Show simple item record

dc.contributor.authorCarvalho, José Joaquim de
dc.contributor.authorSaad, João Carlos Cury [UNESP]
dc.contributor.authorBastos, Alefe Viana Souza
dc.contributor.authorNaves, Sara Santiago
dc.contributor.authorSoares, Frederico Antônio Loureiro
dc.contributor.authorVidal, Vitor Marques
dc.date.accessioned2016-04-01T18:45:27Z
dc.date.available2016-04-01T18:45:27Z
dc.date.issued2014
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.15809/irriga.2014v1n1p104
dc.identifier.citationIrriga, v. 1, n. 1, p. 104-107, 2014.
dc.identifier.issn1808-3765
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/137386
dc.description.abstractO feijão comum possui notória importância socioeconômica, constitui uma das mais importantes fontes proteicas da dieta brasileira e juntamente com o arroz, proporciona uma dieta mais vantajosa e equilibrada em termos de aminoácidos. O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito das combinações de diferentes reposições hídricas nas fases vegetativa - I e reprodutiva - II, durante o ciclo do feijoeiro IAC Alvorada, e comparar o teor nutricional dos grãos. Foi utilizado o delineamento em blocos casualizados, com quatro repetições em fatorial 4 x 4, sendo quatro níveis de déficit hídrico 100, 80, 60 e 40% da evapotranspiração da cultura (ETc) e os mesmos níveis foram repetidos em duas fases de desenvolvimento da cultura do feijão (fases I e II). Cada parcela possuía as dimensões de 4 m x 1,8 m, totalizando 7,2 m2 de 0,45 m. Inicialmente irrigou-se pelo sistema aspersão convencional em um período de 60 minutos diariamente, posteriormente o sistema adotado foi por gotejamento, conforme cada tratamento de restrição hídrica. Avaliaram-se os teores nutricionais de macro (N, P, K, Ca, Mg e S) e micronutrientes (B, Cu, Fe, Mn e Fe). A interação entre as lâminas nas fases I e II influenciou nos teores de micronutrientes Fe e S em grãos de feijão. Houve aumento dos teores de Fe e diminuição dos teores de Cu, Mn e B com a deficiência hídrica em uma das fases. Os macro e micronutrientes mais extraídos foram N, P, K, Fe, B e Mn. O N e o P são os nutrientes exportados em maior quantidade pelos grãos.pt
dc.format.extent104-107
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofIrriga
dc.sourceCurrículo Lattes
dc.subjectPhaseolus vulgarispt
dc.subjectLâminas de irrigaçãopt
dc.subjectComponentes de produçãopt
dc.titleTeor e acúmulo de nutrientes em grãos de feijão comum em semeadura direta, sob déficit hídricopt
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionInstituto Federal Goiano (IFG)
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationInstituto Federal Goiano (IFG), Rio Verde, GO, Brasil
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Departamento de Engenharia Rural, Botucatu, SP, Brasil
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Departamento de Engenharia Rural, Botucatu, SP, Brasil
dc.identifier.doi10.15809/irriga.2014v1n1p104
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
dc.identifier.fileISSN1808-3765-2014-01-01-104-107.pdf
unesp.departmentEngenharia Ruralpt
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record