Show simple item record

dc.contributor.advisorFernandes, Maria José da Silva [UNESP]
dc.contributor.authorBianco, Daiana Aparecida Del [UNESP]
dc.date.accessioned2019-03-07T20:59:41Z
dc.date.available2019-03-07T20:59:41Z
dc.date.issued2019-02-20
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/180942
dc.description.abstractA presente pesquisa teve como objetivo analisar a atuação profissional dos docentes que exercem a função de Professor Mediador Escolar e Comunitário (PMEC) no contexto da Escola Pública Estadual Paulista tendo como local de análise uma escola pertencente a uma Diretoria Regional de Ensino no interior do estado de São Paulo. O tema foi definido após ser verificado que em alguns países europeus a mediação vem sendo utilizada como método alternativo para resolução de conflitos provenientes das relações interpessoais existentes na escola. Em outros países, os responsáveis pela mediação apresentam formação específica para realização das atribuições, bem como condições adequadas de trabalho que garantem intervenções mais precisas no espaço escolar. Entretanto, com as condições objetivas existentes na realidade paulista, onde a função foi criada no ano de 2010, o trabalho de Professor Mediador adquire outros contornos, uma vez que as condições básicas para o trabalho não têm sido garantidas. Com uma formação específica, inicial ou continuada fragilizada, e sem alterar problemas estruturais presentes na rede, a função tem incorporado muitas e amplas atribuições no contexto escolar. Desta forma, justificou-se a pesquisa como ação necessária ao conhecimento mais aprofundado da função que, apesar de recente, já despertou interesse do âmbito acadêmico. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa de abordagem documental e empírica, em que o levantamento bibliográfico e documental surgiu como fator crucial para a realização da análise de dados, tendo ocorrido ao longo de todo o processo. A coleta de dados foi efetuada por meio de observação e de entrevistas semiestruturadas com o Professor Mediador, professores do fundamental II, equipe gestora e estudantes. Autores como Bonafé-Schmitt; Jares; Littlejohn e Domenici; Morgado e Oliveira; e Torremorell embasaram teoricamente a pesquisa sobre o tema mediação e mediação de conflitos no ambiente escolar. Como principais resultados constatou-se que a implementação da função de PMEC foi inserida nos ambientes escolares sem que houvesse um diálogo anterior com a comunidade escolar, acarretando pouco conhecimento, por parte dos sujeitos escolares, quanto à criação do Sistema de Proteção Escolar (SPE) e da função de PMEC. O professor que se candidata à função, normalmente, é do sexo feminino, pertencente à Categoria F e que precisa complementar sua carga horária e renda salarial, não sendo levado em consideração, em muitos casos, o perfil adequado. Identificaram-se também fragilidades na formação em mediação, não somente dos docentes que atuam como PMEC, mas de todos os integrantes da comunidade escolar, acarretando desconhecimento das reais funções e impedindo que a mediação seja, de fato, realizada dentro dos ambientes escolares. O PMEC ainda vem buscando seu espaço e sofrendo com o não reconhecimento do seu trabalho, que é aviltante e marcado pela interrupção, porém, mesmo com todas as dificuldades apontadas, após a criação da função, foram percebidas relativas mudanças nas relações interpessoais dentre desse ambiente.pt
dc.description.abstractThe present research had the objective of analyzing the professional performance of the professors who work as Teacher School and Community Mediator (PMEC) in the context of the São Paulo State Public School having as a place of analysis a school belonging to a Regional Board of Education within the state from São Paulo. The theme was defined after being verified that in some European countries mediation has been used as an alternative method for resolving conflicts arising from the interpersonal relationships existing in the school. In other countries, those responsible for mediation have specific training to carry out the assignments, as well as adequate working conditions that guarantee more precise interventions in the school space. However, with the objective conditions existing in the state of São Paulo, where the function was created in the year 2010, the work of Teacher Mediator acquires other contours, since the basic conditions for the work have not been guaranteed. With specific, initial or continued formation weakened, and without altering structural problems present in the network, the function has incorporated many broad assignments in the school context. In this way, the research was justified as a necessary action to the more detailed knowledge of the function that, although recent, has already aroused interest of the academic scope. The methodology used was the qualitative research of documentary and empirical approach, in which the bibliographic and documentary survey emerged as a crucial factor for the accomplishment of the data analysis, having occurred throughout the entire process. The data collection was done through observation and semi-structured interviews with the Mediator Teacher, teachers of the fundamental II, management team and students. Authors like as Bonafé-Schmitt; Jares; Littlejohn and Domenici; Morgado and Oliveira; and Torremorell were theoretically based on research on mediation and conflict mediation in the school environment. As main results it was verified that the implementation of the PMEC function was inserted in school environments without previous dialogue with the school community, causing little knowledge on the part of the school subjects about the creation of the School Protection System (SPE) and the PMEC function. The teacher who is applying for the job is normally female, belonging to Category F and who needs to complement her workload and salary income, and in many cases, the appropriate profile is not taken into account. It was also identified weaknesses in mediation training, not only of teachers who act as PMEC, but of all members of the school community, causing a lack of knowledge of the real functions and preventing mediation from being actually carried out within school settings. The PMEC is still seeking its space and suffering with the non-recognition of its work, which is demeaning and marked by the interruption, but even with all the difficulties pointed out, after the creation of the function, it was perceived relative changes in the interpersonal relations within that environment.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.subjectMediação de Conflitospt
dc.subjectProfessor Mediador Escolar e Comunitáriopt
dc.subjectRede Estadual Paulista de Ensinopt
dc.subjectConflict Mediationen
dc.subjectTeacher School and Community Mediatoren
dc.subjectSão Paulo State Education Networken
dc.titleO trabalho do professor mediador escolar e comunitário na rede estadual paulista de ensinopt
dc.title.alternativeThe work of teacher school and community mediator in the São Paulo State education networken
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramEducação Escolar - FCLARpt
unesp.knowledgeAreaEducação escolarpt
unesp.researchAreaFormação do Professor, Trabalho Docente e Práticas Pedagógicaspt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Ciências e Letras, Araraquarapt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000913503
dc.identifier.capes33004030079P2
dc.identifier.lattes2394025583164116
unesp.advisor.lattes2394025583164116
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record