Show simple item record

dc.contributor.advisorLima, Silvana Andrea Molina [UNESP]
dc.contributor.authorAlves, Maryelle Aparecida
dc.date.accessioned2019-03-14T13:17:26Z
dc.date.available2019-03-14T13:17:26Z
dc.date.issued2019-02-13
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/181015
dc.description.abstractA cultura de segurança pode ser definida como padrões de comportamento de indivíduos e/ou grupos, baseando-se em valores e atitudes, e que podem determinar a maneira como exercerão seu trabalho. Uma cultura de segurança positiva estabelece uma boa comunicação institucional e um compartilhamento eficaz da percepção sobre a importância da segurança e da confiança nas medidas preventivas adotadas. O presente trabalho teve como objetivo analisar a cultura de segurança do paciente sob a perspectiva dos enfermeiros de um hospital terciário do interior do estado de São Paulo. Trata-se de estudo quantitativo, transversal e descritivo. Foi aplicado o instrumento Hospital Survey on Patient Safety Culture (HSOPSC), validado e traduzido para o português pela ENSP – Fiocruz. A coleta dos dados foi realizada no período de agosto de 2017 a fevereiro de 2018. Após análise dos dados, verificou-se que a população é predominantemente do sexo feminino, e com idade média de 34,19 ± 6.29 anos. A maioria dos enfermeiros tem carga horária de trabalho entre 40 a 59 horas, um tempo de trabalho no hospital e na unidade menor de 5 anos. Em relação as dimensões do questionário sobre a cultura de segurança do paciente, foram avaliadas no geral, de forma positiva. Apenas a dimensão “Quadro de Funcionários” e “Percepção geral de segurança do paciente” foi avaliada de maneira negativa. A instituição possui uma cultura de segurança, uma vez que os profissionais enfermeiros realizam as notificações de ocorrências de eventos adversos e em menor proporção o quase erro e o incidente sem danos. A implementação, avaliação de melhorias, investimentos em abordagem sistêmica de erros e adequação profissional podem fortalecer a segurança na instituição. Conclui-se que novas estratégias devem ser adotadas para melhorar a cultura de segurança do paciente na instituição, que podem ser por meio de treinamentos, divulgação das atividades e relatórios de indicadores de segurança do paciente aos profissionais de saúde, entre outras ações.pt
dc.description.abstractSafety culture can be defined as a behavioral pattern of individuals and groups, based on their values and attitudes, and that determine the way in which they carry out their work. A safety culture is positive in relation to safety and an effective control of safety in safety and security in the preventive measures adopted. The present study had the objective of analyzing the patient 's culture from the perspective of the nurses of a tertiary hospital in the interior of the state of. This is a quantitative, cross-sectional study. The instrument Hospital Research on Patient Safety Culture, validated and translated into Portuguese by National public health school - Fiocruz, was applied. Data collection was performed from August 2017 to February 2018. After data analysis, the population was predominantly female, with a daily average of 34.19 ± 6.29 years. Most professionals have a working time between 40 and 59 hours. Regarding the dimensions of the filter on the safety culture of the patient, they were evaluated in general, in a positive way. Only one "Employee Scale" and "General Perception of Patient Safety" dimension was evaluated negatively. The institution has a safety culture, since nursing professionals perform events of adverse events such as the existence of an error and the incident without harm. The implementation, evaluation of results, investments in the systematic of errors and professional suitability can strengthen the security in the institution. It is concluded that new technologies should be adopted to improve patient safety at the institution, which can be promoted by coaches, dissemination of activities and patient safety reports for health professionals, among other actions.en
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectSegurança Pacientept
dc.subjectEnfermagempt
dc.subjectEvento Adversopt
dc.subjectPatient Safetyen
dc.subjectNurseen
dc.subjectAdverse Eventsen
dc.titleCultura de segurança do paciente na perspectiva dos enfermeiros de um hospital terciário do interior do Estado de São Paulopt
dc.title.alternativeCulture of patient safety in the nurses' perspective of a tertiary hospital of the interior of the State of São Pauloen
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramEnfermagem - FMBpt
unesp.knowledgeAreaOutrapt
unesp.researchAreaPesquisa Quantitativa, descritiva e transversalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Medicina, Botucatupt
unesp.embargoOnlinept
dc.identifier.aleph000913744
dc.identifier.capes33004064085P5
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record