Show simple item record

dc.contributor.authorBarreiro, Iraide Marques de Freitas [UNESP]
dc.contributor.authorTerribili Filho, Armando [UNESP]
dc.date.accessioned2014-05-20T13:22:21Z
dc.date.available2014-05-20T13:22:21Z
dc.date.issued2007-03-01
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/S0104-40362007000100006
dc.identifier.citationEnsaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação. Fundação CESGRANRIO, v. 15, n. 54, p. 81-102, 2007.
dc.identifier.issn0104-4036
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/6542
dc.description.abstractNeste artigo analisa-se a oferta de vagas para o período noturno nos cursos de graduação da educação superior no país, com foco nas universidades públicas estaduais paulistas, a fim de se verificar como estas têm atendido à exigência da Constituição Paulista no sentido de se ofertar pelo menos um terço do total de suas vagas a este período. Avalia-se o impacto dessa exigência no contexto maior da oferta de vagas para a educação superior no país, considerando que a Reforma Universitária em trâmite propõe este mesmo índice para as universidades federais. Uma retrospectiva histórica apresenta a origem da educação superior no país, a presença exclusiva das instituições públicas até meados do século XX, a entrada das instituições religiosas no setor privado em 1946, e os desdobramentos da Reforma Universitária de 1968, marco da expansão do setor privado, que contempla atualmente 71,7% das 4,1 milhões de matrículas em cursos de graduação no país. As reflexões indicam que a expansão da educação superior deve priorizar o crescimento da oferta de vagas no sistema público, buscando uma melhor relação de vagas entre o sistema público e o privado, com ênfase nas demandas crescentes do período noturno, visando a um projeto maior de desenvolvimento do país, ordenado pelo Estado e alicerçado na valorização da Educação.pt
dc.description.abstractEn este trabajo se analiza la oferta de vacantes en el período nocturno en la enseñanza superior en Brasil, enfocando las universidades estaduales de São Paulo, con el objetivo de verificar como están atendiendo la ley contenida en la constitución del Estado de São Paulo, que exige la oferta mínima de la tersa parte del total de las vacantes a este período. Una evaluación del impacto de esta exigencia en el contexto nacional de oferta de vacantes a la enseñanza superior, considerando que la reforma universitaria que está siendo discutida actualmente, propone este mismo índice para las universidades federales. Una retrospectiva histórica presenta el origen de la educación superior en Brasil hace cerca de 200 años, la presencia exclusiva de las instituciones públicas hasta mediados del siglo XX, la entrada de las instituciones religiosas en el sector privado en 1946 y la Reforma Universitaria de 1968 que fue el marco del período de la expansión cuantitativa de la educación superior en el país, culminando con un amplio predominio del sector privado, que contempla actualmente 71,7% de las 4. 163. 733 matrículas, de acuerdo con el último censo oficial anual. Las reflexiones indican que la expansión de la enseñanza superior debe dar prioridad al crecimiento de la oferta de vacantes en el sistema público, buscando una mejor relación de vacantes entre el sistema público y el privado, con énfasis en las demandas crecientes de la sociedad para el período nocturno, con visión de un gran proyecto de desarrollo de la nación, ordenado por el Estado y apoyado por la valoración de la Educación.es
dc.description.abstractThis paper analyzes the supplying of enrollment vacancies in undergraduate night courses in Brazil, focusing the public universities of São Paulo State, in order to check how such universities have complied with the requirements of São Paulo State Constitution by reserving at least one-third of such vacancies for the night courses. One weighs the impact of such requirements in the wider context of enrollment vacancies in higher educational institutions in Brazil, taking into consideration the fact that the University Reform still in process proposes the same ratio to federal universities. A historical review explains the origin of higher education in our country, the exclusive predominance of public institutions until the beginning of the 20th century, the emergence of religious institutions within the private sector in 1946, and the development of the University Reform in 1968, a landmark in the expansion of the private sector which nowadays comprises 71.7% out of the 4.1 million enrollment vacancies meant for the undergraduate night courses in Brazil. Pondering upon the issue recommends that the expansion of higher education should give priority to the growth of enrollment vacancies within the public school system, trying to reach a better balanced ratio of such vacancies between the public and the private sectors, emphasizing the increasing demand for night courses, having in mind a more extensive development program in the country, commanded by the State and founded on the advancement of Education.en
dc.format.extent81-102
dc.language.isopor
dc.publisherFundação CESGRANRIO
dc.relation.ispartofEnsaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação
dc.sourceSciELO
dc.subjectEducação superiorpt
dc.subjectPeríodo noturnopt
dc.subjectOferta de vagaspt
dc.subjectPolíticas públicaspt
dc.subjectEducación superiores
dc.subjectPeríodo nocturnoes
dc.subjectOferta de vacanteses
dc.subjectPolíticas públicases
dc.subjectHigher educationen
dc.subjectNight coursesen
dc.subjectSupplying of enrollment vacanciesen
dc.subjectPublic policiesen
dc.titleEducação superior no período noturno no Brasil: políticas, intenções e omissõespt
dc.title.alternativeEnseñanza superior en el período nocturno en Brasil: políticas, intenciones y omisioneses
dc.title.alternativeHigher education in night courses in Brazil: policies, intentions, and omissionsen
dc.typeArtigo
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.contributor.institutionFundação Armando Alvares Penteado (FAAP)
dc.description.affiliationDoutora em Educação, USP, Mestre em Educação, UNICAMP, Professora de Graduação na UNESP/Assis, Professora da Pós-Graduação na UNESP/Marília
dc.description.affiliationDoutorando em Educação, UNESP/Marília, Professor da Faculdade de Administração e da Pós-Graduação na FAAP/São Paulo, Diretor de Projetos da Unisys Brasil
dc.description.affiliationUnespDoutora em Educação, USP, Mestre em Educação, UNICAMP, Professora de Graduação na UNESP/Assis, Professora da Pós-Graduação na UNESP/Marília
dc.description.affiliationUnespDoutorando em Educação, UNESP/Marília, Professor da Faculdade de Administração e da Pós-Graduação na FAAP/São Paulo, Diretor de Projetos da Unisys Brasil
dc.identifier.doi10.1590/S0104-40362007000100006
dc.identifier.scieloS0104-40362007000100006
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Assispt
dc.identifier.fileS0104-40362007000100006.pdf
dc.relation.ispartofsjr0,254
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record