Show simple item record

dc.contributor.advisorCosta, Tânia Marcia
dc.contributor.advisorAugusto, Alessandra da Silva
dc.contributor.authorVianna, Brunna da Silva
dc.date.accessioned2019-02-18T19:09:41Z
dc.date.available2019-02-18T19:09:41Z
dc.date.issued2019-01-18
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/180788
dc.description.abstractOrganismos do entremarés são frequentemente expostos a temperaturas extremas e as alterações climáticas podem trazer consequências negativas para estes organismos. Neste trabalho, avaliamos os efeitos do aumento da temperatura e redução do pH nas respostas fisiológicas e comportamentais de caranguejos chama-maré. Leptuca uruguayensis e Leptuca leptodactyla ocorrem tipicamente em habitat vegetado e não-vegetado de regiões estuarinas, apesar de coabitarem diversas áreas dos ecossistemas do entremarés. Realizamos experimentos para obtenção das respostas fisiológicas e comportamentais de ambas espécies ao aumento da temperatura. Minuca mordax foi exposta ao aquecimento e redução do pH da água para avaliação das respostas fisiológicas. Também estimamos a futura distribuição de M. mordax em cenários de mudanças climáticas. As duas espécies de Leptuca apresentaram diferenças nas adaptações fisiológicas (em relação ao consumo de oxigênio) e nos mecanismos de termorregulação, em consonância com a seleção de habitat e distribuição geográfica de cada espécie. Leptuca uruguayensis selecionou micro-habitat com temperatura inferior enquanto L. leptodactyla estava em um substrato com maior temperatura, mas apresentou características conhecidas por promoverem a dissipação de calor e reduzirem a taxa de desidratação, como tamanho e quelípodo maiores e coloração clara. As atividades comportamentais na superfície também foram afetadas pela elevação da temperatura, aumentando o tempo dentro da toca e reduzindo a taxa de alimentação, o que possivelmente alterou a excreção da amônia e índice hepatossomático. O comportamento de “waving display” não foi afetado pela temperatura, sugerindo relação com outros fatores como presença de fêmeas e competidores. O aumento da temperatura e redução do pH causaram alterações nas respostas fisiológicas (consumo de oxigênio, excreção de amônia, índice hepatossomático e osmorregulação) de Minuca mordax, efeitos agravados pela exposição combinada destes dois fatores. A distribuição dos caranguejos chama-maré poderá se expandir para maiores latitudes enquanto que temperaturas extremas poderão comprometer a sobrevivência dos organismos do entremarés em habitats nas baixas latitudes. A longo prazo, a exposição às altas temperaturas poderá resultar num suprimento energético ineficiente e comprometer funções fisiológicas, comportamentais, bem como as interações sociais. Por fim, as mudanças climáticas podem impactar negativamente a fisiologia, o comportamento e a distribuição dos caranguejos chama-maré em ambientes do entremarés.pt
dc.description.abstractIntertidal organisms are often exposed to extremes temperatures and may be harmed by climate change. The present study aimed to evaluate the effects of warming and pH decrease on physiology and behavior of fiddler crabs. Leptuca uruguayensis and Leptuca leptodactyla inhabit vegetated and unvegetated habitats from estuarine regions, respectively, despite cohabit some areas in intertidal ecosystems. Both species were exposed to warm to analyze the physiological and behavioral effects. Minuca mordax was exposed to warm and lower pH water. Also, we estimated the future distribution of M. mordax in climate change scenarios. Both species showed different adaptation (regarding oxygen consumption) and thermoregulatory mechanism, which reflect their habitat selection and range distribution. Leptuca uruguayensis selected less heated micro-habitat while L. leptodactyla was in a warmer substrate beside possessed larger size and major claw and whiten display that enhanced dissipation of heat and lowered desiccation rate. Higher temperature constraint surface activities, increasing refuge use and decreasing feeding, which might have impacted some physiological response (ammonia excretion and hepatosomatic index). Waving display was not affected by temperature, suggesting influence by other factors such as female and competitor presence. Warming and reduced pH altered physiological response (oxygen consumption, ammonia excretion, hepatosomatic index, and osmoregulation) of M. mordax, effects enhanced by combined factors. Climate change may cause expansion poleward of crabs’ distribution although extreme temperatures may compromise the survival at lower latitudes. In long term, warm may harm energy supply and compromise physiological processes, behavior and range distribution of fiddler crabs in intertidal environments.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isoeng
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectConsumo de oxigêniopt
dc.subjectEcofisiologiapt
dc.subjectExpansão na distribuição geográficapt
dc.subjectMudanças climáticaspt
dc.subjectTermorregulação comportamentalpt
dc.subjectBehavioral thermoregulationen
dc.subjectClimate changeen
dc.subjectEcophysiologyen
dc.subjectOxygen consumptionen
dc.subjectRange expansionen
dc.titleEfeitos das mudanças climáticas na fisiologia, comportamento e distribuição de caranguejos chama-marépt
dc.title.alternativeEffects of climate change on physiology, behavior and distribution of fidder crabsen
dc.typeTese de doutorado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramBiodiversidade de Ambientes Costeiros - São Vicentept
unesp.knowledgeAreaBiodiversidadept
unesp.researchAreaBiologia de Organismos Aquáticos, Ripários e Costeirospt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Biociências, São Vicentept
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000912858
dc.identifier.capes33004161001P7
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record