Show simple item record

dc.contributor.advisorSerapião, Adriane Beatriz de Souza [UNESP]
dc.contributor.authorMussio, Rogéria Albertinase Pincelli [UNESP]
dc.date.accessioned2017-08-23T18:59:58Z
dc.date.available2017-08-23T18:59:58Z
dc.date.issued2017-07-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151376
dc.description.abstractA adolescência é uma fase fundamental do desenvolvimento humano. Com a evolução tecnológica transformando a era contemporânea, a jovem geração atual, conhecida como Geração Z, será a primeira a viver uma vida completa totalmente em um mundo digital e conectado. Este “novo mundo” já está propiciando os mais diversos tipos de interação com o outro e mudando comportamentos e as relações sociais. Esta pesquisa é um estudo transversal com o objetivo analisar como os adolescentes utilizam as novas mídias digitais e as redes sociais em seus relacionamentos interpessoais e na comunicação virtual, buscando encontrar pontos relevantes que estejam relacionados com questões comportamentais envolvendo os estados emotivos e o uso das mídias e das tecnologias de comunicação. Participaram deste estudo 267 adolescentes estudantes de escola pública entre 14 e 17 anos de idade com acesso à Internet e às redes sociais. O instrumento utilizado para coleta de dados foi um questionário elaborado pela pesquisadora, composto por 50 perguntas fechadas em escala Likert, cuja finalidade era conhecer a leitura que os adolescentes fazem sobre os seus relacionamentos virtuais, o modo e os efeitos da comunicação online, e os sentimentos e emoções que são despertados através do uso das novas mídias na comunicação em seus relacionamentos. A amostra foi dividida por grupos separados por gênero e por faixa etária. Os resultados foram avaliados através de análise estatística descritiva e inferencial não paramétrica (teste de Mann-Whitney e teste G). O estudo mostrou que os adolescentes fazem uso regular das redes sociais com diversos propósitos, sobretudo utilizando smartphones. Observou-se que, embora não seja frequente, o uso das redes sociais pode provocar respostas emocionais intensas nos adolescentes, e existem diferenças entre os comportamentos de meninos e meninas na interação virtual. As relações dos adolescentes nas redes sociais virtuais com os amigos e pessoas próximas são intensas, Não foram constatados indícios fortes de dependência tecnológica na amostra da Geração Z analisada e nem dificuldades de comunicação. Entretanto, verificou-se que os adolescentes buscam conectar-se online rapidamente e manifestam uma certa ansiedade e irritabilidade quando não conseguem a conexão com a Internet.pt
dc.description.abstractAdolescence is a critical stage of human development. With technological evolution transforming the contemporary age, the current young generation, known as Generation Z, will be the first to live a complete life totally in a digital and networked world. This “new world” is already providing diverse types of interaction with each other and changing behaviors and social relationships. This research is a cross-sectional study that aims to analyze how adolescents use new digital media and social networks in their interpersonal relationships and in virtual communication, seeking to find relevant points that are related to issues involving emotive states and the use of digital media and communication technologies. Participated in this study 267 teenagers from public schools between 14 and 17 years old with access to the Internet and social networks. The instrument used for data acquision was a questionnaire elaborated by the researcher, composed of 50 closed questions in the Likert scale, whose purpose is to know the reading that adolescents do about their online relationships, the mode and the upshot of online communication, and feelings and emotions that are aroused by the use of new communication media in their relationships. The sample was divided by groups separated by gender and by age. The results were evaluated through descriptive and non-parametric inferential (Mann-Whitney test and G test) statistical analysis. The study showed that adolescents make regular use of social networks for various purposes, especially using smartphones. It was observed that, although it is not frequent, the use of social networks can provoke intense emotional responses in the adolescents, and there are differences between the behaviors of boys and girls in the virtual interaction. The relationships of adolescents in virtual social networks with friends and close people are intensive. No strong evidence of technological dependence was found in the sample of Generation Z analyzed nor communication difficulties. However, it has been found that adolescents seek to connect online quickly and manifest a certain anxiety and irritability when they can not connect to the Internet.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectAdolescentespt
dc.subjectTecnologiaspt
dc.subjectMídias digitaispt
dc.subjectRedes sociais virtuaispt
dc.subjectEstados emocionaispt
dc.subjectAdolescentsen
dc.subjectTechnologyen
dc.subjectDigital mediaen
dc.titleA geração Z e suas respostas comportamental e emotiva nas redes sociais virtuaispt
dc.title.alternativeGeneration Z and its behavioral and emotive responses on the virtual social networksen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramDesenvolvimento Humano e Tecnologias - IBRCpt
unesp.knowledgeAreaOutrapt
unesp.researchAreaTecnologias, Corpo e Culturapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Rio Claropt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000890894
dc.identifier.capes33004137066P5
dc.identifier.lattes6997814343189860
dc.identifier.orcid0000-0001-9728-7092
unesp.advisor.lattes6997814343189860[1]
unesp.advisor.orcid0000-0001-9728-7092[1]
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record