Show simple item record

dc.contributor.advisorFurtado, Edson Luiz [UNESP]
dc.contributor.advisorMoraes, Cristiano Bueno [UNESP]
dc.contributor.authorAbilio, Fernanda Maria
dc.date.accessioned2017-08-29T18:09:40Z
dc.date.available2017-08-29T18:09:40Z
dc.date.issued2017-07-14
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151464
dc.description.abstractAs plantações de eucalipto estão em crescente expansão e representatividade na economia nacional e com o aumento da área de plantios florestais, as doenças de plantas são um dos fatores de maior risco que podem afetar a disponibilidade de madeira e os custos de produção. Os fungos estão entre os principais agentes patogênicos que causam doenças no eucalipto e entre eles a ferrugem, causada pelo fungo Puccinia psidii, que pode implicar em graves danos econômicos aos plantios comerciais. O melhoramento genético do eucalipto para resistência à ferrugem e o estudo do crescimento das plantas em distintas épocas de plantio e locais são estratégias silviculturais que podem agregar para o sucesso das plantações. O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência à ferrugem e o crescimento inicial em altura de monoprogênies e clones de eucalipto por método de propagação e genótipo em diferentes épocas de plantio. Foram instalados dois experimentos em campo no município de Avaré no Estado de São Paulo - Brasil em diferentes estações do ano (verão e inverno), para parâmetro comparativo entre as incidências da infecção e severidade da ferrugem nas plantas até 18 meses de idade. O crescimento inicial em altura foi medido aos 150 e 360 dias após o plantio e calculado o incremento em altura e coeficiente de variação em cada tratamento. O delineamento estatístico utilizado foi o de blocos casualisados, com duas monoprogênies e dois clones híbridos de E. grandis x E. urophylla, quatro repetições e 300 plantas por parcela. Os materiais genéticos plantados no inverno com características climáticas do tipo Cwa apresentaram as menores incidências da infecção de ferrugem e percentual 31,17% maior em altura da planta comparado ao verão, podendo o plantio de inverno ser uma prática de manejo para “escape” da ferrugem e potencial para atingir um melhor crescimento inicial do eucalipto. Já os métodos de propagação clonal e monoprogênie não apresentaram diferenças estatísticas na incidência média de ferrugem, mas para altura aos 360 dias a monoprogênie apresentou média de -13,62% em relação ao clonal. Os genótipos não apresentaram heterose para suscetibilidade ao fungo e não houve diferenças significativas para altura aos 360 dias.pt
dc.description.abstractThe eucalyptus plantations have been growing and expanding in the national economy representativeness and considering the forest planting area increase, plant diseases are one of the highest risk factors which may affect the wood availability and production cost. Fungi are the main pathogens which cause eucalyptus disease and among them there is the rust caused by Puccinia psidii, which may result in serious economic damage to forest planting. The eucalyptus genetics improvement resistant to rust and the plant growth study in different planting seasons and sites are silvicultural strategies which may fully succeed the out-planting. The aim of the present study was to evaluate the resistant to rust and the initial height growth of eucalyptus monoprogenies and clones by breeding method and genotype in different planting season. Two experiments were established in field in the county of Avare, in Sao Paulo State - Brazil in different seasons (Summer and Winter) to evaluate the infection incidence and rust severity in plants up to 18 months old. The initial growing in plant height was measured on the 150th and 360th day after planting and calculated the height increment and the coefficient of variation per treatment. The statistical design was of randomized blocks with two monoprogenies and two hybrid clones of E. grandis x E. urophylla, four replications and 300 plants per plot. The genetic material planted in the Winter in Cwa weather condition presented the lowest incidence to rust infection and 31.17% higher compared to Summer, being the Winter planting the management practice for escaping to rust and potentially to achieve a better initial growth of eucalyptus. However the monoprogenies and clones by breeding method did not present statistical differences in the mean incidence to rust, but the monoprogenie mean height on the 360th day was - 13.62% compared to clonal. The genotypes did not present heterosis for susceptibility to fungus and there were no significant differences in height on the 360th day.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectCrescimento inicialpt
dc.subjectPuccinia psidiipt
dc.subjectMonoprogêniept
dc.subjectClonept
dc.subjectEucalyptus spp.pt
dc.subjectInitial growthen
dc.subjectMonoprogenieen
dc.titleInfluência da época de plantio no crescimento em altura e na intensidade da ferrugem em monoprogênies e clones de eucaliptopt
dc.title.alternativePlanting season influence in height growth and in rust intensity in eucalyptus monoprogenies and clonesen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiência Florestal - FCApt
unesp.knowledgeAreaGenética e melhoramento de plantaspt
unesp.researchAreaSilvicultura e genética florestalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000891103
dc.identifier.capes33004064082P6
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record