Show simple item record

dc.contributor.authorBeutler, Amauri Nelson [UNESP]
dc.contributor.authorCenturion, José Frederico [UNESP]
dc.contributor.authorSilva, Alvaro Pires da
dc.contributor.authorRoque, Cassiano Garcia [UNESP]
dc.contributor.authorFerraz, Marcos Vieira [UNESP]
dc.date.accessioned2014-05-20T13:17:05Z
dc.date.available2014-05-20T13:17:05Z
dc.date.issued2004-06-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2004000600009
dc.identifier.citationPesquisa Agropecuária Brasileira. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) Informação TecnológicaPesquisa Agropecuária Brasileira, v. 39, n. 6, p. 575-580, 2004.
dc.identifier.issn0100-204X
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/3675
dc.description.abstractO objetivo deste trabalho foi determinar o intervalo hídrico ótimo e sua relação com a produtividade de grãos de arroz de sequeiro em um Latossolo Vermelho de textura média. Os tratamentos foram 0, 1, 2, 4 e 6 passadas de um trator, lado a lado, na superfície do solo, com quatro repetições. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado. Foram coletadas amostras indeformadas de solo nas camadas de 0,02-0,05, 0,07-0,10 e 0,15-0,18 m para determinação da resistência do solo à penetração, densidade do solo, intervalo hídrico ótimo, densidade do solo crítica e da curva de retenção de água no solo. em parcelas de 3,6 m² foi semeado arroz de sequeiro (cv. Caiapó) e a sua produtividade foi avaliada em parcelas úteis de 1,80 m². O intervalo hídrico ótimo foi reduzido a partir da densidade do solo de 1,30 Mg m-3 pela resistência do solo à penetração. A partir do valor de 1,82 MPa ocorreu decréscimo da produtividade de arroz. A densidade do solo crítica ao desenvolvimento radicular no intervalo hídrico ótimo foi de 1,63 Mg m-3, equivalente a 1,62 Mg m-3 que foi limitante na produtividade de arroz. O monitoramento da compactação do solo é necessário para prevenir perdas na produtividade de arroz de sequeiro.pt
dc.description.abstractThe objective of this work was to determine the least limiting water range and its relation with dryland rice yield in a medium texture Oxisol. The treatments were 0, 1, 2, 4 and 6 passed of a tractor, side by side, on soil surface. The experimental design was a completely randomized, with four repetitions. Indeformed soil samples were collected in the layers 0.02-0.05, 0.07-0.10 and 0.15-0.18 m for determination of soil resistance to penetration, bulk density, least limiting water range, critical bulk density and soil water retention curve. In 3.6 m² plots dryland rice (cv. Caiapó) was sown and its yield in useful parcels of 1.80 m² was evaluated. The least limiting water range was reduced from bulk density of 1.30 Mg m-3 by soil resistance to penetration. From 1.82 MPa on decrease of rice yield occurred. Critical bulk density to root development in the least limiting water range was 1.63 Mg m-3, equivalent to 1.62 Mg m-3 of bulk density, that is critical to rice yield. The monitoring of soil compaction is necessary to prevent losses in dryland rice yield.en
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent575-580
dc.language.isopor
dc.publisherEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)
dc.relation.ispartofPesquisa Agropecuária Brasileira
dc.sourceSciELO
dc.subjectOryza sativaen
dc.subjectresistance to penetrationen
dc.subjectsoil wateren
dc.subjectsoil physical qualityen
dc.subjectOryza sativapt
dc.subjectresistência do solo à penetraçãopt
dc.subjectÁgua no solopt
dc.subjectQualidade física do solopt
dc.titleCompactação do solo e intervalo hídrico ótimo na produtividade de arroz de sequeiropt
dc.title.alternativeSoil compaction and least limiting water range in dryland rice yielden
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.contributor.institutionUniversidade de São Paulo (USP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Fac. de Ciências Agrárias e Veterinárias Dep. de Solos e Adubos
dc.description.affiliationEscola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Dep. de Ciência do Solo
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Fac. de Ciências Agrárias e Veterinárias Dep. de Solos e Adubos
dc.identifier.doi10.1590/S0100-204X2004000600009
dc.identifier.scieloS0100-204X2004000600009
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
dc.identifier.fileS0100-204X2004000600009.pdf
dc.relation.ispartofjcr0.546
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record