Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Fernando Rodrigues da [UNESP]
dc.contributor.authorGodinho, Marcela Brasil de Castro [UNESP]
dc.date.accessioned2017-06-22T17:58:56Z
dc.date.available2017-06-22T17:58:56Z
dc.date.issued2017-05-02
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/150965
dc.description.abstractA distribuição espacial da biodiversidade não é explicada por um modelo único e simples, isso depende da combinação de cenários mais complexos. Aqui, avaliamos cinco hipóteses definindo regiões biogeográficas para espécies de anfíbios na floresta amazônica. Para isso, os mapas de amplitude de ocorrência de anfíbios foram sobrepostos em células de grade de 50 × 50 km, para obter uma matriz binária. Esta matriz foi submetida a uma análise de cluster para determinar o padrão e o número de regiões biogeográficas para o conjunto de dados. Em seguida, exploramos a importância relativa de variáveis de clima contemporâneo e histórico, complexidade topográfica, barreira fluvial e estrutura da vegetação explicando as regiões biogeográficas identificadas. Nós encontramos nove regiões biogeográficas de anfíbios na floresta amazônica. Nossa análise mostra que vários fatores interagem para determinar a distribuição das espécies. Os principais rios da Amazônia foram a maior contribuição explicando a variabilidade nas regiões biogeográficas de anfíbios, seguido de variáveis climáticas e topografia. O efeito de barreira parece ser forte para alguns rios tais como Amazonas e Tapajós, mas pouco eficaz para outros rios. Além disso, variáveis climáticas e topograficas fornecem um gradiente ambiental definindo a riqueza de espécies e a distribuição de anfíbios. Atualmente, desmatamento, mudanças climáticas e atividades econômicas insustentáveis estão ameaçando a integridade dos ecossistemas amazônicos, alterando os padrões de distribuição das espécies. Considerando isso, nossos resultados poderiam ser usados para abordar questões de conservação da diversidade de anfíbios para florestas tropicais do mundo.pt
dc.description.abstractIt is recognized that the spatial distribution of faunal are not explained entirely by any simple model, but it depends on the combination of complex scenarios. Here, we evaluated five hypotheses correlates biogeographic regions for anuran species in the Amazonian forest. For this, we overlaid range maps of anurans into grid cells at 50 × 50 km to generate a binary matrix. This matrix was subjected to a cluster analysis to determine the pattern and number of biogeographic regions for the dataset. Then, we explored the importance relative of contemporary and historical climate variables, topographic complexity, riverine barrier and vegetation structure explaining the biogeographic regions identified. We found nine biogeographic regions for anuran in the Amazonian forest. Our analysis shows that multiple factors interplay to determine the species distributions. The major rivers in the Amazon made the largest contribution explaining the variability in anuran biogeographic regions, followed by climate variables and topography. The barrier effect seems to be strong for some rivers such Amazon and Tapajós, but it seems not be an effective barrier for other Amazonian rivers. Furthermore, climate and topographic variables provide an environmental gradient driving the number of species richness and anuran range-size distribution. Currently, deforestation, climate change and unsustainable economic activities are threatening the integrity of the Amazonian ecosystems and they will force alterations in the patterns of species distribution. In this scenario, our results provide a spatially explicit framework that could be used to address questions in conservation management of anuran diversity for the largest tropical forests in the world.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectAnurospt
dc.subjectAmazôniapt
dc.subjectReclusterpt
dc.subjectRegionalizaçãopt
dc.subjectVariáveis ambientaispt
dc.subjectAnuransen
dc.subjectAmazon foresten
dc.subjectRegionalizationen
dc.subjectEnvironmental variablesen
dc.titleA influência das barreiras fluviais, clima e topografia nas regiões biogeográficas dos anuros na Floresta Amazônicapt
dc.title.alternativeThe influence of riverine barriers, climate and topography on the biogeographic regionalization of Amazonian anuransen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramBiologia Animal - IBILCEpt
unesp.knowledgeAreaEcologia animalpt
unesp.researchAreaEcologia e Comportamentopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Pretopt
unesp.embargo18 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000887975
dc.identifier.capes33004153072P6
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record