Show simple item record

dc.contributor.authorHaga, Mario Susumo
dc.contributor.authorCaetano, Aline de S. [UNESP]
dc.contributor.authorAchcar, Karina [UNESP]
dc.contributor.authorHaga, Kuniko Iwamoto [UNESP]
dc.date.accessioned2016-06-28T17:31:37Z
dc.date.available2016-06-28T17:31:37Z
dc.date.issued2009
dc.identifierhttp://www.unesp.br/portal#!/prograd/e-livros-prograd/
dc.identifier.citationCONGRESSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES, 10., 2009, Águas de Lindóia. Formação de Professores e a Prática Docente: os dilemas contemporâneos... São Paulo: UNESP; PROGRAD, 2009. p. 5585-5597
dc.identifier.issn2175-7054
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/139764
dc.description.abstractCom a preocupação de não descaracterizar a avaliação escolar, enquanto um processo histórico e indissociável da educação formal, a pesquisa para estudar o seu potencial pedagógico para a mediação da aprendizagem constituiu dados bastante reveladores. A adesão dos alunos ao projeto foi voluntária, preservando-se o direito a eles de optarem pela avaliação tradicional. Dos 47 alunos matriculados, 35 aderiram ao projeto, formando 7 grupos constituídos por coordenadores voluntários. Na proposta pesquisada, entre muitas outras regras pertinentes, destaca-se o rigor da obrigatoriedade de freqüência 100%. A contrapartida foi uma possível vantagem na computação da sua nota final a partir das notas da aplicação e da reaplicação. Num total de 3, cada prova foi elaborada com 25 questões de forma abrangente ao conteúdo, cabendo 5 questões para cada aluno resolver nas aplicações e nas reaplicações. Após cada aplicação, eles receberam cópias xerografadas das provas resolvidas sem correções e sem gabarito. Para cada prova de reaplicação foi repetida uma única questão da própria aplicação, completando a mesma com mais 4 das outras 4 provas, exigindo esforços coletivos e individuais na prática de feedback a partir das questões resolvidas certas ou erradas, as 25 questões sem exceção. A mediação da aprendizagem pelo próprio processo de avaliação foi notória, com menos intervenção do professor, com maior autonomia dos alunos, em estudo aberto antes da aplicação e de estudos dirigidos para a reaplicação. A prova deixou de ser mero material para arquivo morto. Para alunos do Ensino Médio a proposta está sendo pesquisada em uma escola pública da ROE.pt
dc.format.extent5585-5597
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.publisherPró-Reitoria de Graduação (PROGRAD UNESP)
dc.relation.ispartofCongresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores
dc.subjectAvaliaçãopt
dc.subjectMediaçãopt
dc.subjectAprendizagempt
dc.titleA avaliação e o seu potencial pedagógico para a mediação da aprendizagempt
dc.typeTrabalho apresentado em evento
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista, Departamento de Física e Química, Faculdade de Engenharia (FEIS)
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista, Biologia e Zootecnia, Faculdade de Engenharia (FEIS)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteirapt
dc.identifier.fileISSN2175-7054-2009-5585-5597.pdf
dc.identifier.lattes3558054469670536
dc.identifier.lattes3832034837641381
unesp.departmentFísica e Químicapt
unesp.departmentBiologia e Zootecniapt
unesp.author.lattes3558054469670536
unesp.author.lattes3832034837641381
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record