Show simple item record

dc.contributor.authorBatista, Érika Regina Caporal Costa [UNESP]
dc.contributor.authorZaniolo, Leandro Osni [UNESP]
dc.date.accessioned2016-06-28T17:30:56Z
dc.date.available2016-06-28T17:30:56Z
dc.date.issued2011
dc.identifierhttp://www.unesp.br/portal#!/prograd/e-livros-prograd/
dc.identifier.citationCONGRESSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES, 11.; CONGRESSO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES, 1., 2011, Águas de Lindóia. Por uma política nacional de formação de professores... São Paulo: UNESP; PROGRAD, 2011. p. 5154-5165
dc.identifier.issn9708-2011
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/139604
dc.description.abstractNo Brasil, os movimentos históricos que impulsionaram as propostas de inclusão escolar das pessoas com deficiência, são relativamente recentes e mostram-se em constante (re) construção. Nas décadas de 1970 e 1980 do século XX, os debates acerca da integração social obtiveram maior relevância e a partir dos anos 1990, com o advento das propostas de inclusão escolar no ensino regular, tais discussões permanecem ocorrendo em meio a conflitos e contradições. Uma questão tida como principal diz respeito à formação de professores e o impacto que a ação docente pode representar para o êxito desse processo. O objetivo deste estudo foi analisar a prática docente de três professoras frente à proposta de inclusão escolar de um aluno surdo no ensino fundamental regular, caracterizando as ações realizadas, por meio da observação do contexto de sala de aula e de entrevistas semi-estruturadas com as professoras. A análise dos dados, de natureza qualitativa, considerou fatores como a formação das professoras, as concepções e ações que as professoras apresentaram relacionadas com a inclusão do aluno surdo. Os resultados indicam que questões que envolvem o ensino, a prática docente e as concepções relacionadas com a inclusão escolar, precisam ser identificadas, discutidas, analisadas e disponibilizadas aos profissionais da educação de forma a contribuir para uma prática docente mais coerente e eficaz. Foi evidenciado no estudo que as contradições do processo de inclusão escolar refletem os múltiplos sentidos conferidos pelas professoras ao processo de ensino e aprendizagem, a ponto de influenciar e, por vezes, determinar as ações docentes.pt
dc.format.extent5154-5165
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.publisherPró-Reitoria de Graduação (PROGRAD UNESP)
dc.relation.ispartofCongresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores
dc.subjectInclusão escolarpt
dc.subjectPrática docentept
dc.subjectFormação de professorespt
dc.subjectSurdezpt
dc.titleProposta de inclusão de aluno surdo no ensino fundamental regular: algumas considerações sobre ação docentept
dc.typeTrabalho apresentado em evento
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Psicologia da Educação, Faculdade de Ciências e Letras (FCLAR), Araraquara
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Araraquarapt
dc.identifier.fileISSN2236-9708-2011-5154-5165.pdf
dc.identifier.lattes8134353768180999
unesp.departmentPsicologia da Educaçãopt
unesp.author.lattes8134353768180999
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record