Show simple item record

dc.contributor.advisorRossa-Feres, Denise de Cerqueira [UNESP]
dc.contributor.advisorGonçalves-Souza, Thiago
dc.contributor.authorMelo, Lilian Sayuri Ouchi de
dc.date.accessioned2018-08-15T20:46:28Z
dc.date.available2018-08-15T20:46:28Z
dc.date.issued2018-07-31
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/154872
dc.description.abstractAtualmente estudos ecológicos têm expandido sua abordagem de maneira a enfocar padrões e processos que transitam entre a ecologia de comunidades, macroecologia e biogeografia. Ainda, é cada vez mais notável o direcionamento do conhecimento teórico gerado para estratégias voltadas à conservação da biodiversidade. Desta maneira, nesta tese buscamos revisar brevemente os grandes marcos dentro da ecologia de comunidades, como as diferentes dimensões da diversidade têm sido estudadas, e como vem sendo conduzida a integração das teorias em ecologia de comunidades com a macroecologia, biogeografia e conservação. No primeiro capítulo nosso principal objetivo foi selecionar áreas prioritárias para conservação baseadas em padrões de diversidade taxonômica, funcional e filogenética de anuros, em um bioma amplamente ameaçado pela expansão do cultivo de soja no Centro-Oeste brasileiro, o Cerrado. No segundo capítulo, buscamos elucidar os principais fatores climáticos (atuais e passados), geológicos e energéticos (e.g., produtividade), responsáveis pela distribuição da diversidade taxonômica, funcional e filogenética de anuros nos três maiores biomas brasileiros, Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica. No primeiro capítulo, nossos resultados revelaram quatro áreas de maior interesse para a conservação no Cerrado que não foram detectadas quando consideramos apenas a riqueza de espécies. Isso indica que selecionar áreas prioritárias para conservação no Cerrado com base unicamente em métricas tradicionais de diversidade, como riqueza de espécies, que ignoram o grau de singularidade das espécies não é a estratégia mais adequada. Além das métricas tradicionais de diversidade não serem capazes de identificar padrões evolutivos, elas também não garantem a persistência das comunidades ao longo do tempo e, não permitem gerar predições a respeito das consequências das mudanças climáticas para o funcionamento ecossistêmico. No segundo capítulo, verificamos que cada tipo de domínio (florestado ou savânico) possui uma dinâmica própria na geração e manutenção dos padrões de diversidade nas três dimensões analisadas o que parece ser reflexo de um gradiente ambiental mais evidente em áreas florestadas e de uma maior heterogeneidade ambiental devido aos mosaicos de habitat presentes no Cerrado. Biomas florestados (Amazônia e Mata Atlântica) sofreram maior influência da estabilidade climática e da heterogeneidade de relevo, enquanto que o Cerrado não exibiu um padrão predominante, com ambas as variáveis influenciando em maior ou menor grau cada uma das dimensões de diversidade analisadas. Portanto, entender as peculiaridades de florestas e savanas pode ajudar a criar generalizações sobre como as diferentes dimensões da diversidade estão distribuídas ao redor do mundo.pt
dc.description.abstractCurrently, ecological studies have been expanded their approach in order to discuss patterns and process that encompass community ecology, macroecology, and biogeography. Moreover, directing theoretical knowledge into biological conservation strategies is increasingly notable. Thus, in this thesis we seek to: i. briefly reviewing the community ecology biggest landmarks, ii. investigate how the different dimensions of diversity have been studied, iii. elucidate how community ecology theories are integrated to macroecology, biogeography, and conservation. In the first chapter, our main aim was to select priority areas for conservation based on anurans taxonomic, functional and phylogenetic diversity in in the Brazilian Cerrado savanna, a biome widely threatened by the expansion of soybean production. In the second chapter, we ought to elucidate the main climatic (current and past), geological and energetic (e.g., productivity) factors, responsible for the distribution of the taxonomic, functional and phylogenetic diversity of anurans in the three largest Brazilian biomes, the Amazon, the Cerrado and the Atlantic Forest. In the first chapter, our results revealed four areas of greater conservation interest in the Cerrado that had not been elucidated solely by species richness. This result indicates that selecting priority areas for conservation in the Cerrado based solely on traditional diversity metrics, such as species richness and endemism, that ignore the uniqueness of each species is not the most appropriate strategy. munBesides traditional metrics not being able to identify evolutionary patterns, they also do not ensure community persistence in the long term and, they do not allow us to make predictions about functional consequence of environmental changes. In the second chapter, we verified that each type of domain (forest or savanna) has its own dynamics in the generation and maintenance of the three diversity dimension, which seems to reflect a more evident environmental gradient in forested areas and greater environmental heterogeneity due to the habitat mosaics present in the Cerrado. Forested domains (Amazon and Atlantic Rainforest) have presented greater influence of climatic stability and relief heterogeneity, while the Cerrado savanna had no predominant pattern, with both variables influencing in different degrees each one of the diversity dimensions analyzed. So, each type of domain has its own dynamic to generate and maintain the different forms of biodiversity, from taxonomic to functional and phylogenetic diversity. In this way, understanding the peculiarities of forests and savannas around the world might envision new insights and generalizations about diversity dimensions.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.language.isoeng
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectAmérica do Sulpt
dc.subjectDimensões da diversidadept
dc.subjectDomínios savânicos e florestaispt
dc.subjectAmazôniapt
dc.subjectCerradopt
dc.subjectMata Atlânticapt
dc.subjectEstabilidade climáticapt
dc.subjectSouth Americaen
dc.subjectDiversity dimensionsen
dc.subjectForest and savanna domainsen
dc.subjectAmazonen
dc.subjectAtlantic Foresten
dc.subjectClimatic stabilityen
dc.titleQual a importância de integrar diversas métricas de diversidade para a compreensão da estruturação e para fundamentar medidas de conservação de comunidades de anfíbios em biomas brasileiros?pt
dc.title.alternativeWhat is the importance of integrating different diversity metrics to understand community structure and to substantiate conservation approaches for amphibian communities in the Brazilian biomes?en
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso restrito
dc.description.sponsorshipIdFAPESP: 2013/26101-8
dc.description.sponsorshipIdCAPES PDSE 88881.133047/2016-01
unesp.graduateProgramBiologia Animal - IBILCEpt
unesp.knowledgeAreaBiodiversidadept
unesp.researchAreaEcologia e comportamentopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Pretopt
unesp.embargo24 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000906953
dc.identifier.capes33004153072P6
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record