Show simple item record

dc.contributor.advisorMing, Lin Chau
dc.contributor.authorMoreira, Mirella Santos
dc.date.accessioned2019-04-23T13:48:27Z
dc.date.available2019-04-23T13:48:27Z
dc.date.issued2019-02-28
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/181671
dc.description.abstractOs cogumelos são uma alternativa muito viável na transformação de materiais lignocelulolíticos em produtos uteis, resultam na geração de alimento rico em proteínas, fibras, sais minerais, vitaminas, com baixo teor de lipídeos e carboidratos. Para a produção do cogumelo é necessário obter a Spawn, que pode ser feito a partir de um fragmento ou pseudotecido retirado do seu píleo. Para a fungicultura a fase laboratorial é tão importante quanto à fase no campo. O cultivo de cogumelos gera uma grande quantidade de composto pós-cultivo (SMC – “spent mushroom compost”). O presente trabalho buscou avaliar a influência da maturidade da Spawn na produtividade do cogumelo Pleurotus ostreatus utilizando tempos distintos de maturação. Após o cultivo do fungo foi testado o substrato exaurido na produção de mudas de alface, que foram levadas a campo para avaliar produtividade e análise bioquímica. Para a avaliação da Spawn foram utilizados sete sacos de 2 Kg de composto inoculado a cada três dias, onde a primeira inoculação ocorreu no 13º dia de maturação da Spawn e a ultima no 25º dia. Foram avaliados número de cachos, número de cogumelos, peso dos cachos, massa média de cachos e cogumelos e produtividade. Os maiores valores de produtividade foram obtidos pela 2ª e 3ª inoculação com 19,0 e 19,7 %, respectivamente, com 16 e 19 dias de maturação da Spawn, apresentando uma curva muito semelhante a de crescimento microbiano em geral, em fase Log. A primeira inoculação foi a menos produtiva, e as duas últimas inoculações com decréscimos na produção. Conclui-se que o tempo de maturação da Spawn influencia no rendimento do cogumelo P. ostreatus, mostrando que a produção da Spawn é uma fase primordial para conseguir alcançar altas produtividades. Em seguida, utilizou-se o resíduo da produção de P. ostreatus para o cultivo de mudas de alface (Lactuca sativa L.) em doses de composto exaurido (50 %, 30 % e 10 %) misturadas ao substrato comercial Carolina soil®. Para comparação, foi utilizada uma testemunha com 100 % de substrato comercial. Foram avaliados parâmetros de produtividade de mudas, como: comprimento da parte aérea, comprimento de raiz, número de folhas, massa fresca e seca da parte aérea e massa seca e fresca da raiz. As características física e química do substrato também foram avaliadas. O substrato exaurido apresentou uma elevação do pH e condutividade elétrica quando usadas doses crescentes desse substrato, prejudicando massa seca e fresca da parte aérea e comprimento de raiz. Para baixas doses de comosto exaurido misturado ao substrato comercial não houve diferença estatística entre os parâmetros avaliados. O composto exaurido de cogumelo se apresentou viável para a produção de mudas de alface na proporção de 10 % misturado ao composto Carolina soil®. Em doses altas de 30 e 50 % de exaurido seus valores foram inferiores estatisticamente da testemunha. As análises físicas do substrato exaurido mostraram resultados positivos quanto ao parâmetro retenção de água. Para a análise química, o substrato possui uma quantidade alta de macro e micronutrientes, se demonstrando um potencial para uso em plantas, mas com necessidade de algumas adequações com relação a pH e condutividade elétrica (C.E.). Foi avaliado a produção e alterações bioquimicas das mudas após serem levadas a campo. O cultivo das alfaces ocorreu na Fazenda experimental de São Manuel, o delineamento utilizado foi de quatro tratamentos diferentes doses de composto exaurido de cogumelo (50%, 30%,10% e 100% de substrato comercial Carolina soil®) com seis repetições e dezesseis plantas por parcela. Foram avaliados os parâmetros físicos agronômicos (diâmetro da planta, altura da planta, número de folhas, peso fresco de folhas, comprimento de raiz, peso fresco de raiz, peso seco da raiz e folhas) e bioquímicos (compostos fenólicos e atividade antioxidante enzimática e não enzimática). As alfaces produzidas em substrato com maior quantidade de resíduo de cogumelo apresentaram menores valores de parâmetros físicos avaliados (182,28 g) que as plantas cultivadas em substrato comercial (255,03 g). Para a avaliação enzimática tanto para a enzima peroxidase quanto polifenoloxidase houve maior atividade das mesmas nas plantas produzidas com maior quantidade de composto exaurido de cogumelo, esse mesmo padrão se manteve para compostos fenólicos e atividade antioxidante. Concluindo que, o uso de resíduo de cogumelo ativa a indução de produção de enzimas protetoras e metabólitos secundários na planta, com um potencial indutor de resistência.pt
dc.description.abstractMushrooms are a very viable alternative in the transformation of lignocellulolytic materials into useful products, resulting in the generation of food rich in proteins, fibers, minerals, vitamins, low in lipids and carbohydrates. For the production of the mushroom it is necessary to obtain the inoculum, which may be made from a fragment or pseudotecido taken from the colonus thereof. For fungicide the laboratory phase is as important as the phase in the field. Mushroom cultivation generates a large amount of spent mushroom compost (SMC). The present work aimed to evaluate the influence of the inoculum maturity on the productivity of the Pleurotus ostreatus mushroom using distinct maturation times. After the fungus was cultivated the exhausted substrate was tested in the production of lettuce seedlings, which were taken to field to evaluate productivity and biochemical analysis. For the evaluation of the Spawn, seven bags of 2 kg of inoculated substrate were used every three days, where the first inoculation occurred on the 13th day of mycelial run and the last on the 25th day. Number of bunches, number of mushrooms, weight of bunches, average mass of bunches and mushrooms were evaluated as a parameter for evaluation of productivity. The highest values of productivity were obtained by the 2nd and 3rd inoculation with 19.0 and 19.7%, with 16 and 19 days of seed maturation. It is concluded that the time of maturation of the inoculum influences the yield of the mushroom Pleurotus ostreatus, showing that the production of the inoculum is a primordial phase to reach high yields. Then, the residue of the Pleurotus ostreatus production was used for the cultivation of lettuce (Lactuca sativa L.) seedlings at doses of depleted compound (50%, 30% and 10%) mixed with the commercial substrate Carolina soil®. For comparison, a control with 100% commercial substrate was used. Seed productivity parameters were evaluated, such as: shoot length, root length, leaf number, fresh and dry shoot mass, and dry and fresh root mass. The physical and chemical characteristics of the substrate were also evaluated. The depleted substrate showed an increase in pH and electrical conductivity when increasing doses of this substrate were used, damaging fresh dry shoot mass and root length. For low doses of mushroom residue mixed to the commercial substrate there was no statistical difference between the evaluated parameters. The spent mushroom compound presented viable for the production of lettuce seedlings in the proportion of 10% mixed with Carolina soil® compound. At high doses of 30 and 50% depleted their values were statistically lower than the control. Physical analyzes of the depleted substrate showed positive results regarding the water retention parameter. For the chemical analysis, the substrate has a high amount of macro and micronutrients, demonstrating a potential for use in plants, but in need of some adjustments with respect to pH and electrical conductivity (C.E.). The production and biochemical changes of the seedlings were evaluated after being taken to the field. The lettuce cultivation was carried out at the San Manuel Experimental Farm, the treatments used were four different treatments of mushroom residue (50%, 30%, 10% and 100% commercial soil substrate Carolina soil) with six replicates and sixteen plants per plot. Agronomic physical parameters (plant diameter, plant height, leaf number, fresh leaf weight, root length, fresh root weight, root dry weight and leaves) and biochemical parameters (phenolic compounds and enzymatic antioxidant activity and not enzymatic). The lettuces produced in substrate with higher amount of mushroom residue had lower values of physical parameters evaluated (182.28 g) than plants grown in commercial substrate (255.03 g). For the enzymatic evaluation for both the peroxidase enzyme and polyphenoloxidase, there was higher activity of the same in the plants produced with higher amount of mushroom residue, this same pattern was maintained for phenolic compounds and antioxidant activity. In conclusion, the use of mushroom residue activates the induction of the production of protective enzymes and secondary metabolites in the plant, with a potential inducer of resistance.pt
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.subjectQualidade de sementept
dc.subjectCogumelo ostrapt
dc.subjectSpent mushroom compostpt
dc.subjectresistenciapt
dc.subjectcultivo de alfacept
dc.titleInfluência de diferentes condições de spawn na produção de pleurotus ostreatus (jacq.) p. Kumm. e de diferentes concentrações do resíduo da produção de cogumelo na qualidade de alface (lactuca sativa l.)pt
dc.title.alternativeInfluence of different spawn conditions on the production of pleurotus ostreatus (jacq.) P. Kumm. and different concentrations of the residue of the mushroom production in the quality of lettuce (lactuca sativa L.)pt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso restrito
dc.description.sponsorshipIddemanda social
unesp.graduateProgramAgronomia (Horticultura) - FCApt
unesp.knowledgeAreaHorticulturapt
unesp.researchAreasistema de produção de plantas hortícolaspt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
unesp.embargo12 meses após a data da defesapt
dc.identifier.aleph000915465
dc.identifier.capes33004064014P0
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record