Show simple item record

dc.contributor.advisorPedrosa, Valber de Albuquerque [UNESP]
dc.contributor.authorAntonio, Tamara Rodrigues Torres Adib [UNESP]
dc.date.accessioned2015-03-23T15:05:30Z
dc.date.available2015-03-23T15:05:30Z
dc.date.issued2012
dc.identifier.citationANTONIO, Tamara Rodrigues Torres Adib. Desenvolvimento de biossensores utilizando eletrodos de Ito modificado com poli (2-vinil piridina). 2012. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusao de curso (bacharelado - Física Médica) Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências de Botucatu, 2012.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/118068
dc.description.abstractHá uma grande expectativa para o desenvolvimento de biossensores miniaturizados, que permitam análises mais eficientes e rápidas, em matrizes complexas como as encontradas: no ar, alimentos, águas residuais e em medicamentos. Recentemente, filmes poliméricos inteligentes ativados por estímulo externo têm atraído bastante interesse no desenvolvimento desses tais nanosensores para uso em sistemas químicos e bioquímicos. Estes materiais apresentam uma alta sensibilidade a alterações físicas ou químicas ocorridas na sua interface, e respondem seletivamente a essas mudanças para se adaptarem ao meio. Juntando-se as propriedades estímulo-responsivas desses polímeros com a alta seletividade de reações biológicas tem-se uma excelente combinação para a criação de nano biossensores. A esse tipo de sistema: interfaces/material biológico adota-se a nomenclatura biointerface. As biointerfaces são biossensores em potencial, e na preparação dos biossensores a tarefa mais complicada na sua preparação é o desenvolvimento de superfícies adequadas para o interfaceamento com material biológico, de maneira que a parte biológica possa atuar de forma sensível e estável. A primeira etapa consistiu na produção e caracterização dos polímeros escova (P2VP), os quais serão preparados pelo processo de deposição térmica. A caracterização dos mesmos foi realizada por imagens microscopia de força atômica (AFM), via eletroquímica e por transmissão de ressonância plasmônica de superfície. Na etapa posterior foi estudada a imobilização da glicose oxidase para a preparação do biossensor. O dispositivo fabricado foi empregado para a determinação direta de glicose. Desta forma, esperou-se obter uma metodologia de menor custo e tempo de análise. Logo, este estudo irá contribuir de forma significativa sobre os processos de montagem de biossensores a partir de compostos nanoestruturados. Foram utilizadas técnicas de ...pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.sourceAleph
dc.subjectBiossensorespt
dc.subjectEletrodospt
dc.subjectFisica medicapt
dc.subjectInstrumentos e aparelhos médicospt
dc.subjectBiosensorspt
dc.titleDesenvolvimento de biossensores utilizando eletrodos de Ito modificado com poli (2-vinil piridina)pt
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências, Botucatupt
dc.identifier.aleph000785902
dc.identifier.file000785902.pdf
dc.identifier.lattes7781282422851911
unesp.undergraduateFísica Médica - IBBpt
unesp.author.lattes7781282422851911
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record