Show simple item record

dc.contributor.authorRodrigues, Graciela Bassan [UNESP]
dc.contributor.authorMaltoni, Kátia Luciene [UNESP]
dc.contributor.authorCassiolato, Ana Maria Rodrigues [UNESP]
dc.contributor.authorSantos, Daniela Zocal dos [UNESP]
dc.contributor.authorAndrade, João Antonio da Costa [UNESP]
dc.date.accessioned2017-01-18T18:08:01Z
dc.date.available2017-01-18T18:08:01Z
dc.date.issued2003
dc.identifierhttp://proex.reitoria.unesp.br/congressos/Congressos/2__Congresso/Meio_Ambiente/Meio05.htm
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/148209
dc.description.abstractIntrodução: “Resíduo geológico”, expressão que descreve o resultado de processos que conduzem à exposição de horizontes inferiores do solo, como nas áreas de empréstimo. A exposição destes materiais os torna susceptíveis a erosão, resultando em perdas. O grande desafio, para a recuperação destas áreas é o estabelecimento do horizonte A, para isto a revegetação tem sido utilizada. Esta recuperação pode ser avaliada por indicadores químicos (Carbono, pH, alumínio, fósforo e CTC), ferramenta que mede a qualidade alcançada. O objetivo do trabalho foi avaliar atributos químicos de resíduo geológico revegetado, em áreas da Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira (SP), indicando qual espécie vegetal apresentou melhor resultado. Métodos: A área localiza-se em Selvíria (MS) e apresenta erosão laminar e voçorocas. A área foi, em 1965, utilizada como “área de empréstimo” e, posteriormente, revegetada. Para realização do trabalho utilizou-se Cerrado (CER) - Área de reserva; Solo exposto (SE)- Área de empréstimo sem vegetação; Pinus (PI)- Área revegetada com pinus, em 1982; Regeneração Espontânea (RE)- Área onde espécies de cerrado estão se desenvolvendo; e Braquiária (BQ)- Área recoberta por braquiária há 10 anos. No material amostrado determinaram-se cátions trocáveis; capacidade de troca catiônica (CTC); matéria orgânica (MO), fósforo disponível (P), alumínio trocável (Al3+) e pH em água. Resultados: É possível separar os tratamentos em dois grupos, o primeiro composto por CER, RE e BQ e o segundo por PI e SE, onde os teores de MO foram menores, indicando ausência de incorporação desta, ao material, refletindo no comportamento da CTC, que foi menor nos mesmos tratamentos. A soma de bases para PI e SE é igual e muito baixa. O pH apresentou valores semelhantes entre tratamentos. O teor de P também foi muito baixo, apresentando em PI e SE os menores valores. Os menores conteúdos de Al3+ foram encontrados em BQ e PI, no BQ explicado pelo valor do pH (5,5), onde o alumínio é neutralizado. Isto não ocorre no PI (pH = 4,9 - 5,1) que tem baixo conteúdo de Al3+. No SE o Al3+ está presente, mesmo onde o pH foi de 5,5, indicando heterogeneidade do resíduo geológico, tanto para pH, como para Al3+. Estes dados indicam a revegetação com pinus como a pior na melhora dos atributos químicos do material, enquanto BQ e RE apresentaram resultados melhores e se aproximaram mais do cerrado natural para MO, CTC, SB, P e pH.pt
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.relation.ispartofCongresso de Extensão Universitária
dc.sourcePROEX
dc.titleAvaliação de atributos químicos em resíduo geológico revegetadopt
dc.typeResumo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Departamento de Fitossanidade, Engenharia Rural e Solos, Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteirapt
dc.identifier.lattes5916044335231101
dc.identifier.lattes7348513258586777
dc.identifier.lattes5882313228729594
unesp.departmentFitossanidade, Engenharia Rural e Solos - FEISpt
dc.identifier.orcid0000-0001-6619-4504
unesp.author.lattes5916044335231101
unesp.author.lattes7348513258586777[3]
unesp.author.lattes5882313228729594
unesp.author.orcid0000-0001-6619-4504
unesp.author.orcid0000-0002-2021-2647[3]
Localize o texto completo

Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record