Show simple item record

dc.contributor.advisorRebechi Júnior, Arlindo [UNESP]
dc.contributor.authorLippel, Luiz Felipe Rosa
dc.date.accessioned2018-10-23T14:49:26Z
dc.date.available2018-10-23T14:49:26Z
dc.date.issued2018-08-29
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/157388
dc.description.abstractCom o propósito de analisar a estrutura da mise em scène e o ponto de vista do cinema de Quentin Tarantino, esta dissertação parte do pressuposto que Tarantino opera através de um amálgama de cinema de entretenimento e o cinema de autor. Com a quebra do ilusionismo e distanciamento Tarantino parece jogar com elementos de cena e efeitos de som e música para trabalhar um fluxo de atenção e distração em uma encenação com profundidade de campo. Esta dissertação tem como finalidade identificar os elementos que constituem o cinema de Tarantino, assim como reconhecer as técnicas utilizadas pelo diretor, suas referências e estilo. Compreende-se que Tarantino representa um diversificado cinema pós-moderno, com seus alicerces na tradição da encenação e na entidade do plano. Mesmo evocando elementos do melodrama ou do mainstream Tarantino trata de subvertê-lo, com a quebra do ilusionismo e profundidade de campo. O corpus desta pesquisa é composto pelos dois mais recentes filmes de Tarantino até o momento, Django Livre (2012) e Os Oito Odiados (2015). Estes objetos de estudo foram escolhidos por serem esteticamente similares visualmente, porém, contrastantes em suas respectivas construções narrativas e em ritmo, através da utilização da trilha sonora e da performance como agentes tensionadores da ação.pt
dc.description.abstractWith the objective of analyzing the structure of the mise en scène and the cinematic point of view of Quentin Tarantino, this dissertation assumes that Tarantino operates through an amalgam of entertainment and author cinema. With a break from the cinematographic illusionism and detachment, Tarantino seems to play with the elements within the scene, also with songs, music and sound effects, to work with an attention and distraction flow in a staging with depth of field. This dissertation aims to define the elements that constitute the cinema of Tarantino, as well as to designate the techniques utilized by the director, his references and style. It is understood that Tarantino represents a diversified postmodern cinema, with its foundations in the tradition of staging and in the entity of the take. Even when evoking elements of the melodrama or of the mainstream, Tarantino tries to subvert them by breaking down the illusionism and through the works of depth of field. The corpus of this research is composed by two of the most recent films of Tarantino thus far, Django Unchained (2012) and The Hateful Eight (2015). These objects of study were chosen because of their visual similarity, and their contrasting narrative constructions and rhythm, exacerbated through the use of soundtrack and the actor's performance as tensioning agents of the plot.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectCinemapt
dc.subjectQuentin Tarantinoen
dc.subjectMise em scèneen
dc.subjectProfundidade de campopt
dc.subjectAtenção e distraçãopt
dc.titleA mise en scène de Quentin Tarantino: um jogo de atração e distração na construção da encenação em profundidade de campopt
dc.title.alternativeThe mise en scène of Quentin Tarantino: a game of attraction and distraction in the construction of staging in depth of fielden
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramComunicação - FAACpt
unesp.knowledgeAreaComunicação midiáticapt
unesp.researchAreaProdução de sentido na comunicação midiáticapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, Baurupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000909266
dc.identifier.capes33004056081P4
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record