Esclarecemos que a realização do autoarquivamento, validação de submissões e o acesso ao Repositório continuam normalmente

Show simple item record

dc.contributor.advisorNagata, Maria José Hitomi [UNESP]
dc.contributor.advisorGarcia, Valdir Gouveia [UNESP]
dc.contributor.authorCampos, Natália de [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:28:02Z
dc.date.available2014-06-11T19:28:02Z
dc.date.issued2010-07-23
dc.identifier.citationCAMPOS, Natália de. Avaliação da influência do plasma rico em plaquetas e do laser de baixa intensidade na cicatrização de defeitos de fenestração periodontal em ratos: estudo histológico e histométrico. 2010. 83 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2010.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/96156
dc.description.abstractEste estudo avaliou, histomorfometricamente, o processo de cicatrização em defeitos de fenestração periodontal, criados cirurgicamente em ratos e tratados com Plasma Rico em Plaquetas (PRP), Laser de Baixa Intensidade (LBI) ou a associação de ambos. Defeitos de fenestração periodontal foram realizados na mandíbula de 80 ratos, divididos em 4 grupos: Grupo C (Controle) – o defeito foi preenchido somente com coágulo sanguíneo; Grupo PRP – o defeito foi preenchido com PRP; Grupo LBI – o defeito recebeu a aplicação de LBI, foi preenchido com coágulo sangüíneo e irradiado novamente; Grupo PRP/LBI – o defeito recebeu a aplicação de LBI, foi preenchido com PRP e irradiado novamente. Os animais foram submetidos à eutanásia aos 10 e 30 dias pós-operatórios. A porcentagem de preenchimento ósseo (NO), densidade do novo osso (DNO), formação de novo cemento (NC) e a extensão remanescente do defeito (ERD) foram histometricamente avaliadas. Os dados foram submetidos à análise estatística (análise de variância, Tukey, p < 0,05). Aos 10 dias, o Grupo PRP apresentou ERD significativamente menor que o Grupo C. Aos 30 dias, o Grupo PRP apresentou NO e DNO significativamente maiores que o Grupo C. Todos os espécimes do Grupo C, aos 10 e 30 dias, apresentaram ausência total de formação de cemento. Já os espécimes dos grupos LBI, PRP e PRP/LBI apresentaram, aos 30 dias, significativa neoformação de cemento. LBI, PRP e PRP/LBI promoveram formação de cemento em defeitos de fenestração periodontal aos 30 dias. O PRP acelerou a regeneração óssea aos 10 dias e resultou em densidade e volume ósseos significativamente maiores que o LBI e o controle aos 30 dias. A associação PRP/LBI não foi vantajosa quando comparada ao uso isolado dessas terapiaspt
dc.description.abstractThis study histomorphometrically analyzed the influence of platelet-rich plasma (PRP), low-level laser therapy (LLLT) or their combination on the healing of surgically created periodontal fenestration defects in rats. Periodontal fenestration defects were created in the mandible of 80 rats divided into 4 groups: Group C (control) – the defect was filled by blood clot only; Group PRP – the defect was filled with PRP; Group LLLT – the defect received laser irradiation, was filled with blood clot and then irradiated again; Group PRP/LLLT – the defect received laser irradiation, was filled with PRP and then irradiated again. Animals were euthanized at either 10 or 30 days postoperatively. The percentage of bone fill (NB) and density of newly formed bone (DNB), new cementum formation (NC) and the extension of the remaining defect (ERD) were histometrically evaluated. Data were statistically analyzed (analysis of variance; Tukey p < 0.05). At 10 days, Group PRP presented ERD significantly lower than Group C. At 30 days, Group PRP presented NB and DNB significantly greater than Group C. Cementum formation was not observed in any specimen of Group C at either 10 or 30 days. The specimens of groups LLLT, PRP and PRP/LLLT showed significant formation of new cementum at 30 days. LLLT, PRP and PRP/LLLT promoted new cementum formation in periodontal fenestration defects at 30 days. PRP enhanced bone regeneration at 10 days and resulted in bone volume and density significantly greater than LLLT and control at 30 days. The combination PRP/LLLT did not show additional effects when compared to the use of each therapy separatelyen
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
dc.format.extent83 f. : il. + 1 CD-ROM
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectLaserspt
dc.subjectRegeneração (Biologia)pt
dc.subjectTerapia a laser de baixa intensidadept
dc.subjectPlasma rico em plaquetaspt
dc.subjectRegeneraçãopt
dc.subjectLaser Therapy, Low-Levelen
dc.subjectPlatelet-Rich Plasmaen
dc.subjectRegenerationen
dc.titleAvaliação da influência do plasma rico em plaquetas e do laser de baixa intensidade na cicatrização de defeitos de fenestração periodontal em ratos: estudo histológico e histométricopt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramOdontologia - FOApt
unesp.knowledgeAreaPeriodontiapt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Odontologia, Araçatubapt
dc.identifier.aleph000674476
dc.identifier.file000674476_20250723.pdf
dc.identifier.capes33004021011P0
dc.identifier.lattes8399870097572073
dc.identifier.lattes4068921369233125
unesp.author.lattes8399870097572073
unesp.author.lattes4068921369233125
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record