Show simple item record

dc.contributor.advisorSylos, Célia Maria de [UNESP]
dc.contributor.authorUeda, Mariana Takayama [UNESP]
dc.date.accessioned2015-03-23T15:29:34Z
dc.date.available2015-03-23T15:29:34Z
dc.date.issued2013
dc.identifier.citationUEDA, Mariana Takayama. Compostos bioativos em pimentas: diferença entre variedades e efeito do cozimento. 2013. 31 f. , 2013.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/121636
dc.description.abstractAtualmente, os compostos bioativos presentes em alimentos in natura vem sendo amplamente estudados, já que cada vez mais fica comprovado sua importância para saúde do homem devido suas funções e ações biológicas. Hoje já associa-se a ingestão de frutas e vegetais e a diminuição do risco de diversas doenças, tais como câncer, inflamações, doenças cardiovasculares, degeneração macular e outras, sendo os carotenóides e compostos fenólicos alguns dos grupos de compostos bioativos aos quais são atribuídas tais ações.1As pimentas têm significativa importância nesse cenário, uma vez que desde a época do Brasil colônia, até hoje, são muito utilizadas na culinária, nas crenças, na medicina e inclusive com arma de defesa. Os compostos presentes na pimenta são utilizados como remédios para artrites (pomadas a base de capsaicina), dores musculares (emplastro ‘Sabiá’), má digestão, dor de cabeça e gastrite. O presente estudo teve como objetivo quantificar os teores de ácido ascórbico, acidez, flavonóides totais, fenólicos totais, carotenóides totais e atividade antioxidante de duas variedades mais comuns da espécie C. Baccatum: pimenta “Dedo-de-Moça” e pimenta “Cambuci”. Além disso, fez-se um estudo para analisar o efeito do cozimento versus compostos bioativos, a fim de avaliar possíveis perdas de atividade devido ao processamento das amostras. Em todos os ensaios, a pimenta Dedo-de-Moça apresentou valores maiores de todos os compostos bioativos, quando comparados aos da pimenta Cambuci. Após o cozimento em água fervente, a maioria dos compostos sofreu redução, exceto nos testes de quantificação de Flavonóides e Carotenóides, os quais demonstraram aumento na concentração após o processamento.pt
dc.format.extent31 f
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectPimentapt
dc.subjectCompostos bioativospt
dc.subjectPimenta - Compostos bioativospt
dc.subjectAlimentospt
dc.subjectVitamina Cpt
dc.subjectFlavonoidespt
dc.subjectCarotenoidespt
dc.subjectFoodpt
dc.titleCompostos bioativos em pimentas: diferença entre variedades e efeito do cozimentopt
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Araraquarapt
dc.identifier.aleph000741296
dc.identifier.file000741296.pdf
dc.identifier.lattes2531102466457738
unesp.undergraduateFarmácia-Bioquímica - FCFARpt
unesp.author.lattes2531102466457738
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record