Show simple item record

dc.contributor.advisorCorsi, Francisco Luiz [UNESP]
dc.contributor.authorVaz, Vinicius Rezende Carretoni [UNESP]
dc.date.accessioned2017-09-15T13:26:17Z
dc.date.available2017-09-15T13:26:17Z
dc.date.issued2017-08-08
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/151609
dc.description.abstractA partir de meados dos anos 2000, diversos setores da sociedade brasileira, desde trabalhadores a intelectuais do campo político e econômico se viram esperançosos com a ascensão à presidência por parte de Lula. Não obstante, apesar da manutenção da política macroeconômica no início de seu mandato, o governo petista é marcado por duas características à primeira vista positivas: o crescimento econômico e o avanço de políticas sociais de combate à pobreza que transformaram grande parte da realidade da ―sobrepopulação superempobrecida‖ do Brasil. Este segundo fenômeno deu margem para um grupo de intelectuais formularem a tese de que o Brasil estaria em um processo de ascensão ao ―desenvolvimentismo social‖, ou em um regime social-desenvolvimentista. Por outro lado, os governos petistas muito pouco se assemelhavam ao desenvolvimentismo clássico, tanto em estratégia quanto em resultados. Diante destas contradições faz-se necessária uma análise das diversas interpretações acerca do governo Lula, bem como da transição do regime desenvolvimentista para o neoliberal e seu significado. Inicialmente será feita uma contextualização do que foi o desenvolvimentismo clássico, sua crise e substituição pelo regime neoliberal. Posteriormente, exporemos as diversas interpretações acerca do governo Lula, iniciando pela tese ―social-desenvolvimentista‖, subsequente será apresentada a crítica dentro do próprio campo desenvolvimentista, com a corrente ―novo-desenvolvimentista‖ e por fim, algumas apreciações dentro do campo marxista, que negam a tese da ruptura desenvolvimentista no governo Lula.pt
dc.description.abstractSince the mid-2000s, various sectors of Brazilian society, ranging from workers to intellectuals from the political and economic field, have been hopeful of Lula's rise to the presidency. Nevertheless, despite the maintenance of macroeconomic policy at the beginning of its mandate, the PT government is marked by two prima facie characteristics: economic growth and the advancement of social policies to combat poverty that have transformed much of the reality of "overpopulation Superbreathing "of Brazil. This second phenomenon gave room for a group of intellectuals to formulate the thesis that Brazil would be in a process of ascension to "social developmentalism", or in a social-developmental regime. On the other hand, the PT governments hardly resembled classic developmentalism, both in strategy and results. Faced with these contradictions, it is necessary to analyze the different interpretations about the Lula government, as well as the transition from the developmentalist regime to the neoliberal and its meaning. Initially a contextualization of what was the classic developmentalism, its crisis and replacement by the neoliberal regime will be made. Later, we will expose the different interpretations about the Lula government, starting with the "social-developmentalist" thesis, the subsequent criticism will be presented within the developmental field itself, with the "new-developmentalist" current and finally some appreciations within the Marxist field, Who deny the thesis of the developmentalist rupture in the Lula government.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.subjectGoverno Lulapt
dc.subjectSocial-desenvolvimentismopt
dc.subjectNovo-desenvolvimentismopt
dc.subjectNeoliberalismopt
dc.subjectDependênciapt
dc.subjectLula governmenten
dc.subjectSocial-developmentalismen
dc.subjectNew-developmentalismen
dc.subjectNeoliberalismen
dc.subjectDependencyen
dc.titleA economia política no governo Lula (2003-2010): uma nova forma de desenvolvimentismo?pt
dc.title.alternativeThe political economy in the Lula government (2003-2010): a new form of developmentalism?en
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Sociais - FFCpt
unesp.knowledgeAreaCiências sociaispt
unesp.researchAreaRelações Internacionais e Desenvolvimentopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000891835
dc.identifier.capes33004110042P8
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record