Show simple item record

dc.contributor.advisorWhitacker, Arthur Magon [UNESP]
dc.contributor.authorGomes, Vinicius Biazotto [UNESP]
dc.date.accessioned2017-03-21T13:53:01Z
dc.date.available2017-03-21T13:53:01Z
dc.date.issued2017-02-07
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/149806
dc.description.abstractA atividade supermercadista no Brasil é composta por uma miríade de agentes diferenciados, contemplando desde os pequenos supermercados de vizinhança unilocalizados, até as grandes redes de atuação regional ou internacionalizada que possuem complexos arranjos intragrupo, dispondo de uma grande quantidade de nós descontínuos de administração, distribuição e comercialização, inseridos em dezenas ou centenas de cidades do país. Nosso objetivo neste trabalho é analisar o topo da atividade supermercadista brasileira no período recente, privilegiando a escala da rede urbana, na qual nos interessa a compreensão da lógica de distribuição das operações dos diferentes modelos de estabelecimento. Destacamos ao leitor que, em âmbito setorial, este período foi marcado especialmente por desdobramentos de ações que se desenrolaram após a metade da década de 1990: Primeiramente, a reorganização da estrutura concorrencial do topo da atividade, fruto das ações de modernização tecnológica, da acentuação das práticas de internacionalização e, em seguida, concentração/centralização de capitais, sobretudo sobre a figura das empresas de capital estrangeiro; e, em segundo lugar, por uma reorientação das maiores empresas do ramo no sentido da constituição de estruturas multiformato, multicanais e de múltiplas atividades econômicas. A partir de 2004, por conta de uma inversão na conjuntura econômica e a continuidade de processos socioculturais e demográficos, como a ascensão de novos padrões de consumo e mudanças na composição e organização familiar, os acontecimentos apontados passaram por uma acentuação, sendo acompanhadas por um crescimento generalizado do setor (faturamento e número de lojas) que se estendeu até o ano de 2014. É neste quadro de desenvolvimento destacado do segmento supermercadista brasileiro no período recente, e especialmente na questão da dispersão das atividades de suas maiores empresas na rede urbana, que focamos a análise aqui apresentada.pt
dc.description.abstractThe supermarket activity in Brazil is made up of a myriad of different agents, covering from small business of just one supermarket, to large regional or internationalized operations that have complex intra-group structures, featuring dozens of discontinuous administration, distribution and commercialization nodes, inserted into tens or hundreds of cities. Our goal in this paper is to analyze the top of the Brazilian supermarket activity in recent years focusing on the net urban scale, in which, we are interested in understanding the logic of operations distribution of the different model of stores by the largest supermarket players. We point out to the reader that in sectorial level, this period was marked especially by stock splits that have taken place since the post-middle of the 1990s, first, the reorganization of the competitive structure of the top of the activity, result of technological modernization actions, the accentuation of internationalization and then concentration/centralization pf capitals, especially on the figure of foreign-funded enterprises, and secondly, by a reorientation of the largest companies in the industry towards of multiformat, multi-channel and multi-activities structures. Since 2004 because of a reversal in economic conditions and the continuity of socio-cultural and demographic questions, such as the rise of new consumption patterns and changes in family composition and organization, these events passed through an accentuation, being accompanied by a widespread growth of the sector (sales and stores) which lasted until 2014. Is in this highlighted development for the Brazilian supermarket segment in the recent period, and especially on the issue of the dispersion of the activities of its biggest companies in the urban net that we focus the analysis presented here.en
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.subjectSupermercadospt
dc.subjectRede urbanapt
dc.subjectComérciopt
dc.subjectConsumopt
dc.subjectSupermarketsen
dc.subjectUrban networken
dc.subjectCommerceen
dc.subjectConsumptionen
dc.titleAs atividades das grandes empresas do ramo supermercadista e a rede urbana brasileira no período recentept
dc.title.alternativeThe activities of large companies in the supermarket sector and the Brazilian net urban in the recente perioden
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.description.sponsorshipIdCNPq: 34228/2014-6
unesp.graduateProgramGeografia - FCTpt
unesp.knowledgeAreaOutrapt
unesp.researchAreaGeografia Econômica
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Tecnologia, Presidente Prudentept
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000882376
dc.identifier.capes33004129042P3
dc.identifier.lattes9260024751979241
unesp.advisor.lattes9260024751979241[1]
unesp.advisor.orcid0000-0002-7112-4137[1]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record