Show simple item record

dc.contributor.advisorMazzeo, Antonio Carlos [UNESP]
dc.contributor.authorBatista, Erika [UNESP]
dc.date.accessioned2014-06-11T19:30:21Z
dc.date.available2014-06-11T19:30:21Z
dc.date.issued2007-12-06
dc.identifier.citationBATISTA, Erika. A fantástica fábrica de dinheiro na trilhado empowerment: o discurso gerencial no Banco do Brasil. 2007. 207 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, 2007.
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/99804
dc.description.abstractUma lógica de instabilidade e imprevisibilidade inerente ao funcionamento da sociabilidade capitalista acompanha as transformações das relações sociais do trabalho em sua totalidade, e que aliada às novas tecnologias delineia mudanças nas formas de organização do trabalho. O aparato ideológico de dominação se torna fundamental para garantir a subordinação da classe trabalhadora à acumulação capitalista, constituindo os variados métodos de gestão do trabalho em um controle ideológico que extrapola a dinâmica do processo produtivo e assume forma social, do qual os discursos gerenciais são formas típicas. Através da caracterização histórica do modo de produção capitalista no século XX, a pesquisa contextualizou as formas de gerenciamento do trabalho e sua manifestação no setor bancário brasileiro. A partir da reestruturação bancária do país, principalmente com o Plano Real, o objeto específico se concentrou no estudo realizado em uma agência do Banco do Brasil SA. A análise das tendências organizacionais propostas pelo discurso gerencial do Banco tiveram a finalidade de verificar a suposição de uma contradição inerente ao discurso gerencial, traduzido na ideologia do empowerment, e a sua respectiva concretização pela prática do trabalho bancário.pt
dc.description.abstractThe work relations have been changing according to the capitalism transformations and the new technologies, resulting in an uncertain social logic. The ideological ways of domination have become an important component to ensure the capitalist accumulation. Thus, the several instruments of work management are ways to improve the ideological control which goes beyond the productive process dynamics, and that gets a social shape. The management discourse is an example of that. Through the historical characterization of capitalism in the XXth Century, the study shows the work organizational practices and their management discourse in the capital mundialization, and how they manifests themselves in the brazilian bank sector. From the bank restructuring, specially with “Plano Real” (Real Currency Economic Measures), the specific object of this study focused on field work made at an agency of “Banco do Brasil” (Bank of Brazil). Therefore, the organizational trends of the bank management discourse were analysed in order to verify a contradiction between the empowerment discourse and the work bank practice.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent207 f. : il.
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.sourceAleph
dc.subjectTrabalhopt
dc.subjectRelações trabalhistaspt
dc.subjectBanco do Brasil - Discurso gerencialpt
dc.subjectEmpowermentpt
dc.subjectTrabalho bancáriopt
dc.titleA fantástica fábrica de dinheiro na trilhado empowerment: o discurso gerencial no Banco do Brasilpt
dc.typeDissertação de mestrado
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
unesp.graduateProgramCiências Sociais - FFCpt
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências, Maríliapt
dc.identifier.aleph000545107
dc.identifier.filebatista_e_me_mar.pdf
dc.identifier.capes33004110042P8
dc.identifier.lattes0057328168545927
unesp.author.lattes0057328168545927
Localize o texto completo

Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record