Show simple item record

dc.contributor.authorHiguti, Andréa Reiko Oliveira [UNESP]
dc.contributor.authorGodoy, Amanda Regina [UNESP]
dc.contributor.authorSalata, Ariane da Cunha [UNESP]
dc.contributor.authorCardoso, Antonio Ismael Inácio [UNESP]
dc.date.accessioned2014-05-20T13:20:38Z
dc.date.available2014-05-20T13:20:38Z
dc.date.issued2010-01-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0006-87052010000100012
dc.identifier.citationBragantia. Instituto Agronômico de Campinas, v. 69, n. 1, p. 87-92, 2010.
dc.identifier.issn0006-8705
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/5788
dc.description.abstractRealizou-se um experimento com o objetivo de avaliar a produção de frutos de diferentes híbridos de tomateiro em função da vibração das plantas. Foram avaliados cinco híbridos (AF-8651, Débora Pto, Jennifer, Miramar e Platinum) e dois tratamentos de vibração (1- com vibração das plantas; 2- sem vibração das plantas). O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas com quatro repetições, cujas parcelas foram constituídas pela vibração ou não vibração das plantas e as subparcelas pelos híbridos. O estímulo vibratório das plantas foi realizado individual e manualmente a partir do início do florescimento. Para isto, as plantas eram vibradas, uma a uma, balançando-se o arame onde se prendia o tutor (taquara de bambu) com a mão por cerca de 5 segundos, duas vezes por dia. Foram avaliados número e massa de sementes por fruto, número e massa total de frutos por planta, número e massa de frutos comerciais por planta, massa média de frutos total e comercial por fruto, porcentagem de fixação de frutos e porcentagem de frutos comerciais em relação ao total. A vibração das plantas de tomateiro favoreceu a liberação de grãos de pólen, e, portanto maior fixação de frutos e maior número de sementes por fruto as quais proporcionaram maior produção de frutos, com maior porcentagem de frutos comerciais nos diferentes híbridos.pt
dc.description.abstractThe experiment was carried out with the objective to evaluate the production of fruits of different hybrids of tomato plants in function of plants vibration. Five hybrids (AF-8651, Débora Pto, Jennifer, Miramar and Platinum) and two treatments of vibration (1 - with plant vibration; 2 - without plant vibration). Randomized blocks design was used with four replication and each plot was constituted by five plants, with three useful plants per plot. The vibratory stimulation of the plants was carried through individual and manually from the beginning of the bloomming. For this, plants were vibrated, individually, shaking wire where support was fixed (bamboo) with hand for 5 seconds, twice a day. Numbers of seeds, mass of seeds, number of commercial fruits, mass of commercial fruits, average mass of commercial fruits, fruit setting and percentage of commercial fruits had been evaluated. The vibration of the tomato plants favored the release of pollen grains, and, therefore bigger fruits setting and greater number of seeds for fruit that had provided to greater production of fruits, with bigger percentage of commercial fruits in the different hybrids.en
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent87-92
dc.language.isopor
dc.publisherInstituto Agronômico de Campinas
dc.relation.ispartofBragantia
dc.sourceSciELO
dc.subjectLycopersicon esculentum Mill.pt
dc.subjectcultivo protegidopt
dc.subjectpolinizaçãopt
dc.subjectvibraçãopt
dc.subjectLycopersicon esculentum Mill.en
dc.subjectprotected cultivationen
dc.subjectpollinationen
dc.subjectvibrationen
dc.titleProdução de tomate em função da vibração das plantaspt
dc.title.alternativeTomato production in function of plant vibrationen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agronômicas Departamento de Produção Vegetal
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista Faculdade de Ciências Agronômicas Departamento de Produção Vegetal
dc.identifier.doi10.1590/S0006-87052010000100012
dc.identifier.scieloS0006-87052010000100012
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agronômicas, Botucatupt
dc.identifier.fileS0006-87052010000100012.pdf
dc.relation.ispartofsjr0,555
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record