Show simple item record

dc.contributor.advisorAssunção, Wirley Gonçalves [UNESP]
dc.contributor.authorSeloto, Camila Berbel [UNESP]
dc.date.accessioned2017-08-23T20:28:11Z
dc.date.available2017-08-23T20:28:11Z
dc.date.issued2017-06-29
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151390
dc.description.abstractEsse estudo avaliou a eficácia de um material de vedação na manutenção da pré-carga em parafusos de retenção bem como o desajuste pilar/implante e microinfiltração após ciclagem mecânica. Foram formados seis grupos (n=12) sendo, um grupo teste (T) e um grupo controle (C) para cada tipo de conexão pilar/implante (conexão hexagonal externa (HE) e pilares UCLA; conexão cone Morse (CM) e pilares UCLA; e conexão CM e pilares flexcone (FC)). Nos grupos testes (HET, CMT e FCT) foi aplicado um agente de vedação no parafuso de retenção, enquanto os grupos controle (HEC, CMC e FCC) foram mantidos da forma convencional. Todos os implantes foram embutidos em poliuretano e foram introduzido 0,7μl de Azul de Toluidina (AT) na porção mais profunda de cada um deles. Em seguida, os pilares foram posicionados sobre os implantes e parafusados com o torque recomendado pelo fabricante com auxílio de chave especifica e um torquímetro digital. Formados os corpos-de-prova, estes foram submetidos à ciclagem mecânica (1x106 ciclos), com frequência de 2Hz e carregamento oblíquo de 130N. As avaliações dos desajustes foram realizadas em um estereomicroscópio antes e após a ciclagem mecânica. Para verificar a capacidade de vedação do agente após a ciclagem mecânica foi desenvolvida uma curva padrão, na qual determinou-se a diluição de azul de toluidina (AT). Em seguida, os dados foram analisados em espectrofotômetro para a formação da curva padrão. Na sequência, os corpos-de-prova foram colocadas individualmente em frascos contendo 400 µl de água destilada. A análise de espectrofotometria foi realizada em 8 diferentes tempos (1, 3, 6, 24, 48, 72, 96 e 144 horas). Por fim, foram realizadas as mensurações dos valores de destorque final (pós-ciclagem). Os dados das análises de desajuste, destoque e liberação de corante (capacidade de vedação) foram submetidos a testes estatísticos de normalidade e analisado por meio da ANOVA e teste de Tukey (α=0,05). A ANOVA demonstrou que para a manutenção da pré-carga (destorque) todos os grupos testes apresentaram valores estatisticamente maiores (p<0,05) que nos grupos controles. Ao se comparar os tipos de conexões pôde-se observar a superioridade da conexão flexcone (implante CM e pilar flexcone) frente às demais em relação à manutenção da pré-carga (p<0,05). Na análise desajuste antes e após a ciclagem mecânica, o grupo HET apresentou diminuição dos valores pós-ciclagem (p<0,05). Na avaliação da capacidade de vedação pôde-se observar que em todos os grupos avaliados e em todos os períodos houve liberação de AT (p<0,05). Conclui-se que os grupos testes apresentaram resultados superiores para as análises de destorque e desajuste, o que poderia conduzir a um futuro protocolo de utilização do vedante avaliado na interface pilar/implante. Na avaliação da capacidade de vedação tanto os grupos controles como os testes não se mostraram eficientes.pt
dc.description.abstractThis study evaluated the effectiveness of a sealing material in preload maintaining of retaining screws and the misfit on implant / abutment interface after mechanical cycling. It was formed six groups (n=12), being one test group (T) and other control group (C) for each type of abutment / implant connection (external hexagonal connection (EH) and UCLA abutments, Morse taper (MT) and UCLA abutments, and CM connection and flexcone (CF) abutments). In the test groups (EHT, MTT and CFT) a sealing agent was applied on the retention screw, whereas the control groups (EHC, MTC and CFC) were maintained in the conventional manner. All implants were embedded in polyurethane and into the deeper portion of each implant it was introduced 0.7 μl of Toluidine Blue (TB). After that, the abutments were screwed to the implants with the torque values recommended by the manufacturer with the aid of a specific wrench and a digital torque wrench. The specimens formed were submitted to mechanical cycling (1x106 cycles) with frequency of 2Hz and oblique loading of 130 N. The misfit evaluation were performed at a stereomicroscope before and after a mechanical cycling. In order to verify the gel sealing ability after the mechanical cycling a standard curve was performed to determine the blue toluidine (TB) dilution. Then the data obtained were analyzed in a spectrophotometer for a standard curve formation. Afterwards, the specimens were placed in vials containing 400μl of distilled water. The spectrophotometric analysis was performed at 8 different times (1, 3, 6, 24, 48, 72, 96 and 144 hours). Finally, measurements of final destorque values (post-cycling) were performed. The misfit data, destorque and dye release (sealing ability) were obtained and submitted to normality statistical tests and then analyzed by ANOVA and Tukey tests (α = 0.05). The ANOVA test showed that for detorque evaluation, all the test groups presented values statistically higher (p <0.05) than the control groups. Comparing the types of connections, we could observe a superiority of the flexcone connection (MT implant and flexcone abutment) compared to the others in relation to preload maintenance (p <0.05). In the misfit analysis before and after a mechanical cycling, the EHT group presented a decrease values at post-cycling (p <0.05). In the sealing ability evaluation it was observed that all groups in all periods showed TA release (p <0.05). It was concluded that the test groups showed superior results for detorque and misfit analysis, which could led to a future protocol for the use of the evaluated sealant at the abutment / implant interface. In the evaluation of the sealing capacity both the control and the test groups were not efficient.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectImplantes dentáriospt
dc.subjectRetenção da prótesept
dc.subjectTorquept
dc.subjectInterfacept
dc.subjectConexãopt
dc.subjectJunção parafusadapt
dc.subjectDental implanten
dc.subjectRetention of the prosthesisen
dc.subjectConnectionen
dc.subjectScrewed junctionen
dc.titleAvaliação da eficácia de um gel de vedação no selamento da interface pilar/implante e na manutenção da pré-carga dos parafusos de retençãopt
dc.title.alternativeEvaluation of the effectiveness of a sealing gel in the sealing of the abutment / implant interface and in the maintenance of the preload of the retaining screwsen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso restrito
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 2015/11617-4
unesp.graduateProgramOdontologia - FOApt
unesp.knowledgeAreaPrótese dentáriapt
unesp.researchAreaFundamentos de Prótese Dentáriapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araçatubapt
unesp.embargo24 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000890876
dc.identifier.capes33004021011P0
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record