Show simple item record

dc.contributor.authorCasiero, David Augusto Peixoto [UNESP]
dc.contributor.authorLanças, Kleber Pereira [UNESP]
dc.contributor.authorCrusciol, Carlos Alexandre Costa [UNESP]
dc.date.accessioned2016-04-01T18:45:30Z
dc.date.available2016-04-01T18:45:30Z
dc.date.issued2014
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.17224/EnergAgric.2014v29n4p236-240
dc.identifier.citationEnergia na Agricultura, v. 29, n. 4, p. 236-240, 2014.
dc.identifier.issn1808-8759
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/137398
dc.description.abstractThe evolution of sugar cane mechanized harvesting made the sector to question the current row spacing used due to its influence on soil compaction. The aim of this study was to evaluate the soil hydro-physical attributes in two row spacings after the farm machinery traffic. The treatments were conducted in a randomized block design with twelve repetitions, being subjected to the variance analyze in double factorial arrangement. The bulk density, the gravimetric water content, and the soil cone index along the position of crop lines (LC) and 0,1m from the row (LP) at the range of depth of 0 to 0.2m and 0.2 to 0.4m were assessed in both row spacings after the fourth harvest season. The results showed that the row spacings of 1.4 and 1.5m did not affect the values of bulk density and gravimetric water content of the soil in all ranges of depth and sample positions studied. However, in the depth range of 0.2 to 0.4 m, the values of soil cone index (IC) in the row spacing of 1.5 m were higher than the values in row spacing of 1.4 m, at both sampling positions. Regardless of row spacing and sample position, the values of soil cone index in the depth range of 0.2 to 0.4m were higher than the depth range of 0 to 0.2m.en
dc.description.abstractA evolução da colheita mecanizada de cana-de-açúcar fez com que o setor questionasse o espaçamento de plantio adotado em função do aumento da compactação do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar os atributos físicohídricos do solo em dois espaçamentos de plantio após o tráfego de máquinas agrícolas. O experimento de campo foi conduzido na usina Santa Cândida, localizada no município de Bocaina - SP. Os tratamentos foram distribuídos seguindo o delineamento de blocos ao acaso com doze repetições, sendo submetido à análise de variância em esquema fatorial 22 . Avaliou-se a densidade, o teor de água e o índice de cone do solo na posição da fileira da cultura (LC) e à 0,1m da fileira, em paralelo (LP), nas faixas de profundidade de 0 a 0,2 e 0,2 a 0,4m de ambos espaçamentos de plantio após a quarta safra. Os resultados mostraram que os espaçamentos de plantio de 1,4 e 1,5m não influenciaram os valores médios de densidade e do teor de água do solo nas faixas de profundidade e posições amostrais estudadas. Entretanto, na faixa de profundidade de 0,2 a 0,4m, os valores de índice de cone do solo do espaçamento de plantio de 1,5m foram superiores ao de 1,4m, em ambas as posições amostrais. Independente do espaçamento de plantio e posição amostral, os valores de índice de cone do solo na faixa de profundidade de 0,2 a 0,4m foram superiores à faixa de profundidade de 0 a 0,2m.pt
dc.format.extent236-240
dc.language.isopor
dc.relation.ispartofEnergia na Agricultura
dc.sourceCurrículo Lattes
dc.subjectSoil compactionen
dc.subjectMechanized harvestingen
dc.subjectTrafficen
dc.subjectCompactação do solopt
dc.subjectColheita mecanizadapt
dc.subjectTráfegopt
dc.titleInfluência dos espaçamentos de plantio da cultura de cana-de-açúcar (Saccharum spp) nos atributos físico-hídricos do solopt
dc.title.alternativeInfluence of sugar cane (saccharum spp) row spacings on soil hydro-physical attributesen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Departamento de Produção e Melhoramneto Vegetal, Botucatu, Rua José Barbosa de Barros, 1780, Fazenda Experimental Lageado, CEP 18610-307, SP, Brasil
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Departamento de Engenharia Rural, Botucatu
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Departamento de Produção e Melhoramneto Vegetal, Botucatu, Rua José Barbosa de Barros, 1780, Fazenda Experimental Lageado, CEP 18610-307, SP, Brasil
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Departamento de Engenharia Rural, Botucatu
dc.identifier.doi10.17224/EnergAgric.2014v29n4p236-240
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
dc.identifier.fileISSN1808-8759-2014-29-04-236-240.pdf
unesp.departmentProdução Vegetalpt
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record