Show simple item record

dc.contributor.advisorLisoni, Flávia Cristina Rodrigues [UNESP]
dc.contributor.advisorOliani, Sonia Maria [UNESP]
dc.contributor.authorMoreira, Heloisa Trindade [UNESP]
dc.date.accessioned2015-09-17T15:25:13Z
dc.date.available2015-09-17T15:25:13Z
dc.date.issued2015-02-20
dc.identifier.citationMOREIRA, Heloisa Trindade. Análise celular e molecular da ação do peptídeo Ac2-26 da proteína anti-inflamatória Anexina A nas células de carcinoma de colo de útero. 2015. 66 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2015.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/127730
dc.description.abstractINTRODUCTION: Cervical cancer is the second most common cancer in women worldwide and is the fourth leading cause of cancer deaths in developing countries. The cervical carcinogenesis is related to genetic alterations, infection by the Human Papillomavirus (HPV), angiogenesis and inflammation. Annexin-A1 (ANXA1), 37 kDa protein, which is expressed by tumor cells acts as a modulator of the inflammatory process. Evidence suggests that this protein family may have, in addition to its important role in the inflammatory process, significant involvement in cancer, through signaling cascades that include genes related to cell cycle, differentiation and apoptosis. OBJECTIVES: Because of the importance of the anti-inflammatory effect of Ac2-26 peptide in carcinogenic cells, this study aimed to investigate the influence of anti-inflammatory in SiHa cells. MATERIALS AND METHODS: SiHa cell line (derived from squamous cell carcinoma of cervix), treated with Ac2-26 peptide at a concentration of 10μg/mL for 2, 4, 24, 48 and 72 hours. We evaluate morphology; cell proliferation and migration; apoptosis, late apoptosis and necrosis; pro-inflammatory cytokines; protein expression and COX-2 genes, EP3, EP4, MMP2, MMP9, TIMP1 and TIMP2; control and the samples treated with the peptide Ac2-26, by light microscopy techniques, flow cytometry, magipix, Western blotting and quantitative PCR in real time. RESULTS: In cervical carcinoma cells observed that there was no change in cell morphology after treatment with peptide Ac2-26, however, there was a reduction in cell proliferation and migration. In the test flow cytometry there was no induction of apoptosis, late apoptosis or necrosis, but the test Magpix decreased interleukin 6 (IL-6) in SiHa cells treated with the peptide Ac2-26. The effect of treatment carried out with the exogenous protein did not affect the expression of Annexin A1 endogenous protein, but showed...en
dc.description.abstractINTRODUÇÃO: O câncer de colo de útero, também chamado de câncer cervical, é o segundo tipo de câncer mais frequente em mulheres mundialmente, sendo a quarta causa de morte por câncer em países em desenvolvimento. A carcinogênese de colo de útero está relacionada com alterações genéticas, infecção pelo Papilomavirus Humano (HPV), angiogênese e processos inflamatórios. A anexina-A1 (ANXA1), proteína de 37 kDa, que é expressa pelas células tumorais atua como moduladora do processo inflamatório. Os dados disponíveis sugerem que essa família de proteínas pode ter, além de seu importante papel no processo inflamatório, um envolvimento significativo no câncer, por meio de cascatas de sinalização que incluem genes relacionados com o ciclo celular, a diferenciação e a apoptose. OBJETIVOS: Em função da importância do efeito anti-inflamatório do peptídeo Ac2-26 nas células carcinogênicas, o presente trabalho teve como objetivo geral investigar a influência desse anti-inflamatório nas células SiHa. MATERIAIS E MÉTODOS: Utilizamos a linhagem celular SiHa (derivada das células de carcinoma epidermóide de cérvice), tratada com o peptídeo Ac2-26 na concentração de 10μg/mL por 2, 4, 24, 48 e 72 horas. Avaliamos morfologia; proliferação e migração celular; apoptose, necrose e apoptose tardia; citocinas pró inflamatórias; expressão protéica e dos genes COX-2, EP3, EP4, MMP2, MMP9, TIMP1 e TIMP2; nas amostras controle e tratadas com o peptídeo Ac2-26, pelas técnicas de microscopia de luz, Citometria de fluxo, Magipix, Western Blotting e PCR quantitativo em tempo real. RESULTADOS: Nas células de carcinoma de colo uterino observamos que não houve alteração na morfologia celular após o tratamento com peptídeo Ac2-26, entretanto houve a redução da proliferação e migração celular. No ensaio de citômetro de fluxo não houve indução de apoptose, apoptose...pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.format.extent66 f. : il. (algumas color.)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectGenéticapt
dc.subjectExpressão gênicapt
dc.subjectColo uterino - Câncerpt
dc.subjectAnexina A1pt
dc.subjectReação em cadeia da polimerasept
dc.subjectCelulas - Cultura e meios de culturapt
dc.titleAnálise celular e molecular da ação do peptídeo Ac2-26 da proteína anti-inflamatória Anexina A nas células de carcinoma de colo de úteropt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramGenética - IBILCEpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Pretopt
dc.identifier.aleph000844441
dc.identifier.file000844441.pdf
dc.identifier.capes33004153023P5
dc.identifier.lattes5102737730539655
unesp.author.lattes5102737730539655
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record