Show simple item record

dc.contributor.advisorSant'Ana, Raquel Santos [UNESP]
dc.contributor.authorNéspoli, Daniella de Souza Santos [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:29:38Z
dc.date.available2014-06-11T19:29:38Z
dc.date.issued2013-03-12
dc.identifier.citationNÉSPOLI, Daniella de Souza Santos. Raízes e sombras: luta e resistência na formação da identidade quilombola. 2013. 112 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, 2013.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/98612
dc.description.abstractA referência que a sociedade brasileira tem sobre a formação da identidade quilombola ainda está muito associada ao passado e não consegue visualizar e reconhecer o que é um remanescente de quilombo nos dias atuais. Portanto, um estudo histórico, que contextualize a trajetória de organização desses grupos dentro do processo de estruturação e formação da sociedade capitalista, permite uma aproximação mais critica com a realidade opressora, cotidiana que eles vivenciam. Essa realidade apresenta a cultura de resistência como uma maneira de traçar a identidade quilombola, unificada na luta para garantir a sobrevivência na sua terra de origem, em um contexto de exploração e domínio presente nas relações de forças capitalistas, repercutindo inclusive na questão étnico – racial no Brasil. Essa reflexão possibilita compreender os avanços e os limites das políticas públicas de titulação desses territórios, avaliando o processo de identificação e reconhecimento dessas comunidades, dentro do que foi assegurado como direito no Art. 68 da Constituição Federal de 1988. Ao mesmo tempo, entrelaça o compromisso do projeto ético político do Serviço Social com essas questões e aponta para as demandas que se apresentam nesse processo uma ampliação estratégica do campo de atuação profissional articulada com as reivindicações de luta das comunidades quilombolaspt
dc.description.abstractThe reference that the brazilian society has about the built of the quilombola identity is still associated with the past time and is not able to look and recognize what means a quilombola community in current days. Therefore, a historic study, which contextualizes the path of the quilombos organization inside the conformation process of the capitalist society, allows an approach more critical about the daily reality of the quilombola communities. Such reality shows the culture of resistance as a way to shape the group identity, unified in the combat to ensure its survival in the context of exploration and dominion of capitalist forces, affecting even the race-ethnic issues in Brazil. This reflection allows understand the advances and bounds of the public politics about the definition of quilombolas territories, evaluating the process of identification and recognition of those communities, in the context of what was ensured as right at Art 68 of the Brazilian Federal Constitution 1988. At the same time, the study holds the commitment with the ethical political project of the Social Assistance toward these issues, and indicates a strategy extention in the field of professional performance regarding the demands that appear on the process, and with claims of the communitiesen
dc.format.extent112 f.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectServiço socialpt
dc.subjectQuilombos - Identidade etnicapt
dc.subjectDireito de propriedadept
dc.subjectNegros - Condições sociais - Brasilpt
dc.subjectComunidades sociaispt
dc.subjectPoliticas publicaspt
dc.subjectBrasil - Terras públicaspt
dc.subjectBrasil - Política socialpt
dc.subjectSocial servicept
dc.titleRaízes e sombras: luta e resistência na formação da identidade quilombolapt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramServiço Social - FCHSpt
unesp.knowledgeAreaServiço social, trabalho e sociedadept
unesp.researchAreaServiço Social: mundo do trabalhopt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Francapt
dc.identifier.aleph000720197
dc.identifier.filenespoli_dss_me_fran.pdf
dc.identifier.capes33004072067P2
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record