.description.abstractA inserção da Educação Ambiental (EA) no ambiente escolar, se considerarmos a históriada Educação Ambiental no Brasil, não é um tema recente nas agendas públicas dos governos. Não se tem identificado nas escolas a implementação concreta de ações com o propósito de incentivá-la e promovê-la, do modo como prevê a Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA) de 1999. A preocupação está na relação entre a escola e a ES, mais especificamente com a forma, com o modo ou com que tipo de propósito ela vem sendo trabalhada neste ambiente, e mais, como vem ocorrendo a implantação de programas propostos pelas diferentes esferas de governo. Em 2004 o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ministério da Educação (MEC), em parceria, propuseram a criação da Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida na Escola (COM-VIDA) e a realização da Agenda 21 Escolar, por meio do Programa Vamos cuidar do Brasil com as escolas. No mesmo ano a Secretaria de Estado da Educação (SEE/SP) também apresentou uma proposta para o desenvolvimento de uma Agenda Ambiental Escolar, para auxiliar a inserir a temática ambiental no Projeto Pedagógico da Escola. Este estudo teve como objetivo identificar escolas que trabalham com a proposta da Agenda 21 Escolar; investigar o quê e como elas realizam quando afirmam trabalhar com a proposta; revelar as dificuldades e as facilidades encontradas pelos educadores; e, além disso, problematizar a inserção curricular das políticas públicas de educação ambiental e analisar o papel destas políticas públicas na inserção da educação ambiental nas escolas públicas. Para tal, optou-se pela pesquisa qualitativa, delimitando como universo de pesquisa as escolas públias estaduais da cidade de Ourinhos/SP e região. A Diretoria de Ensino da Região de Ourinhos (DERO) encampa 31 escolar em 12 municípios. O instrumento de coleta de dados foi a entrevista semiestruturada realizada com...pt
dc.format.extent200 f. : il.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectEducação ambientalpt
dc.subjectPoliticas publicaspt
dc.subjectEscolaspt
dc.subjectEnvironmental educationpt
dc.titlePolíticas públicas de educação ambiental: um estudo sobre a agenda 21 escolarpt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramEducação para a Ciência - FCpt
unesp.knowledgeAreaEnsino de ciências e matemáticapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, Baurupt
dc.identifier.aleph000797091
dc.identifier.file000797091.pdf
dc.identifier.capes33004056079P0
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record