Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Alexandre Gabarra de [UNESP]
dc.contributor.authorCelestrin, Carolina Pasqual [UNESP]
dc.date.accessioned2019-01-10T16:25:58Z
dc.date.available2019-01-10T16:25:58Z
dc.date.issued2018-11-21
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/180411
dc.description.abstractA obesidade, considerada uma epidemia global, está diretamente ligada a diversas patologias, incluindo síndromes metabólicas como a resistência à insulina (RI). Nesse contexto, o excesso circulante de aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) ou mesmo um desequilíbrio em seu metabolismo parece estar fortemente associado com as condições de RI e obesidade. A etapa do metabolismo de BCAA, controlada pela atividade do complexo desidrogenase α-cetoácido de cadeia ramificada (BCKD), pode ser considerada fator limitante, ou seja, fundamental para a manutenção dos valores circulantes de BCAA. Sua atividade é controlada pela ação da BCKD quinase (BDK) e da BCKD fosfatase (BDP), que promovem respectivamente sua inibição e ativação. Portanto, alterações da BCKD podem resultar em acúmulo de BCAA na circulação, que em troca pode promover ou agravar quadros de RI. Paralelamente, o exercício físico vem se destacando como forma de tratamento para a RI, pois induz melhora na sensibilidade à insulina sem importantes efeitos colaterais, como os observados em tratamentos farmacológicos. Porém, a maioria dos estudos enfoca apenas o componente inflamatório do efeito do exercício sobre a RI, ficando assim uma lacuna na literatura quanto ao seu papel sobre os níveis circulantes de BCAA, bem como de seu metabolismo. Desta forma, o objetivo do presente estudo foi analisar os efeitos do exercício físico agudo sobre o metabolismo de BCAA e sua relação com a sinalização de insulina no tecido muscular esquelético de ratos Wistar alimentados com dieta hiperlipídica. Como resultados, o exercício físico agudo de natação resultou em melhora nas tolerâncias à glicose e à insulina, e aumento nos níveis séricos de adiponectina. Contudo, ele não foi capaz de alterar as proteínas do catabolismo de BCAA estudadas e também não conseguiu reduzir os níveis circulantes de BCAA. Assim, tomando em conjunto todos os resultados concluímos que as alterações do metabolismo de aminoácido de cadeia ramificada não participam do efeito que o exercício agudo exerce sobre a via de sinalização e sensibilidade a insulina, ao menos no que diz respeito ao tecido muscular de ratos obesos.pt
dc.description.abstractThe obesity, considered a global epidemic, is linked to several diseases, including metabolic disturbance such as insulin resistance (IR) . In this sense, increased levels or disturbances in metabolism of branched ch ain amino acids (BCAA) seem to be related to IR and obesity. The step of BCAA metaboli sm regulate d by branched - chain α - keto acid dehydrogenase complex ( BCKD) is the rate limiting, i.e., essential to BCAA circulating levels maintenance. Its activity is regulated by BCKD kinas e (BDK) and phosphatase (BDP), which respectively induces its inhibition and activation. Therefore, changes in BCDK activity may result in BCAA accumulation, which in turn will promote or worsen IR. In parallel, the exercise have been standing out as a treatment for IR, as it induces insulin sensitivity improvement without significant side effects, such as those normally observed in pharmacological treatments. However, most studies have focused only the inflammatory component of the effect of exercise on RI. S o , there is a gap in the literature regarding the potential exercise effects on BCAA circulating levels or in its metabolism. Thus, this study aim to analyze the effects of physical exercise acute on the BCAA metabolism and its association to insulin signaling in skeletal muscle of Wistar rats fed on high fat diet. As a result, acute physical swimming exercise resulted in an improvement in glucose and insulin tolerances, and an increase in serum adiponectin levels. However, it was not able to alter the BCAA catabolism proteins studied and also failed to reduce circulating levels of BCAA. Taken together, all the results conclude that the alterations of BCAA metabolism do not participate in the effect that the acute exercise exerts on the signaling pathway and insulin sensitivity in the muscle of obese rats.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectResistência à insulinapt
dc.subjectAminoácidos de cadeia ramificadapt
dc.subjectExercício físicopt
dc.subjectInsulin resistanceen
dc.subjectBranched chain amino acidsen
dc.subjectExerciseen
dc.titleEfeitos do exercício físico no metabolismo de aminoácidos de cadeia ramificada em ratos wistar obesospt
dc.title.alternativeEffects of exercise on the metabolism of branched-chain amino acids in obese wistar ratsen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramDesenvolvimento Humano e Tecnologias - IBRCpt
unesp.knowledgeAreaAtividade física e saúdept
unesp.researchAreaTecnologias e Desempenho Humanopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, Rio Claropt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000911514
dc.identifier.capes33004137066P5
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record