Show simple item record

dc.contributor.advisorBortz, Graziela [UNESP]
dc.contributor.authorMarques, André Repizo [UNESP]
dc.date.accessioned2017-08-22T18:21:14Z
dc.date.available2017-08-22T18:21:14Z
dc.date.issued2017-06-26
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151341
dc.description.abstractA presente dissertação tem por propósito investigar a diversidade de interpretações da obra de Ernesto Nazareth, cuja performance tem sido realizada tanto por pianistas eruditos como por rodas de choro. Tal diversidade nos leva a algumas questões que permeiam este trabalho: quais são as ferramentas auditivas e interpretativas de que dispomos para fruição e construção de uma performance das músicas de Nazareth? Tais ferramentas existem em função da obra escrita ou do ambiente, da instrumentação ou do meio social em que a música é tocada? Como era atuação de Nazareth como pianista e compositor? Como era a prática musical dos pianistas desse período? O que nós temos que levar em conta a partir da história da música popular urbana do Rio de Janeiro para abordar essa música? Para tanto, o trabalho analisa a interpretação de quatro músicos: Jacob do Bandolim, na gravação da música Confidências; Carolina Cardozo de Menezes com seu arranjo para Odeon; Hércules Gomes com seu arranjo de Odeon; e Sônia Rubinsky, na gravação de Batuque. Ainda nesta investigação, a presente pesquisa estuda o período em que Ernesto Nazareth compôs suas músicas e a relação do compositor com os grupos de choro.pt
dc.description.abstractThe present dissertation aims to investigate the diversity of Ernesto Nazareth interpretations, whose music has been performed by classical pianists and choro groups. Such diversity leads us to some questions that permeate this work: what are the auditory and interpretative tools available to us to enjoy and build a performance of Nazareth’s music? Do such tools exist in function of the written music or the environment, instrumentation or social surroundings in which the music is played? How was Nazareth acting as a pianist and composer? How was the musical practice of the pianists of this period? What do we have to take into account from the history of popular urban music in Rio de Janeiro to address this song? Therefore, the work analyzes the interpretation of four musicians: Jacob do Bandolim, on the recording of the song Confidências; Carolina Cardozo de Menezes on her arrangement for Odeon; Hercules Gomes on his arrangement for Odeon; and Sônia Rubinsky, on the recording of Batuque. Still in this investigation, the present research studies the period in which Ernesto Nazareth composed his songs and the relation of composer with choro groups.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectErnesto Nazarethpt
dc.subjectChoropt
dc.subjectOdeonpt
dc.subjectConfidênciaspt
dc.subjectInterpretaçãopt
dc.subjectConfidencesen
dc.subjectInterpretationsen
dc.titleInterpretações da música de Ernesto Nazareth: pianistas, pianeiros e os chorõespt
dc.title.alternativeErnesto Nazareth's music interpretations: pianists, pianeiros and chorõesen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramMúsica - IApt
unesp.knowledgeAreaMusicologia/etnomusicologiapt
unesp.researchAreaAbordagens históricas, estéticas e educacionais do processo de criação, transmissão e recepção da linguagem musicalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Artes, São Paulopt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000890703
dc.identifier.capes33004013066P3
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record