Show simple item record

dc.contributor.advisorConstantino, Norma Regina Truppel [UNESP]
dc.contributor.advisorGhirardello, Nilson [UNESP]
dc.contributor.authorBiernath, Karla Garcia [UNESP]
dc.date.accessioned2015-03-23T15:07:58Z
dc.date.available2015-03-23T15:07:58Z
dc.date.issued2010
dc.identifier.citationBIERNATH, Karla Garcia. Vilas ferroviárias em Bauru: a essência de uma cidade. 2010. . Trabalho acadêmico (bacharelado - Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, 2010.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/118319
dc.description.abstractA pesquisa propõe-se a listar, relacionar e analisar a partir de documentos, manuscritos e relatos orais, de que forma se constituíram os meios e modos de habitação das vilas ferroviárias em Bauru até meados do século XX. Como a ferrovia trouxe consigo uma infra-estrutura necessária ao seu funcionamento, busca-se estabelecer as relações entre a chegada da ferrovia e a cidade de Bauru, e de que forma essa estrutura interferiu na lógica urbanizadora. Assim, pretende-se resgatar a memória da cidade de Bauru relacionando-a a chegada da ferrovia, através do período que compreende os primeiros cinqüenta anos do século vinte abrangendo a chegada dos três ramais ferroviários que serviram à cidade, sua ascensão (fase na qual encontram-se a maioria dos edifícios estudados) e o seu declínio. Para ser implantada em uma cidade, a ferrovia precisava ter uma infra-estrutura básica, necessária ao seu funcionamento, como os armazéns, as estações, as oficinas, os pátios, inclusive as moradias construídas para os funcionários. Esse conjunto é denominado “complexo ferroviário”. Durante o presente trabalho, tem por objetivo aprofundar-se nos estudos das residências construídas pelas companhias ferroviárias. Segundo Eva Blay, vila é o conjunto de casas construídas no interior de um terreno. Mas será que todas as vilas construídas pela mesma Companhia ferroviária possuem o mesmo padrão arquitetônico? Ou o mesmo padrão de loteamento? Como era a arquitetura das casas nas vilas? Através de pesquisas, procuramos responder a esses e outros questionamentos. Como estão hoje as vilas? Quem são seus moradores?Aconteceram alterações na arquitetura das vilas?pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectTerminais ferroviariospt
dc.subjectHabitaçãopt
dc.subjectFerroviaspt
dc.subjectArquitetura de habitaçãopt
dc.subjectRailroad terminalsen
dc.subjectHousingen
dc.subjectRailroadsen
dc.titleVilas ferroviárias em Bauru: a essência de uma cidadept
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Arquitetura, Artes, Comunicação e Design, Baurupt
dc.identifier.aleph000693976
dc.identifier.filebiernath_kg_tcc_bauru.pdf
dc.identifier.lattes6130234058310220
dc.identifier.lattes5801303308289921
unesp.undergraduateArquitetura e Urbanismo - FAACpt
unesp.author.lattes6130234058310220
unesp.advisor.lattes5801303308289921
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record