Show simple item record

dc.contributor.advisorDell'Aqua Junior, José Antônio [UNESP]
dc.contributor.authorOliveira Neto, Ivan Verdussen de [UNESP]
dc.date.accessioned2017-06-21T12:29:03Z
dc.date.available2017-06-21T12:29:03Z
dc.date.issued2017-04-27
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/150927
dc.description.abstractNos programas de transferência de embriões um dos principais entraves são a disponibilidade de receptoras aptas por doadora de embrião. Sendo assim, estudos estão sendo desenvolvidos utilizando de diferentes protocolos hormonais para utilização nas receptoras em programas de TE . O objetivo do presente trabalho foi sincronizar éguas receptoras de embriões, independentes da fase do ciclo estral e da atividade ovariana, com o ciclo da doadora, maximizando a utilização das receptoras no programa de transferência de embriões (TE). Foram utilizadas 160 éguas, que foram separadas em grupos de 20 animais conforme a fase do ciclo estral: 1) éguas acíclicas em anestro e transição, 2) cíclicas em estro com folículos < 35 mm, 3) em estro com folículos ≥ 35 mm, 4) em diestro com CL < 5 dias e 5) em diestro com CL ≥ 5 dias. Inicialmente, todos os animais receberam uma aplicação de 10mg de dinoprost trometamina e 1 aplicação de 17β estradiol por 4 dias consecutivos seguido por uma aplicação de 300 mg de altrenogest. Posteriormente, o protocolo foi modificado e realizado em mais um grupo 6) com uma dose de 10mg de dinoprosttrometamina no segundo dia do tratamento. Os embriões foram transferidos de três a oito dias após a aplicação do altrenogest. O diagnóstico de gestação foi efetuado 5 a 7 dias após a TE. Com apenas uma aplicação de prostaglandina no primeiro dia de tratamento todos os animais apresentaram edema uterino acentuado e taxas de prenhez superior a 70%, entretanto as receptoras que ao início do tratamento apresentavam a presença de CL < 5 dias mostraram um edema uterino significativamente menor que os demais grupos e índices de gestação de 40%, inferiores aos observados nos demais grupos. Entretanto, quando este grupo foi submetido a duas aplicações de prostaglandina nos dois primeiros dias do tratamento as taxas de gestação aumentaram para 70%. Baseado nos dados obtidos pode-se concluir que boas taxas de prenhez de receptoras de embrião estão relacionadas a uma eficiente sensibilização uterina ao estrógeno que contribui para a posterior ação progesteronica fundamental para obtenção da sincronização do ambiente uterino.pt
dc.description.abstractIn embryo transfer programs, one of the main obstacles is the availability of recipients suitable for embryo donors. Thus, studies are being developed using different hormonal protocols for use in recipients in ET programs. The objective of the present study was to synchronize the uterine environment of embryo recipient mares, independent of the estrous phase and ovarian activity, with the donor cycle, maximizing the use of recipients in the embryo transfer program. A total of 160 mares were used, which were separated into groups of 20 animals according to the estrous phase: acyclic mares in anestrus and transition, cyclic estrus with follicles <35 mm, estrus with follicles ≥ 35 mm, in right ventricle with CL <5 Days and in right arm with CL ≥ 5 days. Initially, all animals received an application of 10 mg of dinoprost tromethamine and 1 application of 17β estradiol for 4 consecutive days followed by a 300 mg application of altrenogest. Subsequently, the protocol was modified and another 10mg dose of dinoprost tromethamine was added on the second day of treatment. The embryos were transferred three to eight days after the application of altrenogest. The diagnosis of gestation was made 5 to 7 days after ET. With only one application of prostaglandin on the first day of treatment, all the animals had marked uterine edema and pregnancy rates higher than 70%; however, those receiving at the start of treatment had a CL <5 days showed significantly lower uterine edema than The other groups and gestation rates of 40%, lower than those observed in the other groups. However, when this group underwent two prostaglandin applications on the first two days of treatment, gestation rates increased to 70%. Based on the data obtained it can be concluded that good pregnancy rates of embryo recipients are related to an efficient uterine sensitization to estrogen that contributes to the subsequent progesterone action fundamental to obtain the synchronization of the uterine environment.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectAltrenogestpt
dc.subjectEquinopt
dc.subjectProtocolos hormonaispt
dc.subjectReceptoras cíclicas e acíclicaspt
dc.subjectSincronizaçãopt
dc.subjectTransferência de embriãopt
dc.titleProtocolos hormonais para transferência de embriões equinos em tempo fixopt
dc.title.alternativeHormonal protocols for equine embryo transfer in fixed timeen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramBiotecnologia Animal - FMVZpt
unesp.knowledgeAreaReprodução animalpt
unesp.researchAreaBiotecnologia Animalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Botucatupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.alephOliveira Neto, Ivan Verdussen de
dc.identifier.capes33004064086P1
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record