Esclarecemos que a realização do autoarquivamento, validação de submissões e o acesso ao Repositório continuam normalmente

Show simple item record

dc.contributor.authorCavalcante Neto, Aderbal [UNESP]
dc.contributor.authorLui, Jeffrey Frederico [UNESP]
dc.contributor.authorSarmento, José Lindenberg Rocha
dc.contributor.authorRibeiro, Norma
dc.contributor.authorMonteiro, José Mauro Costa
dc.contributor.authorTonhati, Humberto [UNESP]
dc.date.accessioned2014-05-20T13:18:20Z
dc.date.available2014-05-20T13:18:20Z
dc.date.issued2008-11-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S1516-35982008001100008
dc.identifier.citationRevista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 37, n. 11, p. 1953-1958, 2008.
dc.identifier.issn1516-3598
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/4460
dc.description.abstractEste trabalho foi realizado com os objetivos de avaliar a influência de fatores ambientais e estimar a herdabilidade para a característica intervalo desmame-cio (IDC) de fêmeas suínas. Para isso, utilizaram-se 1.032 observações de 347 porcas Dalland (C-40), pertencentes a dois rebanhos. No modelo, incluíram-se como aleatórios os efeitos do pai e da mãe da porca e, como fixos, os efeitos do ano de parto, do rebanho e da estação de parição, bem como as co-variáveis idade da porca ao parto, tamanho da leitegada ao nascer e período de lactação. As estimativas dos componentes de variância e do parâmetro genético foram obtidas utilizando-se o aplicativo MTDFREML, que emprega a metodologia da máxima verossimilhança restrita livre de derivadas. A média foi de 5,3 dias, com um coeficiente de variação de 71,44%. O período de lactação teve influência linear sobre o IDC. do mesmo modo, a regressão quadrática do IDC em relação à idade da porca ao parto foi significativa. O pai e a mãe foram importantes fontes de variação no intervalo desmame-cio, que, provavelmente pelo fato de acontecer tardiamente na vida do animal, não foi influenciado pelo rebanho, pelo ano e pela estação. A estimativa de herdabilidade para o primeiro intervalo desmame-cio foi de 0,11, o que indica que esta característica não apresentaria ganho genético satisfatório como resposta à seleção individual.pt
dc.description.abstractThe aim of this study was to evaluate the influence of environmental factors and to estimate the heritability of weaning-estrus interval in Dalland (C-40) sows in the Southeast of Brazil. Data consisting of 1,032 weaning-estrus intervals recorded in two herds were analyzed by a model that included the random effects of sire and dam and the fixed effects of year of farrowing, herd and the farrowing season, and the covariables age of sow at farrowing, litter size at birth and lactation length. Variance components were estimated by REML. Average and coefficient of variation of weaning estrus interval were respectively 5.3 days and 71.44%. Sire and dam effects were important sources of variation for the weaning-estrus interval. The linear effect of lactation length and the quadratic effect of the age of sow at farrowing on the weaning-estrus interval were also significant. The effects of year, season of farrowing and herd on the weaning-estrus interval were not significant, suggest that sows are less sensitive to these effects when they reach maturity. The heritability estimate was 0.11 and indicate that expected genetic gain by selection for reducing weaning-estrus interval will be low.en
dc.format.extent1953-1958
dc.language.isopor
dc.publisherSociedade Brasileira de Zootecnia
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Zootecnia
dc.sourceSciELO
dc.subjectenvironmenten
dc.subjectEstrusen
dc.subjectGenetic parameteren
dc.subjectreproductive traiten
dc.subjectambientept
dc.subjectCaracterística reprodutivapt
dc.subjectEstropt
dc.subjectParâmetro genéticopt
dc.titleFatores ambientais e estimativa de herdabilidade para o intervalo desmame-cio de fêmeas suínaspt
dc.title.alternativeEnvironmental factors and heritability estimate for the weaning-estrus interval in sowsen
dc.typeArtigo
dcterms.licensehttp://www.scielo.br/revistas/rbz/paboutj.htm
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.contributor.institutionUniversidade Federal do Piauí (UFPI)
dc.contributor.institutionUniversidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
dc.contributor.institutionEscola Agrotécnica de Muzambinho (EAFMuz)
dc.description.affiliationUNESP FCAV
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista
dc.description.affiliationUniversidade Federal do Piauí (FUFPI)
dc.description.affiliationUniversidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
dc.description.affiliationEscola Agrotécnica de Muzambinho
dc.description.affiliationUnespUNESP FCAV
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista
dc.identifier.doi10.1590/S1516-35982008001100008
dc.identifier.scieloS1516-35982008001100008
dc.identifier.wosWOS:000261418300008
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
dc.identifier.fileS1516-35982008001100008.pdf
dc.identifier.lattes2024359465492863
dc.identifier.lattes7445254960858159
unesp.author.lattes2024359465492863
unesp.author.lattes7445254960858159
unesp.author.orcid0000-0003-4714-3167[6]
unesp.author.orcid0000-0003-3373-3246[4]
dc.relation.ispartofsjr0,337
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record