Show simple item record

dc.contributor.advisorMathias, Suzeley Kalil [UNESP]
dc.contributor.authorGaldino, Carolina Ferreira [UNESP]
dc.date.accessioned2017-10-31T17:49:43Z
dc.date.available2017-10-31T17:49:43Z
dc.date.issued2017-08-25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/152030
dc.description.abstractA redução de vulnerabilidades frente ao exterior, a elevação dos saldos das exportações, bem como, o significativo aumento dos investimentos externos diretos são os principais componentes da nova conjuntura vivenciada por diversos países emergentes de conflito situados do outro lado do Atlântico. Dentre os países africanos de língua portuguesa, Moçambique e Angola possuem papel de destaque nas relações bilaterais empreendidas pelo Brasil com o continente africano, sendo estes os principais receptores das iniciativas de cooperação empreendidas pelo Brasil. Não raramente, os meios de comunicação apresentam parte do continente africano através de uma perspectiva eurocentrada, cedendo especial atenção à suas vulnerabilidades em detrimento de suas potencialidades e impossibilitando o conhecimento efetivo da realidade daqueles países. A forma como o continente africano é apresentado pelos meios de comunicação contribui para a perpetuação de uma visão e um discurso específico. Todo discurso tem o poder de dialogar com múltiplos discursos, razão pela qual a grande imprensa exerce papel fundamental na representação da realidade. A presente tese objetiva analisar como a grande imprensa paulistana, representada nesta pesquisa pelo jornal O Estado de S. Paulo, apresentou Moçambique e Angola entre 1975 e 1996.pt
dc.description.abstractReducing vulnerabilities to the outside world, rising export balances, as well as the significant increase in direct foreign investment are the main components of the new situation experienced in several emerging countries of conflict located on the other side of the Atlantic. Among the Portuguese-speaking African countries, Mozambique and Angola play a prominent role in the bilateral relations undertaken by Brazil with the African continent, which are the main recipients of the cooperation initiatives undertaken by Brazil. Not infrequently, the media presents a part of the African continent through a Eurocentric perspective, giving special attention to its vulnerabilities to the detriment of its potentialities and making it impossible to know effectively the reality of those countries. Every speech has the power to dialogue with multiple discourses, which is why the major press plays a fundamental role in the representation of reality. This thesis aims to analyze how the press in Sao Paulo, represented in this research by O Estado de S. Paulo newspaper, presented Mozambique and Angola between 1975 and 1996.pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectÁfricapt
dc.subjectMoçambiquept
dc.subjectAngolapt
dc.subjectImprensapt
dc.subjectCooperaçãopt
dc.subjectAfricapt
dc.subjectMozambiquept
dc.subjectPresspt
dc.subjectCooperationpt
dc.titleMoçambique e Angola na visão d'O Estado de S. Paulo (1975-1996)pt
dc.title.alternativeMozambique and Angola in the vision of O Estado de S. Paulo (1975-1996)pt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramRelações Internacionais (UNESP - UNICAMP - PUC-SP) - FFCpt
unesp.knowledgeAreaPaz, defesa e segurança internacionalpt
unesp.researchAreaSegurança Regionalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000893780
dc.identifier.capes33004110044P0
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record