Show simple item record

dc.contributor.authorFeres Rodrigues, João Vicente [UNESP]
dc.contributor.authorSchweitzer, Christiane Marie [UNESP]
dc.contributor.authorCoclete, Gilberto Aparecido [UNESP]
dc.contributor.authorOkamoto, Ana Cláudia [UNESP]
dc.contributor.authorGaetti-Jardim Júnior, Elerson [UNESP]
dc.date.accessioned2016-01-28T16:55:36Z
dc.date.available2016-01-28T16:55:36Z
dc.date.issued2012
dc.identifierhttp://www.archhealthinvestigation.com.br/index.php/ArcHI/article/view/8
dc.identifier.citationArchives of Health Investigation, v. 1, n. 2012 s1, p. 12, 2012.
dc.identifier.issn2317-3009
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/133558
dc.description.abstractOs anaeróbios obrigatórios que compõem o complexo vermelho de Socransky são reconhecidos pelo seu envolvimento nas doenças periodontais humanas, mas em pacientes imunocomprometidos os mesmos parecem estar associados a quadros sépticos mais graves e de tratamento mais complexo. Esse estudo objetivou avaliar a ocorrência de Porphyromonas gingivalis (Pg), Tannerella forsythia (Tf) e Treponema denticola (Td) no biofilme, mucosas e saliva de 160 pacientes HIV+, 5 pacientes leucêmicos, 50 pacientes submetidos à radioterapia para tratamento de câncer de cabeça e pescoço e sua correlação com sintomatologia clínica. Amostras de biofilme sub e supragengival, saliva e mucosas foram coletadas após a realização do exame clínico intrabucal. Após a extração do DNA, a detecção desses microrganismos era realizada por PCR. Esses patógenos foram detectados de todos os espécimes clínicos de pacientes com necrose de tecidos moles bucais. Nos pacientes HIV+, a frequência de detecção de Pg e Tf entre pacientes com periodontite foi 2,8 e 2,1 vezes mais elevada do que a observada nos indivíduos periodontalmente saudáveis. T. denticola foi detectado apenas nos sítios com necrose, supuração e perda óssea pronunciada. Pg e Tf se mostraram associados com perda óssea e sangramento gengival. A presença desses microrganismos esteve associada a odor fétido e dor, o que pode auxiliar o clínico na escolha de antimicrobianos como auxiliares do tratamento, devendo-se evitar o emprego de β-lactâmicos, podendo-se associar essas drogas ao metronidazol.pt
dc.format.extent12
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofArchives of Health Investigation
dc.sourceCurrículo Lattes
dc.titleAnaeróbios do complexo vermelho de Socransky e infecções bucais em pacientes com imunocomprometimento: características clínicas e prognóstico do tratamentopt
dc.typeResumo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Patologia e Propedêutica Clínica, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, Aracatuba, Rua José Bonifácio, 1193 - Disciplina de Radiologia, Vila Mendonça, CEP 16015-050, SP, Brasil
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Departamento de Patologia e Propedêutica Clínica, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, Aracatuba, Rua José Bonifácio, 1193 - Disciplina de Radiologia, Vila Mendonça, CEP 16015-050, SP, Brasil
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araçatubapt
dc.identifier.fileISSN2317-3009-2012-01-2012-12.pdf
dc.identifier.lattes7579144597096184
dc.identifier.lattes0657352923910204
unesp.departmentPatologia e Propedêutica Clínicapt
dc.identifier.orcid0000-0001-9561-8281
unesp.author.lattes7579144597096184[4]
unesp.author.lattes0657352923910204
unesp.author.orcid0000-0002-8594-9754[4]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record