Show simple item record

dc.contributor.advisorRaveli, Dirceu Barnabé [UNESP]
dc.contributor.authorDib, Luana Paz Sampaio [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:27:53Z
dc.date.available2014-06-11T19:27:53Z
dc.date.issued2007-03-02
dc.identifier.citationDIB, Luana Paz Sampaio. Avaliação cefalométrica das alterações dentárias esqueléticas induzidas pelo uso do aparelho de Herbst no tratamento da má oclusão de classe II, divisão 1ª de Angle - Estudo longitudinal. 2007. 135 p. Dissertação (mestrado) - Universiade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araraquara, 2007.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/95756
dc.description.abstractEste estudo cefalométrico foi desenvolvido com o propósito de avaliar as alterações dentárias e esqueléticas naturais e induzidas pelo uso do aparelho de Herbst. O grupo experimental foi constituído por 15 indivíduos pré-pubertários, leucodermas, com idade média de 9,4 anos (+ ou - 06 meses), de ambos os gêneros, com má oclusão Classe II Divisão 1ª com deficiência mandibular. Foi utilizado para comparação um grupo controle de 15 indivíduos, leucodermas, com má oclusão Classe II Divisão 1ª, não tratados ortodonticamente, pareados quanto às idades óssea e cronológica do grupo experimental, derivados do Burlington Growth Centre, Departamento de Ortodontia da Faculdade de Odontologia, Universidade de Toronto, Canadá. Foram realizadas radiografias em norma lateral iniciais e após 7 meses de tratamento no grupo experimental e no grupo controle as radiografias foram tomadas aos 9 e 10 anos de idade. A análise estatística foi realizada por meio do teste t de Student, com nível de significância de 5%. De acordo com os dados obtidos, verificamos que o uso do aparelho de Herbst resultou numa restrição significativa do crescimento maxilar, enquanto que o efeito do crescimento natural havia sido de aumentar o comprimento da maxila; o crescimento mandibular foi estimulado em ambos os grupos, porém mais intenso no grupo tratado; houve aumento das alturas faciais anterior e posterior no grupo experimental, ao passo que no grupo controle a altura facial posterior não foi alterada; em relação à convexidade facial e a relação maxilo-mandibular houve uma alteração positiva no grupo tratado, enquanto no grupo não tratado elas se mantiveram estáveis; e, o plano mandibular não sofreu alteração em ambos os grupos. As alterações dentárias caracterizaram-se no grupo tratado pela verticalização dos incisivos superiores, distalização dos molares...pt
dc.description.abstractThis cephalometric study was developed in order to evaluate natural dental and skeletal alterations as well as those induced by the use of Herbst's appliance. The experimental group consisted of 15 pre-pubertal individuals, white children, with mean age of 9.4 years (+ or - 06 months), both male and female, presenting Class II, 1st Division malocclusion and mandibular deficiency. A control group of 15 white children with Class II, 1st Division malocclusion, who were not treated orthodontically, was used for comparison, paired considering bone and chronological ages of the experimental group, originally from Burlington Growth Centre, Orthodontics Department of the University of Toronto Dental School, Canada. Initial and 7-month treatment follow-up radiographs were obtained in lateral take for the experimental group, and for the control group the radiographs were taken at 9 and 10 years of age. Statistical analysis was carried out with Student's test, at significance level of 5%. According to the data obtained, it was verified that the use of Herbst's appliance resulted in a significant restriction of the maxillary growth, while the effect of natural growth had been to increase maxilla length; mandibular growth was stimulated in both groups, however, it was more intense in the group treated; there was an increase in the anterior and posterior facial heights of the experimental group, whereas in the control group the posterior facial height was not altered; considering facial convexity and the maxilla-mandible relationship, there was a positive alteration in the group treated, while in the non-treated group they were kept stable; and, the mandibular plane suffered no alteration in any of the groups. In the treated group, dental alterations were characterized by the verticalization of the maxillary incisors, distal tipping of the maxillary molars, buccal tipping of the mandibular... (Complete abstract, click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
dc.format.extent135 p. : il. ; 30 cm
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectAparelhos ortopedicospt
dc.subjectCefalometriapt
dc.subjectMaloclusão de classe IIpt
dc.subjectOrthopedic appliancesen
dc.subjectCephalometryen
dc.titleAvaliação cefalométrica das alterações dentárias esqueléticas induzidas pelo uso do aparelho de Herbst no tratamento da má oclusão de classe II, divisão 1ª de Angle - Estudo longitudinalpt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Odontológicas - FOARpt
unesp.knowledgeAreaOrtodontiapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araraquarapt
dc.identifier.aleph000502787
dc.identifier.filedib_lps_me_arafo.pdf
dc.identifier.capes33004030010P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record