Show simple item record

dc.contributor.advisorEsteves, Antônio Roberto [UNESP]
dc.contributor.authorAlves, Rebeca [UNESP]
dc.date.accessioned2018-06-08T17:12:27Z
dc.date.available2018-06-08T17:12:27Z
dc.date.issued2018-04-27
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/154198
dc.description.abstractNo ano de 1994, coincidentemente, dois romancistas brasileiros, Rubem Fonseca (1925) e João Silvério Trevisan (1944), se propuseram a romancear a biografia de dois músicos nacionais que fizeram carreira no século XIX, são eles: Carlos Gomes (1836-1896) e Alberto Nepomuceno (1864-1920). Embora protagonistas de trajetórias distintas, os dois músicos carregam a semelhança de terem saído do Brasil, com o auxílio do governo, para realizarem seus estudos na Europa. Carlos Gomes, o personagem histórico do romance O selvagem da ópera, de Fonseca, vive atormentado pela sombra da influência e da imitação de um modelo de ópera consolidado na Europa, e Alberto Nepomuceno, protagonista do romance Ana em Veneza, de Trevisan, parece herdar a crise vivida pelo seu compatriota anos antes, embora tenha uma visão mais modernista em relação às reais condições de se criar uma arte nacional. Ao utilizarem a imagem de músicos brasileiros como personagens ficcionais, Fonseca e Trevisan fazem uma releitura da construção da identidade brasileira e possibilitam uma reflexão acerca das perspectivas histórico-literárias desse projeto identitário, pensado a partir do romantismo. Dessa maneira, o trabalho pretende verificar o modo como esses escritores releem a nossa busca por uma arte tipicamente brasileira, ao proporem um diálogo com o projeto de construção da identidade que permeia o século XIX e avança para o século XX. A partir disso, será possível discutir como esse projeto passa a ser compreendido, na visão desses escritores, no momento em que o mundo já tem o seu olhar voltado para o século XXI.pt
dc.description.abstractIn 1994, two brazilian novelists, Rubem Fonseca (1925) and João Silvério Trevisan (1944), proposed to write a fiction with the biography of two brazilian musicians who made their career in the 19th century: Carlos Gomes (1836-1896) and Alberto Nepomuceno (1864-1920). Although protagonists of distinct trajectories, the two musicians left their countries, with the aid of the government, to carry out their studies in Europe. Carlos Gomes, the historical character in Fonseca's novel, O selvagem da ópera, is tormented by the shadow of influence and imitation of a consolidated model of opera in Europe, and Alberto Nepomuceno, the protagonist of Trevisan's novel, Ana em Veneza, seems to inherit the crisis experienced by his compatriot years before, although he has a more modernist view of the real conditions of creating a national art. By using the image of brazilian musicians as fictional characters, Fonseca and Trevisan re-read the construction of the brazilian identity and make possible a reflection on the historical-literary perspectives of this identity project, thoughts from romanticism. In this way, the thesis intends to verify how these writers re-read our search for a typically brazilian art, when proposing a dialogue with the construction project of the identity that permeates the nineteenth century and advances to the twentieth century. From this, it will be possible to discuss how this project comes to be understood, in the view of these writers, at a time when the world already has its gaze turned towards the 21st century.pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectRubem Fonsecapt
dc.subjectO selvagem da óperapt
dc.subjectJoão Silvério Trevisanpt
dc.subjectAna em Venezapt
dc.subjectIdentidade nacionalpt
dc.subjectMetaficção historiográficapt
dc.subjectNational identitypt
dc.subjectHistoriographic metafictionpt
dc.titleAcordes da identidade brasileira: leitura comparada de O selvagem da ópera, de Rubem Fonseca, e de Ana em Veneza, de João Silvério Trevisanpt
dc.title.alternativeChords of the brazilian identity: comparative reading of Rubem Fonseca's novel, O selvagem da ópera, and Ana em Veneza, by João Silvério Trevisanpt
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso restrito
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 2013/24869-6
unesp.graduateProgramLetras - FCLASpt
unesp.knowledgeAreaLiteratura e vida socialpt
unesp.researchAreaLiteratura comparada e estudos culturaispt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Assispt
unesp.embargo24 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000902548
dc.identifier.capes33004048019P1
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record