Show simple item record

dc.contributor.advisorHaddad, Célio Fernando Baptista [UNESP]
dc.contributor.advisorCondez, Thais Helena [UNESP]
dc.contributor.authorMonteiro, Juliane Petry de Carli [UNESP]
dc.date.accessioned2017-07-12T20:21:17Z
dc.date.available2017-07-12T20:21:17Z
dc.date.issued2017-05-09
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151065
dc.description.abstractOs sapos miniaturizados do gênero Brachycephalus, popularmente chamados de sapos-pulga e sapinhos-pingo-de-ouro, são endêmicos da Mata Atlântica do Brasil, ocorrendo nas regiões nordeste, sudeste e sul. A alta diversidade deste grupo, conforme verificado nos últimos anos, vem demonstrando uma interessante história evolutiva ainda não bem compreendida. As informações atuais nos direcionam, sobretudo, a dois cenários com relação a sua distribuição e taxonomia: o primeiro, representado pelos sapos-pulga que possuem ampla distribuição geográfica e altitudinal, representados por quatro espécies; e o segundo, representado pelos sapinhos-pingo-de-ouro que são restritos às encostas e aos topos de montanhas, majoritariamente microendêmicos, contendo a maior riqueza do gênero com 27 espécies. Recentemente, foi descoberto um significativo número de espécies de Brachycephalus para a região sul do Brasil, aumentando a atenção para esse gênero. Através de expedições a campo no nordeste de Santa Catarina, como resultado do Plano de Ação Nacional para a Conservação da Herpetofauna Ameaçada de Extinção da Região Sul do Brasil, uma iniciativa do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - Ministério do Meio Ambiente, foram obtidos registros para Brachycephalus em locais não amostrados anteriormente. Dessa forma, esse estudo amostrou nove localidades no nordeste de Santa Catarina, especialmente, em duas regiões de serra localizadas entre os municípios de Garuva, Itapoá e São Francisco do Sul junto ao Complexo Estuarino Baía Babitonga: Serra do Saí e Serra da Palha. Como resultado foi descoberta uma nova espécie de sapinho-pingo-de-ouro, sendo o primeiro registro deste grupo para áreas de baixada litorânea. Além disso, foram evidenciadas variabilidade morfológica e similaridades moleculares entre as populações encontradas, o que sugere tratar-se do primeiro registro de uma espécie Brachycephalus com populações claramente diferenciadas fenotipicamente, mas com alta homogeneidade em suas sequências de DNA analisadas.pt
dc.description.abstractThe miniaturized toadlets of the genus Brachycephalus, popularly known as flea-toads and pumpkin toadlets, are endemic species of the Atlantic Forest, occurring in northeast, southeast, and south of Brazil. The high diversity of this group of species, as verified in recent years, highlights one attractive evolutionary history that is not completely understood. The current information suggests two distinct scenarios related to this species distribution and taxonomy: first, represented by the flea-toads, which have wide geographical and altitudinal distribution and comprises four species; and second, represented by the pumpkin toadlets, which are mostly microendemic (with geographic distribution restricted to the slopes and mountain tops) and comprises the greatest species richness of the genus, with 27 species. Recently, a significant number of Brachycephalus species were discovered from southern Brazil, increasing the general interest in this genus. During field expeditions to the northeastern of Santa Catarina state, organized by the Plano de Ação Nacional para a Conservação da Herpetofauna Ameaçada de Extinção da Região Sul do Brasil, one initiative of the Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - Ministério do Meio Ambiente, records of Brachycephalus were obtained for new localities, never explored before. Thus, in this study we surveyed nine localities from northeastern Santa Catarina state, in two mountainous regions near the Babitonga Bay at the municipalities of Garuva, Itapoá and São Francisco do Sul: the Serra do Saí and the Serra da Palha. As a result from the expeditions we discovered a new species of pumpkin toadlet, which represents the first record for this group of species in lowland areas. In addition, we found morphological variability and molecular similarities within populations, suggesting that this could be the first record of a Brachycephalus species with populations clearly differentiated phenotypically, but with high homogeneity in their analyzed DNA sequences.en
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectMata Atlânticapt
dc.subjectMiniaturizaçãopt
dc.subjectDiversidadept
dc.subjectAltitudept
dc.subjectSapinho-pingo-de-ouropt
dc.titleDistribuição e taxonomia de Brachycephalus sp. (aff. pernix) (Anura: Brachycephalidae)pt
dc.title.alternativeDistribution and taxonomy of Brachycephalus sp. (aff. pernix) (Anura: Brachycephalidae)en
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.description.sponsorshipIdCNPq: 131947/2015-0
unesp.graduateProgramCiências Biológicas (Zoologia) - IBB
unesp.knowledgeAreaZoologia
unesp.researchAreaTaxonomia de Grupos Recentes
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Rio Claro
unesp.embargo24 meses após a data da defesa
dc.identifier.aleph000888898
dc.identifier.capes33004064012P8
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record