Show simple item record

dc.contributor.advisorSogabe, Milton Terumitsu [UNESP]
dc.contributor.authorCoelho, Ricardo [UNESP]
dc.date.accessioned2015-12-10T14:24:25Z
dc.date.available2015-12-10T14:24:25Z
dc.date.issued2015-08-31
dc.identifier.citationCOELHO, Ricardo. Entre o corpo da obra e o corpo do observador. 2015. 488 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Artes, 2015.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/132181
dc.description.abstractSince the first expressive demonstrations of humanity, the human body is certainly the most recurrent subject in the history of representations in the West, from the 6th century B.C in Greece to Contemporary Art, period approached of synchronous mode in this study. Our main objective was to analyze the relations established between the body of the work (always taken as a representation) and the body of the observer at the time of the aesthetic fruition. This relationship inherent to the artistic phenomenon, changes in each context, depending of a complex network of meanings, which are not restricted to the specificities of expressive languages. Therefore, it was important to consider the fact that the space between the body of the work and the body of the observer - as well as the space that separate the reader (observer) and this text (work) at the moment - is also virtually filled by their personal experiences and the several representations, which make the body in the complex sociocultural setting. In other words, more than specific representations of visual arts field, it was necessary to consider and to approach some of the multiple dimensions of culture, expressed in social, political, religious, legal, medical, scientific and sexual representation of the body. This decision is due to our consideration that there is a virtual space inhabited by their personal experiences and by other representations produced in the cultural universe between the observer and any work. The body through its feelings, the work on its autonomy and the space, full of sliding meaning, form an organic and complex network, as if we were the center of a city where local interactions can lead to a more complex global orderen
dc.description.abstractO corpo humano no Ocidente é, sem dúvida alguma, desde as primeiras manifestações expressivas da humanidade, o tema mais recorrente na história das representações, inclusive no campo privilegiado das artes visuais, no lapso que vai da Grécia no século VI a.C. até a Arte Contemporânea, período abordado de modo sincrônico no presente estudo. Nosso objetivo principal foi a analise das relações que se estabelecem entre o corpo da obra (sempre tomada como representação) e o corpo do observador no momento da fruição estética. Essa relação, inerente ao fenômeno artístico, altera-se a cada contexto em função de uma complexa rede de significações, as quais não se restringem às especificidades das linguagens expressivas. Por isso, foi determinante considerar o fato de que o espaço entre o corpo da obra e o corpo do observador - assim como o espaço que separa o leitor (observador) e o presente texto (obra) nesse momento - também é preenchido virtualmente por suas experiências pessoais e pelas diversas representações que se fazem do corpo no complexo cenário sociocultural. Em outras palavras, além das representações específicas ao campo das artes visuais, foi necessário considerar e abordar algumas das múltiplas dimensões da cultura expressas nas representação sociais, políticas, religiosas, jurídicas, médicas, científicas e sexuais do corpo. Essa decisão se deve ao fato de considerarmos que entre o observador e qualquer obra há um espaço virtual povoado por suas experiências pessoais e pelas demais representações produzidas no universo da cultura. O corpo através de seus sentidos, a obra em sua autonomia e esse espaço carregado de significações deslizantes formam uma orgânica e complexa rede, como se estivéssemos no centro de uma cidade onde interações locais podem levar a uma ordem global mais complexapt
dc.format.extent488 p.: il.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectArtes - Aspectos psicológicospt
dc.subjectArte - Apreciaçãopt
dc.subjectFigura humana na artept
dc.subjectHuman figure in artpt
dc.titleEntre o corpo da obra e o corpo do observadorpt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramArtes - IApt
unesp.knowledgeAreaArtes visuaispt
unesp.researchAreaProcessos e procedimentos artísticospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Artes, São Paulopt
dc.identifier.aleph000853009
dc.identifier.filehttp://www.athena.biblioteca.unesp.br/exlibris/bd/cathedra/10-11-2015/000853009.pdf
dc.identifier.capes33004013063P4
dc.identifier.lattes7600718608296628
unesp.author.lattes7600718608296628
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record