Show simple item record

dc.contributor.advisorSivieri, Katia
dc.contributor.authorLima, Ana Carolina Delgado
dc.date.accessioned2018-03-02T20:00:24Z
dc.date.available2018-03-02T20:00:24Z
dc.date.issued2017-12-05
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/152879
dc.description.abstractIntrodução: A microbiota intestinal se mantem em equilíbrio (homeostase) durante a fase adulta do ser humano, porém pode se desestabilizar através do estresse, tratamentos quimioterápicos, medicamentos e dietas. A homeostase pode ser alcançada através da ingestão de probióticos, prebióticos e componentes bioativos, tais como os flavonóides cítricos do tipo hesperitina e naringina. Objetivo: Avaliar o efeito da ingestão crônica de suco de laranja pasteurizado (POJ) sobre a microbiota intestinal das mulheres adultas. Material e métodos: foram avaliadas dez mulheres adultas, que ingeriram suco de laranja pasteurizado durante 60 dias, com um período de esmaecimento de 30 dias. As fezes foram coletadas antes da ingestão de suco de laranja (basal) e depois a cada 30 dias até o final do experimento, totalizando 120 dias do período experimental. Durante todo o período experimental, foi realizada a avaliação antropométrica de todos os indivíduos que participaram no estudo. Para a avaliação da microbiota intestinal, foram realizados análises microbiológicas dependente de cultivo usando meios seletivos para bactérias anaeróbias totais, Lactobacillus spp., Bifidobacterium spp. e Clostridium spp. Uma avaliação independente de cultura foi realizada usando a desnaturação Gradient Gel Electrophoresis (DGGE). Para a avaliação dos metabolismos microbiano foram realizadas as análises de pH, amónio (NH4 +) e ácidos graxos de cadeia curta (AGCC).Resultados: A ingestão crônica de suco de laranja não influenciaram nas medidas de composição do corpo, melhorou os parâmetros bioquímicos. O POJ mostrou modulações da composição da microbiota e nas atividades metabólicas. Em particular, os números de Bifidobacterium spp e Lactobacillus spp nas fezes foram maiores após 60 dias de ingestão POJ. Análise de PCR-DGGE mostrou que a microbiota de todos os indivíduos estudados tinha uma composição semelhante em relação às bactérias totais. Em relação ao metabolismo microbiano, observou-se redução dos valores de NH4 + e aumento (p ≤ 0,05) na produção de AGCC após 60 dias de ingestão POJ Conclusão: Este estudo demonstrou que crônica ingestão de POJ pode ser uma alternativa eficaz para uma alimentação saudável, com efeito, na modulação da microbiota intestinal de mulheres adultas.pt
dc.description.abstractIntroduction: The gut microbiota remains balanced (homeostasis) during the adult stage of the human being, but can be destabilized through stress, chemotherapeutic treatments, medicines and diets. Homeostasis can be achieved through ingestion of probiotic, prebiotic, and bioactive components such as hesperitin and naringin-type citrus flavonoids. Objective: To evaluate the effect of chronic ingestion of pasteurized orange juice (POJ) on the intestinal microbiota of adult women. Material and Methods: Ten adult women were evaluated, which ingested pasteurized orange juice during 60 days, with a washout period of 30 days. The stool was collected before orange juice intake (basal) and then every 30 days until the end of the experiment, totaling 120 days of experimental period. Throughout the experimental period, the anthropometric evaluation of all individuals who participated in the study was performed. For the evaluation of the intestinal microbiota, plate count analyzes were performed using selective media for total anaerobic bacteria, Lactobacillus spp., Bifidobacterium spp., and Clostridium spp. An independent culture evaluation was performed using Denaturing Gradient Gel Electrophoresis (DGGE). The pH, ammonium (NH4 +) and short chain fatty acids (SCFA) were evaluated for microbial metabolism. Results: Chronic intake of orange juice did not influence the body composition measurements but improved blood biochemical parameters. POJ showed positive modulations of the microbiota composition and metabolic activity. In particular, numbers of faecal Bifidobacterium spp and Lactobacillus spp were higher after 60 days of POJ intake. PCR-DGGE analysis showed that the microbiota of all the individuals studied had a similar composition in relation to total bacteria. In relation to the microbial metabolism, it was observed reduction of NH4+ values and increase (p≤0.05) in the production of SCFA after 60 days of POJ intake Conclusion: This study has shown that chronic intake of POJ can be an effective alternative for healthy eating, with effect on the modulation of the intestinal microbiota of adult women.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectPrebioticen
dc.subjectPrebioticospt
dc.subjectIntestinal Microbiotaen
dc.titleUma investigação exploratória do consumo crônico de suco de laranja na microbiota intestinal de mulheres adultaspt
dc.title.alternativeAn exploratory investigation of chronic consumption of orange juice on gut microbiota of adult womenen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramAlimentos e Nutrição - FCFARpt
unesp.knowledgeAreaCiência dos alimentospt
unesp.researchAreaProbióticos,Suco de Laranja ,Prebióticospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Farmacêuticas, Araraquarapt
unesp.embargo24 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000897726
dc.identifier.capes33004030055P6
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record