Show simple item record

dc.contributor.authorCapellini, Simone Aparecida [UNESP]
dc.contributor.authorRomero, Ana Carla Leite [UNESP]
dc.contributor.authorOliveira, Andrea Batista [UNESP]
dc.contributor.authorSampaio, Maria Nobre [UNESP]
dc.contributor.authorFusco, Natália
dc.contributor.authorCervera-Mérida, José Francisco
dc.contributor.authorYgual Fernández, Amparo
dc.date.accessioned2014-05-20T15:17:46Z
dc.date.available2014-05-20T15:17:46Z
dc.date.issued2012-04-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462012005000012
dc.identifier.citationRevista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 14, n. 2, p. 254-267, 2012.
dc.identifier.issn1516-1846
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/30602
dc.description.abstractOBJETIVOS: caracterizar, comparar e classificar o desempenho dos escolares do 2º ao 5º ano do ensino particular segundo a semiologia dos erros. MÉTODO: foram avaliados 115 escolares do 2º ao 5º ano, sendo 27 do 2°ano, 30 do 3° e 4° ano e 28 do 5° ano escolar, divididos em quatro grupos, respectivamente GI, GII, GIII e GIV. As provas do protocolo de avaliação da ortografia - Pró-Ortografia foram divididas em: versão coletiva (escrita de letras do alfabeto, ditado randomizado das letras do alfabeto, ditado de palavras, ditado de pseudopalavras, ditado com figuras, escrita temática induzida por figura) e versão individual (ditado de frases, erro proposital, ditado soletrado, memória lexical ortográfica). RESULTADOS: houve diferença estatisticamente significante na comparação intergrupos, indicando que com o aumento da média de acertos em todas as provas da versão coletiva e individual e com o aumento da seriação escolar, os grupos diminuíram a média de erros na escrita com base na semiologia do erro. A maior freqüência de erros encontrada foi de ortografia natural. CONCLUSÃO: os dados deste estudo evidenciaram que o aumento da média de acertos de acordo com a seriação escolar pode ser indicativo do funcionamento normal de desenvolvimento da escrita infantil nesta população. A maior frequência de erros de ortografia natural encontrada indica que pode não estar ocorrendo instrução formal sobre a correspondência fonema-grafema, uma vez que os mesmos estão na dependência direta da aprendizagem da regra de correspondência direta fonema-grafema.pt
dc.description.abstractPURPOSE: to characterize, compare and classify the performance of students from 2nd to 5th grades of private teaching according to the semiology of errors. METHOD: 115 students from the 2nd to 5th grades, 27 from the 2nd grade, 30 students from the 3rd and 4th grades, and 28 from the 5th grade divided into four groups, respectively, GI, GII, GIII and GIV, were evaluated. The tests of Spelling Evaluation Protocol - Pro-Orthography were divided into: collective version (writing letters of the alphabet, randomized dictation of letters, word dictation, non-word dictation, dictation with pictures, thematic writing induced by picture) and individual version (dictation of sentences, purposeful error, spelled dictation, spelling lexical memory). RESULTS: there was a statistically significant difference in inter-group comparison indicating that there was an increase in average accuracy for all tests as for the individual and collective version. With the increase in grade level, the groups decreased the average of writing errors based on the semiology of errors. We found a higher frequency of natural spelling errors. CONCLUSION: data from this study showed that the increase in average accuracy according to grade level may be an indicative for normal development of student's writing in this population. The higher frequency of natural spelling errors found indicates that formal instruction on phoneme-grapheme correspondence may not be occurring, since that they are directly dependent on the learning of the rule of direct phoneme-grapheme correspondence.en
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent254-267
dc.language.isopor
dc.publisherCEFAC Saúde e Educação
dc.relation.ispartofRevista CEFAC
dc.sourceSciELO
dc.subjectAvaliaçãopt
dc.subjectEscrita Manualpt
dc.subjectAprendizagempt
dc.subjectEducaçãopt
dc.subjectEscolaridadept
dc.subjectEvaluationen
dc.subjectHandwritingen
dc.subjectLearningen
dc.subjectEducationen
dc.subjectEducation Statusen
dc.titleDesempenho ortográfico de escolares do 2º ao 5º ano do ensino particularpt
dc.title.alternativeSpelling performance of students of 2nd to 5th grade from private teachingen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.contributor.institutionUniversidade Católica de Valência San Vicente Mártir
dc.contributor.institutionUniversidade de Valência Programa de Pós-Graduação em Dificuldades de Aprendizagem Departamento de Educação
dc.contributor.institutionUniversidade Católica de Valência San Vicente Márti Programa de Pós-Graduação de Logopedia
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Filosofia e Ciências Programa de Pós-Graduação em Educação
dc.description.affiliationUniversidade Católica de Valência San Vicente Mártir
dc.description.affiliationUniversidade de Valência Programa de Pós-Graduação em Dificuldades de Aprendizagem Departamento de Educação
dc.description.affiliationUniversidade Católica de Valência San Vicente Márti Programa de Pós-Graduação de Logopedia
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Filosofia e Ciências Programa de Pós-Graduação em Educação
dc.identifier.doi10.1590/S1516-18462012005000012
dc.identifier.scieloS1516-18462012000200009
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
dc.identifier.fileS1516-18462012000200009.pdf
dc.identifier.lattes9057316530389548
unesp.author.lattes9057316530389548
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record