Show simple item record

dc.contributor.advisorCarpentieri, Nilse Margarida [UNESP]
dc.contributor.authorSouza, Marcelo Campos de [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:29:04Z
dc.date.available2014-06-11T19:29:04Z
dc.date.issued2003
dc.identifier.citationSOUZA, Marcelo Campos de. Caracterização da percepção do homem como pai de criança portadora de deficiência mental. 2003. 112 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2003.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/97678
dc.description.abstractEste trabalho é uma análise de alguns aspectos relacionados à percepção da figura masculina como pai de criança portadora de deficiência mental, da maneira como compreendem esse papel, cujo objetivo é buscar elementos para a formulação de uma proposta de atendimento e orientação familiar que vise uma maior participação da figura masculina. Participaram desta pesquisa um total de quinze homens pais de crianças diagnosticadas como portadoras de deficiência mental moderada, atendidas em uma instituição pública de atendimento multiprofissional a esta população. Utilizou-se o método de entrevista dirigida e semidirigida, empregando-se um questionário adaptado e a anamnese familiar de GRUNSPUN (1992). Concluiu-se que a relação pai-filho portador de deficiência é uma experiência qualitativamente diferente da relação com um filho não portador de deficiência, sendo que muitos aspectos dessa relação diferenciada variaram principalmente em função das variáveis posição sócio-econômica, religião e sexo do filho afetado. O estudo sugere diretrizes para a condução de trabalhos voltados para as famílias de portadores de deficiência baseado nos dados apurados.pt
dc.description.abstractThis research intends to analyze some aspects related to men’s perceptions as fathers of mentally retarded children just like they understand it, to propose a new way of leading support and/or educative familiar groups, who can be able to increase participation of these fathers. Subjects are fifteen men, fathers of moderately mentally retarded children from a public institution. These parents were listened using an adapted questionnaire and Familiar Anamnesis by GRUNSPUN (1992). Author concludes that father-handicapped children attachment is a different kind of experience, and many aspects of this relation seems to variate on significative degree in social-economic status, religion and genre of affected son. This study suggests some ideas to lead mental deficiency family groups.en
dc.format.extent112 f. il.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectPsicologia socialpt
dc.subjectPsicoterapia familiarpt
dc.subjectPaternidadept
dc.subjectDeficiencia mentalpt
dc.subjectMental deficiencyen
dc.subjectFatherhooden
dc.subjectSocial Psychologyen
dc.titleCaracterização da percepção do homem como pai de criança portadora de deficiência mentalpt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramPsicologia - FCLASpt
unesp.knowledgeAreaPsicologia e sociedadept
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências e Letras, Assispt
dc.identifier.aleph000190366
dc.identifier.filesouza_mc_me_assis.pdf
dc.identifier.capes33004048021P6
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record