Show simple item record

dc.contributor.authorPagni, Pedro Ângelo [UNESP]
dc.date.accessioned2015-02-24T13:57:55Z
dc.date.available2015-02-24T13:57:55Z
dc.date.issued2014
dc.identifierhttp://www.seer.ufu.br/index.php/EducacaoFilosofia/article/view/22469
dc.identifier.citationEducação e Filosofia, v. 28, n. 56, p. 773-808, 2014.
dc.identifier.issn0102-6801
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/115261
dc.description.abstractThis article analyses the constitutions of the Philosophy of Education’s field in Brazil, from 1990 to the present day, with the purpose of analyzing the genealogy of his “crisis” as a discipline, discussing the dilemmas of its development and to indicate their main challenges today. For such purposes, by means of a genealogical method, we analyze the conceptions of philosophy of education drawn from the theoretical perspective, as well as rebuild historically the clashes caused about certain topics and, particularly, about the human formation. We conclude that the thematic shifts produced and the proliferation of those perspectives were responsible for producing lands to the dialogue between them, however, this strategy does not alleviate some problems of Philosophy of Education in Brazil, demonstrating the presence of two philosophical traditions in the current debate and demanding position of those who work in this field of research and teaching in relation to them.en
dc.description.abstractEste artigo aborda a constituição do campo da Filosofia da Educação no Brasil, de 1990 até de hoje, com o objetivo de analisar a genealogia de sua “crise” como disciplina, de discutir os impasses de seu desenvolvimento e de indicar os seus principais desafios na atualidade. Para tais propósitos, por intermédio de um método genealógico, analisamos as concepções de Filosofia da Educação elaboradas a partir das perspectivas teóricas em circulação, assim como reconstruímos historicamente os embates provocados sobre determinados temas e, particularmente, sobre o da formação humana. Concluímos que os deslocamentos temáticos produzidos e a proliferação daquelas perspectivas foram responsáveis por produzir terrenos para a interlocução entre elas, porém, tal estratégia não amenizou alguns impasses da Filosofia da Educação no Brasil, evidenciando a presença de duas tradições filosóficas no debate atual e exigindo um posicionamento daqueles que atuam nesse campo de pesquisa e de ensino em relação a elas.pt
dc.format.extent773-808
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofEducação e Filosofia
dc.sourceCurrículo Lattes
dc.subjectFilosofia da Educaçãopt
dc.subjectFilosofia da Educação no Brasilpt
dc.subjectPesquisa e ensino de Filosofia da Educaçãopt
dc.titleFilosofia da Educação no Brasil: concepções, impasses e desafios para a sua constituição como campo de pesquisa e o seu ensino nasduas últimas décadaspt
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Administração e Supervisão Escolar, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Marília, Av. Hygino Muzzi Filho, 737, Campus Universitário, CEP 17525900, SP, Brasil
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Administração e Supervisão Escolar, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Marília, Av. Hygino Muzzi Filho, 737, Campus Universitário, CEP 17525900, SP, Brasil
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
dc.identifier.fileISSN01026801-2014-28-56-773-808.pdf
dc.identifier.lattes4107347396869362
unesp.departmentAdministração e Supervisão Escolar - FFCpt
unesp.author.lattes4107347396869362
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record