Show simple item record

dc.contributor.advisorSimões, Marcello Guimarães [UNESP]
dc.contributor.authorDavid, Juliana Machado [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:26:13Z
dc.date.available2014-06-11T19:26:13Z
dc.date.issued2010-11-19
dc.identifier.citationDAVID, Juliana Machado. Bivalves permianos da fase de continentalização das bacias do Gondwana Ocidental: sistemática, paleogeografia e bioestratigrafia. 2010. 97 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2010.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/92880
dc.description.abstractO estudo de bivalves da Formação Gai-As, Permiano, área de Huab, NW da Namíbia, indicou a presença de espécies anteriormente conhecidas apenas no Grupo Passa Dois, Permiano, Bacia do Paraná, Brasil, possibilitando o aprimoramento das correlações estratigráficas entre as duas bacias. A fauna da Formação Gai-As ocorre em intervalos estratigráficos bem definidos, um na porção basal e outro na porção superior. Em ambos, a deposição final das conchas ocorreu sob a influência de eventos episódicos de alta energia. As espécies encontradas no intervalo basal compreendem Cowperesia emerita, Terraia cf. altissima e Terraia cf. curvata, enquanto no intervalo superior apenas Huabiella compressa gênero e espécie novos, e Terraia cf. curvata estão presentes Os táxons sugerem correlação entre a Formação Gai-As e a porção basal do Membro Serrinha, Formação Rio do Rasto. Adicionalmente, conforme dados prévios de literatura, na Formação Gai-As, logo acima das últimas ocorrências de bivalves do intervalo superior, existem tufos vulcânicos, cuja datação radiométrica de minerais de zircão indica idades em torno de 265+2.5 Ma., aproximadamente no limite Wordiano-Capitaniano. Essas idades são muito próximas das recentemente obtidas para minerais de zircão de cinzas vulcânicas na Formação Teresina (267±17 Ma.) e no Membro Serrinha 266.3±4.6 Ma. da Bacia do Paranápt
dc.description.abstractThe taxonomic study of bivalve mollusks of the Gai-As Formation, Permian, Huab area, Namibia, allowed the identification of species previously recorded only in the Permian Passa Dois Group, Paraná Basin, Brazil, improving the stratigraphical correlations between both basins. In the Gai-As Formation, bivalve shells are recorded in two well defined stratigraphical intervals, in the lower and upper portions. In both cases, the final deposition of the bivalve shells was a result of high energy episodic events. The species recorded in the lower portion are Cowperesia emerita, Terraia cf. altissima and Terraia cf. curvata. In the upper portion there are Huabiella compressa new gen. and sp., and Terraia cf. curvata. These bivalve species corroborate the correlation of Gai-As Formation to the lower portion of the Serrinha Member, Rio do Rasto Formation. Additionally, according to literature, in Gai-As Formation, fallout tuffs deposited immediately above the last occurrences of bivalves of the upper portion, bear zircon grains, whose radiometric shrimp U/Pb dating provided ages of 265±2.5 Ma., equivalent to the Wordian-Capitanian boundary. This age is very close to that recently recorded from zircon grains found in ash-beds of the Teresina Formation (267±17 Ma.) and the Serrinha Member (266.3±4.6 Ma.) of the Paraná Basinen
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.format.extent97 f. : il., tabs.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectPaleontologiapt
dc.subjectInvertebrado fossilpt
dc.subjectBiocorrelaçãopt
dc.subjectÁrea de Huabpt
dc.subjectFormação Gai-Aspt
dc.subjectFormação Rio do Rastopt
dc.subjectBivalviaen
dc.subjectHuab areaen
dc.subjectBiocorrelationen
dc.titleBivalves permianos da fase de continentalização das bacias do Gondwana Ocidental: sistemática, paleogeografia e bioestratigrafiapt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramGeologia Regional - IGCEpt
unesp.knowledgeAreaGeologia regionalpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claropt
dc.identifier.aleph000639754
dc.identifier.filedavid_jm_me_rcla.pdf
dc.identifier.capes33004137035P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record