Show simple item record

dc.contributor.advisorGirio, Raul José Silva [UNESP]
dc.contributor.authorSantana, Lucas Alves de Souza [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:27:16Z
dc.date.available2014-06-11T19:27:16Z
dc.date.issued2008-02-28
dc.identifier.citationSANTANA, Lucas Alves de Souza. Alterações espermáticas e dos níveis plasmáticos de testosterona em cães experimentalmente infectados por Leptospira interrogans sorovar Canicola. 2008. xix, 57 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2008.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/94628
dc.description.abstractConhecendo-se a predileção das leptospiras pelo aparelho urogenital, e a crescente utilização de técnicas de reprodução assistida na espécie canina, o presente trabalho objetivou pesquisar a presença e a ação da Leptospira no sêmen e testículo de cães. Foram utilizados 32 animais, dos quais 20 foram inoculados com uma cepa patogênica de Leptospira interrogans sorovar Canicola e 12 não receberam inóculo algum, sendo considerados animais-controle. Assim, os 32 animais experimentais foram reunidos em quatro grupos de estudo encerrando cinco cães inoculados e três cães-controle por grupo. Os animais do grupo um foram sacrificados após sete dias da inoculação, os animais do grupo dois sacrificados 15 dias após a inoculação, os animais do grupo três sacrificados após 30 dias de incubação e os animais do grupo quatro foram sacrificados após 45 dias da inoculação da cepa patogênica. Após o sacrifício, colheram-se fragmentos de testículo para pesquisa de Leptospira no parênquima testicular pela técnica de coloração de Levaditi. Nos dias zero (dia da inoculação), três, cinco, sete, dez, e a partir daí de cinco em cinco dias após a inoculação da cepa patogênica de Leptospira, foram colhidas amostras de sangue e sêmen. No sêmen, foram realizados exames andrológicos e PCR, no sangue, além da pesquisa de anticorpos pela técnica de soroaglutinação microscópica (SAM), foram verificados os níveis hormonais de testosterona. Dos 20 cães infectados, apenas um não apresentou título detectável na prova de SAM no período analisado. No grupo dois, foi verificada uma queda significativa nos valores do vigor e da concentração espermática, nos cães infectados, durante grande parte do período de estudo...pt
dc.description.abstractConsidering the Leptospira predilection for the urogenital system and the increasing of utilization of assisted reproduction in dogs, this work aimed to search the presence and the role of Leptospira in semen and testicles from dogs. From 32 animals, 20 were inoculated with a pathogenic Leptospira interrogans serovar Canicola strain and 12 received no inoculum, acting as control animals. The 32 experimental animals were distributed in four groups with five inoculated and three control dogs per group. Animals from group one were sacrificed seven days after inoculation, animals from group two were sacrificed 15 days after inoculation, animals from group three were sacrificed 30 days after inoculation, and animals from group four were sacrificed 45 days after inoculation. Testicle fragments were collected after dog sacrifices for searching Leptospira in testicle parenchyma using Levaditi stain technique. Blood and semen samples were collected at day zero (inoculation day), three, five, seven, ten and then by each five days after pathogenic Leptospira strain inoculation. Andrologic exams and PCR were performed with semen. Blood samples were used to detect antibodies using microscopic agglutination test (MAT) and verify testosterone levels. Only one of the 20 infected dogs had no detectable titre using MAT. Spermatic vigor and spermatic concentration had a significant decrease in group two during most part of the study. In three of nine days of semen collection, only spermatic concentrations were significantly lower in infected animals from group three. In this study it was possible to detect Leptospira DNA in semen samples from 16 of the 20 dogs inoculated with L. interrogans serovar Canicola strain. Thereby it was not possible to correlate the decrease of testosterone serum levels in infected animals with those detected in control animals...(Complete abstract, click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.format.extentxix, 57 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectDogen
dc.subjectLeptospiraen
dc.subjectTestosteroneen
dc.subjectCãopt
dc.subjectLeptospirose em animaispt
dc.subjectTestosteronapt
dc.subjectReação em cadeia de polimerasept
dc.subjectSêmenpt
dc.titleAlterações espermáticas e dos níveis plasmáticos de testosterona em cães experimentalmente infectados por Leptospira interrogans sorovar Canicolapt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramMedicina Veterinária - FCAVpt
unesp.knowledgeAreaMedicina veterinária preventivapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabalpt
dc.identifier.aleph000561167
dc.identifier.filesantana_las_me_jabo.pdf
dc.identifier.capes33004102072P9
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record