Exibir registro simples

dc.contributor.advisorCamargo-Mathias, Maria Izabel [UNESP]
dc.contributor.authorSantos, Juan Parente [UNESP]
dc.date.accessioned2017-12-13T10:49:39Z
dc.date.available2017-12-13T10:49:39Z
dc.date.issued2017-11-27
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/152279
dc.description.abstractA Artrite Reumatóide (AR) é uma doença autoimune de etiologia desconhecida, caracterizada pela poliartrite periférica e simétrica, que causa deformidade e destruição das articulações (grandes e pequenas) por erosão da cartilagem e do osso. O presente estudo teve como objetivo principal avaliar, por meio de radiografias, medidas de espessura articular, carga critica, técnicas histológicas, e de microscopia eletrônica de varredura, os efeitos da natação sobre a articulação artrítica, tendo como modelo ratos Wistar machos submetidos a 2 protocolos de natação distintos (com e sem sobrecarga). Foram utilizados 60 indivíduos com 150 dias, e peso médio de 450 g, divididos em grupos: Controle (GC) (10 indivíduos saudáveis); (GT1) (10 indivíduos com AR induzida sedentários); (GT2) (10 indivíduos sem AR induzida e submetidos ao treinamento de natação com sobrecarga); (GT3) (10 indivíduos com AR induzida e submetidos ao treinamento de natação com sobrecarga); (GT4) (10 indivíduos sem AR induzida e submetidos ao treinamento de natação sem sobrecarga); (GT5) (10 indivíduos com AR induzida e submetidos ao treinamento de natação sem sobrecarga). Os resultados mostraram que os animais do grupo (GT5) obtiveram rendimentos favoráveis no quesito de estabilizar ou retardar os sintomas da artrite reumatoide, assim como os animais dos grupos (GT2) e (GT4) mantiveram suas articulações preservadas. Os indivíduos do grupo (GT1) confirmaram a instalação de processos inflamatórios na articulação que foram potencializados pelo comportamento de sedentarismo e no grupo (GT3) a alta intensidade do exercício físico provocou a evolução do quadro inflamatório da articulação, com consequente espessamento da membrana sinovial e redução do cavidade articular, comprovando que o excesso ou a falta de acompanhamento na prática do exercício físico em portadores de AR pode ser tão prejudicial quanto a não prática da mesma.pt
dc.description.abstractRheumatoid arthritis (RA) is an autoimmune disease of unknown etiology, characterized by peripheral and symmetrical polyarthritis, which causes deformity and destruction of the joints (large and small) by erosion of the cartilage and bone. The objective of the present study was to evaluate the effects of swimming on the arthritic joint by means of radiographs, measures of joint thickness, critical load, histological techniques, and scanning electron microscopy, using as model male Wistar rats submitted to 2 swimming protocols (with and without overload). Sixty individuals with 150 days and mean weight of 450 g were divided into groups: Control (GC) (10 healthy subjects); (GT1) (10 individuals with sedentary induced RA); (GT2) (10 subjects without RA induced and submitted to swimming training with overload); (GT3) (10 individuals with RA induced and submitted to swimming training with overload); (GT4) (10 subjects without RA induced and submitted to swimming training without overload); (GT5) (10 subjects with RA induced and submitted to swimming training without overload). The results showed that the animals in the (GT5) group had favorable yields in terms of stabilizing or delaying the symptoms of rheumatoid arthritis, just as the animals in the (GT2) and (GT4) groups maintained their joints preserved. The individuals of the (GT1) group confirmed the installation of inflammatory processes in the joint that were potentiated by the behavior of sedentarism and in the (GT3) group the high intensity of the physical exercise caused the evolution of the inflammatory picture of the joint, with consequent thickening of the synovial membrane and reduction of the inter -articular, proving that the excess or lack of follow-up in the practice of physical exercise in patients with RA can be as harmful as the non-practice of it.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectNataçãopt
dc.subjectArticulaçãopt
dc.subjectRato Wistarpt
dc.subjectArtrite reumatóidept
dc.subjectZymosanpt
dc.subjectInflamaçãopt
dc.subjectMorfologiapt
dc.subjectSwimmingen
dc.subjectJointen
dc.subjectWistar ratsen
dc.subjectInflammationen
dc.subjectMorphologyen
dc.subjectRheumatoid arthritisen
dc.titleDiagnóstico da articulação artrítica de ratos Wistar submetidos a treinos de nataçãopt
dc.title.alternativeDiagnosis of arthritic articulation of rats Wistar submitted to swimming exercisesen
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso restrito
unesp.graduateProgramCiências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRCpt
unesp.knowledgeAreaAtividade física e saúdept
unesp.researchAreaMorfologia - Educação Físicapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Rio Claropt
unesp.embargo24 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000895079pt
dc.identifier.capes33004137046P4
Localize o texto completo

Arquivos

Thumbnail
Thumbnail

Este item aparece nas seguintes coleções

Exibir registro simples